Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 1 de julho de 2016

BRAZIL: RUMOREJANDO“Ministro quer liberar venda de terra para estrangeiros”.

RUMOREJANDO

Minha foto
PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I (Quadrinha para ser recitada algures I 
[Em algum lugar]).
Tomou uma carraspana, um porre.
Mal e mal conseguiu chegar a casa.
Quis para a mulher arrastar a asa.
E ela: “Por que, você não morre?”.

Constatação II
“Ministro quer liberar venda de terra para estrangeiros”. “Câmara permite
 empresa aérea 100% de estrangeiros”. Começou, ou melhor, continua a
 entrega para os gringos? Até quando? Será que haverá algum dia data limite?
 Quem souber, ou supor, por favor, comentários no blog. Obrigado. A propósito, 
um viva para “nóis”, quer dizer para eles, os eternos entreguistas...

Constatação III (Dúvida não necessariamente crucial).
Será que o argentino Messi – para este assim chamado escriba, atualmente,
 o maior jogador do mundo – aprendeu bater falta de fora da área com
 o brasileiro, paranaense da cidade de Pato Branco, Rogerio Ceni, o único
do nosso país que dificilmente perdia tal cobrança e também pênalti, pelo
 menos nos últimos 10 anos?

Constatação IV (Quadrinha para ser recitada algures II).
Penso que estou ficando meio maluco.
O comportamento está em queda total.
Vi um relógio daqueles de cuco
E achei que era um pássaro real.

Constatação V (De mais uma dúvida. Esta, crucial).
Se houvesse um Prêmio Nobel para fraude será que o Brasil teria 
alguma chance de faturar?

Constatação VI
Não se pode confundir define com definhe, até porque quem definhe
 numa prisão, por exemplo, provavelmente, ou melhor, com toda a 
certeza não define a dita cuja como um lugar ideal para se viver.

Constatação VII (Quadrinha para ser recitada algures III).
Se eu tivesse menos sessenta anos
Iria tentar ser jogador de futebol.
Trabalharia como tantos paisanos
Na chuva, no frio e nos dias de sol.

Constatação VIII
Deu na mídia: “O deputado federal Paulo Pereira da Silva (SD-SP),
 conhecido como Paulinho da Força, foi hostilizado durante um voo
 entre São Paulo e Brasília”. Felizmente, para sorte de todos, ele não
 se atrapalhou e para tentar se safar não procurou abrir a porta do avião.
 Ele continuou, aparentemente, impassível a folhear uma revista. 
Puxa! Que susto! Vige!

Constatação IX
Não se pode confundir carruagem com carceragem, muito 
embora pelo andar da carruagem quem não seja a rainha da
 Inglaterra poderá, em função do seu comportamento, ser 
submetido a uma carceragem.

Constatação X (Quadrinha para ser recitada algures IV).
Fiz um piquenique no meio do mato
Esqueci-me de levar algum repelente
Dos borrachudos não faltou desacato
Que parecia ter sido feito com dente.

Constatação XI
A delação premiada continua a abreviar as averiguações da malversação
do dinheiro público. A fim de esclarecer aos nossos prezados leitores, 
faço ciente que não foiRumorejando que deu a ideia, através das suas
 eventuais publicações das “Coisas que precisam ser inventadas”, como,
 de tempos em tempos, costuma manifestar-se.

Constatação XII (Vige!).
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “Kim Kardashian declarou
 que leva duas horas para se produzir”. Tal notícia faz lembrar Rumorejando
 que num certo ano, quando foi eleita Miss França ao ser entrevistada por
 um canal de televisão francês respondeu, ao entrevistador que havia
 perguntado qual curso de ensino ela fazia, que nenhum. “Então você 
trabalha. Em quê e onde?” “Tampouco eu trabalho”, ela contestou. 
“Então o que você faz o dia inteiro?” “Eu me ocupo com a minha beleza”...
Vige!

Constatação XIII (Quadrinha para ser recitada algures V).
Sou um velho paranista de quatro costados,
Que vibra, que sofre, que torce a cada jogo.
Quero que o time fique sem ninguém nos lados.
Entretanto não está fácil. Querer isso é fogo...
Constatação XIV
Demoliram a pátria. Adivinhem quem vai ter que consertar e tentar 
vender algum ou outro escombro.

Constatação XV
-“Afinal, do que morreu o seu marido?”
-“De burocracia e de estatística”.
-“Como assim?”
-“Ele teve de entrar com uma ação contra o governo, porque o 
tratamento que ele precisava é de um preço tal que ele recorreu
 ao SUS, que, por sua vez, não se dispôs a providenciar e ele não
 tinha plano de saúde. Aí, um conhecido, advogado, amigo de 
infância dele, ajuizou uma ação contra o Estado, alegando que
 todas as pessoas têm direito à Saúde e cabe ao governo cuidar 
da população. A Justiça, após um tempo para julgar, deu ganho
 de causa para ele e mandou o SUS fornecer o remédio”.
-“E ele não recebeu em tempo?”
-“Não. O SUS, alegando problemas burocráticos, do tipo licitação, 
licença de importação e outros demorou mais ainda e ele morreu
 durante essa espera”.
-“E por que a senhora falou em estatística?”
-“Porque ele foi mais um que, por causa da situação que se encontra
 abandonada a Saúde, em nosso país, e das prioridades do tipo corrupção, 
desvio de dinheiro nas falcatruas, as pessoas morrem por falta de assistência.
 Este crime não é computado nas estatísticas pelo IBGE. Em minha opinião,
 ele deveria estar inserido nos números das mortes, por assassinato, juntamente 
com crimes passionais, latrocínios e outros mais”.

