Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 26 de julho de 2016

BRAZIL CORRUPÇÃO: CONGRESSO NACIONAL, SE GRITAR PEGA LADRÃO...

BRASIL CORROMPIDO: ENTRE LADRÕES
Resultado de imagem para se gritar pega ladrão bezerra

www.google.com.br/images Salve Bezerra!
Marina da Silva
Quarta-feira, junho 2016.
“Até Jesus Cristo foi crucificado entre ladrões- uma voz enfática e assertiva dentro do busão - e ainda perdoou o bom ladrão!”
Ela olhou passada para o senhor que discursava sobre a situação política do Brasil, as eleições para prefeito e vereadores e a grave crise de corrupção envolvendo o Legislativo em Brasília dominado por oligarquias tradicionalmente corruptas do PMDB, PP, PSDB, PR, DEMO’s.
“E o senhor está certíssimo! Todos foram punidos com a crucificação - baixou o espírito Millôr: Jesus por “vandalismo” contra o império romano e os outros dois colegas por roubo, que é crime também! E o Brasil precisa ser como Roma! E isto de perdoar bom ladrão é para o “outro mundo”. Jesus mesmo avisa que o reino d”Ele não é na Terra, não é neste mundo!”
www.google.com.br/images Leilane Neubarth, funcionária Globo News. Uia!

O resto da viagem transcorreu no silêncio. Chamar Jesus de vândalo? Contaminação Leilane Neubarth, Globo News que vociferou leonina contra o povo brasileiro que foi às ruas contra corrupção e corruptos na Revolta do busão*, junho de 2013!
www.google.com.br/imagem. Eleições 2014. Dilma ganha de Aécio Neves e continua presidenta. Piauí, capital Teresina, fica no...NORDESTE de Lula!

***

Eu não vou discorrer sobre repúblicas que nunca existiram - avisa Maquiavel em “O Príncipe”, famoso manual sobre poder: como ter, conquistar, conservar, expandir o poder. Simples, claro, objetivo, prático e acessível a qualquer indivíduo que tenha poder (hereditário) ou quer o poder (conquista); Maquiavel doa conhecimentos sobre a arte política, isto é, administrar, governar. Em O príncipe o autor fala de principados, pois, avisa, já discorreu longamente sobre repúblicas em outras obras, principalmente em “A última década de Tito Lívio”. Maquiavel defende a república como a melhor forma e ensina como combater a corrupção (de repúblicas e principados) e manter a estabilidade do corpo político e corpo social pelo maior tempo possível. Quanto mais corrompido um Estado, mais rápido é o seu declínio e queda! A corrupção e corrosão do caráter político/social são inerentes às sociedades humanas, afirma Maquiavel que divide a sociedade em “dois humores”: aqueles que querem o poder (controle das riquezas e de todos) e aqueles que querem a liberdade (para viver, praticar seus negócios em paz, etc). Na disputa pelo poder tanto nos “estados antigos” como nos “novos” os fins justificam os meios: lícitos ou ilícitos; honrosos ou desonrosos; honestos ou desonestos; violentos ou pacíficos; humanos ou monstruosos. Maquiavel defende a república, a liberdade e tudo o que se pode fazer para o bem da república e liberdade, ou seja, estabilidade e longevidade. E cita os cinco erros mais comuns que levam muitos governos ao fracasso, declínio e queda.

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL: 15 de novembro de 1889
Mosaico a partir de www.google.com.br/images