Constatação XVI (De uma pequenina dúvida).
E já que o assunto foi abordado no diálogo acima, vale rememorar que 
quando Malthus enunciou que a população nasce em progressão 
geométrica e a produção de alimentos em progressão aritmética e 
que as guerras, terremotos, provocam a diminuição da população, 
hecatombes, enfim será que ele não levou em conta a omissão dos 
governantes com relação à saúde da população?

Constatação XVII (Quadrinha para ser recitada algures VI).
Olhei para o meu retrato
E levei um baita susto.
Acreditei com muito custo:
Meu bigode parecia dum gato.
Constatação XVIII
E já que falamos no assunto, vale mencionar que os políticos 
brasileiros não se locupletam com os mensalões e petrolões da 
vida. Eles apenas fazem um mero, pacato, humilde e pobre festim.
  Coitados!

Constatação XIX
Não se pode confundir lauto com laudo, muito embora, dependendo
 de um laudo –  policial, por exemplo –  dificilmente o cidadão
 fará por merecer um lauto almoço, jantar, café ou lanche.
 Coitado!

Constatação XX (Quadrinha para ser recitada algures VII).
Ganhar dinheiro com certa facilidade
Todo mundo almeja, todo mundo quer.
Não precisa cometer alguma iniquidade.
Afinal de contas, você não é um qualquer.
Constatação XXI
Casal discute vários assuntos pendentes, no fim de semana, com
 relação ao comportamento dos filhos. Lá pelas tantas, diz o marido: 
-“O que você supõe estar ponderando é uma escarchada incoerência.
 Mas como a tua necessidade primordial é a de ter a última palavra,
 então, depois disso, poderemos passar para o próximo tópico da
 nossa larga pauta de assuntos a serem discutidos”.

Constatação XXII
Se Pinochet era da China, como um senador afirmou em discurso
 no Senado, isso quer dizer que Mao Tsé-Tsung era do Chile? Afinal,
 não foi um japonês, um nipo-peruano, chamado Alberto Fujimori,
 que foi presidente do Peru?

Constatação XXIII (Quadrinha para ser recitada algures VIII).
Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá
Também tem boas maneiras
Como o desempenho do Paraná.

Constatação XXIV
Um assunto puxa outro: Sai ano, entra ano, os times que o meu
 Paraná forma é semelhante ao da seleção brasileira do Dunga.
 Explica-se: Parece que ninguém sabe o que fazer com a bola.
 Vige!

Constatação XXV
E já que falamos no assunto, se o Peru desclassificou o Brasil, na 
Copa América com um gol feito com a mão, isso acontece. Quem
 não lembra o gol do Maradona, numa Copa do Mundo, contra a
 Inglaterra? Também acontece do juiz dar um pênalti que não existiu, 
ou o juiz não dar um pênalti que existiu. O juiz deu, tá dado. Fazer 
o quê? No entanto, se o Brasil tivesse metido três gols no Peru, o jogo 
terminaria com a vitória do Brasil...

Constatação XXVI (Quadrinha para ser recitada algures IX).
Mandei uma carta apaixonada
Para uma gata esplendorosa
Ela ficou braba, agastada.
Pensei que ela era melindrosa.
Constatação XXVII
Este ano o meu Paranã vem alternando vitórias com derrotas. 
Eventualmente, algum empate. Quando tal acontece é de zero
 a zero. Nas raras vitórias, é de goleada, ou como preferem alguns
 comentaristas, pelo placar elástico de... 1 x 0...

Constatação XXVIII
Comunicado de Rumorejando aos seus prezados leitores: Se tudo der
 certo, este assim chamado escriba estará lançando na primeira semana 
de agosto, mais precisamente nos dias 3 e 4, das 14 às 17 horas,
na Livraria Curitiba do Shopping Mueller, o seu mais recente livro 
Reflexões & Digressões, composto de dois volumes.

Constatação XXIX (Quadrinha para ser recitada algures X).
Lá na minha Balsa Nova
Terra de gente trabalhadeira
Tentei alguns anos alguma desova
De algum trocado de alguma maneira.

Constatação XXX
As fotos das musas, no site da Globo, ‘mostrando demais’, ou não,
 suscitam, com aquela ‘finura de gente culta e bem-educada’, 
comentários, capazes da fazer corar um elefante, inclusive o 
nariz, digo, a tromba, evidentemente, com erros ortográficos de
 quem mal e mal se alfabetizou. Vige!

Constatação XXXI
O gol olímpico do jogador Andrezinho, do Vasco da Gama, que virou
 o jogo e deu a vitória ao seu time, data vênia, como diriam nossos 
juristas, foi o mais bonito da rodada, inclusive, do golaço do atleticano
 André Lima contra o Grêmio. Tenho dito!

Constatação XXXII (Quadrinha para ser recitada algures XI).
Fui ao Procon reclamar
Que ela me passou para trás.
Eles falaram pra eu não me queixar
Só por causa de poucos caraminguás.

RICOS & POBRES
Constatação I
Rico faz dieta para emagrecer; classe média faz restrição alimentar
 pela mesma razão; pobre, não precisa fazer nada a respeito.
Constatação II
Rico é franco, joga aberto; pobre é sincero além da conta.
Constatação III
Firma rica pede recuperação judicial; firma pobre pede falência 
diretamente.
Constatação IV
Rico assoma, desponta; pobre toma chá de sumiço.
Constatação V
Rico edifica; pobre, desmantela.
Constatação VI
Rico é categórico; pobre, é relutante.
Constatação VII
Rico calça sapato de cromo alemão; pobre, chinelo de dedo.
Constatação VIII
Rico fala alto; pobre sussurra.
Constatação IX
Rico contesta; pobre é respondão.
Constatação X
Rico é sensível; pobre, é embotado.