O Brasil nasceu corrupto, conta a história, como colônia de Portugal para onde se enviava criminosos, facínoras, ladrões, degredados. Então faz parte do senso comum aceitar que o país nasceu torto, passou de colônia à império no mesmo diapasão perpetuando os vícios e corrupção e ampliando-os na república. A visão e sentimentos negativos em relação aos políticos e a administração da coisa pública é denúncia constante na História do Brasil: de Gregório de Mattos Guerra, o Boca do inferno que não poupava ninguém ao mais célebre escritor da atualidade, João Ubaldo na obra Viva o povo brasileiro.
Na política o voto encabrestado, alienado legitima corruptos na expropriação e exploração da nação e do povo e possui baixa ou nenhuma representatividade para além de interesses oligárquicos privados e de grupos estrangeiros. Os políticos são todos corruptos, os partidos são todos corruptos e a cada eleição a escolha dos eleitores se prende àqueles que: rouba menos ou rouba mais e  àqueles que roubam e fazem...mais roubos do dinheiro público. Nada nunca muda e se mudar é para deixar tudo do jeito que está! Pessoa honesta entra para política e vira desonesta.
À baixa escolaridade, participação nos assuntos públicos, miséria material e espiritual (sem distinção de classe), junta-se o sentimento de impotência criando uma apatia generalizada, preguiça em relação à política e à administração e todos são induzidos e/ou conduzidos a tratar o exercício de cidadania com o mero ato de votar a cada eleição, que no Brasil ocorre a cada dois anos fortalecendo as estratégias de espoliação, chantagens, suborno, enfim, corrupção.
Então quando em 12-05-2016, após um longo processo de desacreditação, fomentação de ódio e intolerância ao governo do partido dos trabalhadores-PT pelas Organizações Globo e Bandeirantes especialmente, a presidenta eleita democraticamente por 54.5 milhões de votos foi deposta e substituída por uma máfia de corruptos do PMDB, PP, PSDB, nada mais natural aceitar que o golpe contra a Constituição Federal de 1988 e a soberania do voto popular foi e é legítimo.
Pelo menos assim pensavam os golpistas que usurparam o poder e sua “máquina marqueteira”, a rede Globo, afiliadas e aliadas (Bandeirantes, SBT e Record) grupos que detém o controle de informação da mídia tradicional.
www.google.com.br/images. Lula é o cara! Constatou Barack Obama!

O primeiro erro estratégico foi não conhecer o próprio país, seu povo, a imensa desigualdade social; subestimar a força carismática de Lula e o poder do exército vermelho, leia-se militância petista. O plano A foi sabotar o governo PT desde o primeiro mandato, inviabilizando o país, buscando desqualificar e desacreditar a bandeira petista de honestidade, transparência, fortalecimento das instituições, etc, conduzindo as denúncias do Mensalão e colando toda a corrupção e males do Brasil nos petistas [Mensalão PT] e em Lula, o sindicalista burro, analfabeto e nordestino presidente do Brasil.


www.google.com.br/images 


O segundo erro: usar o PSDB e Aécio Neves para forjar o golpe com o pedido de impeachment de Dilma Rousseff. Os tucanos vem do ninho pemedebista e são conhecidos pela fanfarronice à esquerda e relutância em tomar “partido” em momentos decisivos.

O terceiro erro: repetir o primeiro erro que não derrubou Lula, agora buscando derrubar Dilma, conduzindo e controlando as investigações, julgamentos e prisões do “maior crime de corrupção de todos os tempos” - os crimes investigados pela operação Lava jato da Polícia Federal novamente só  contra os petistas, especialmente Lula e Dilma.
www.google.com.br/images 


O quarto erro: excesso de ganância do PMDB, PP, DEMO's, PSDB e PR,  partidos com o maior número de investigados na Lava Jato e que mais cobraram propinas das empreiteiras e empresas estatais envolvidas nos crimes de corrupção, superfaturamento de obras pública e roubo deslavado dos cofres públicos. Um grande canalha denunciada pelo comparsa, Sérgio Machado, senador PMDB, ex-PSDB que gravou as falcatruas e cantou-as na delação premiada.
Quinto e maior de todos os erros: o PMDB querer chegar ao poder com um golpe e sem o apoio das “armas dos militares” contando com a eficiência da manipulação do gado eleitoral e da apatia do povo em relação à política e políticos e, paralisar imediatamente as investigações da Lava jato que os incriminariam.
www.google.com.br/images. 

Mas no meio do caminho PMDB...uma delação vazou e o plano contra a Lava jato, o esquema de propinas, o golpe do impeachment e outras corruptelas vieram a público!
O golpe forjado desde o Mensalão 2005 se cristalizou em 12-05-2016, o grupo mais corrupto que domina o Legislativo, o PMDB, agora domina o Executivo e vangloriavam-se de ter o Judiciário com seu toba, ops, toga presa às suas mãos! A casa caiu!
 Os golpistas corruptos do PMDB não foram escolhidos pelo povo nas eleições presidenciais e tem pretensão de ser um governo interino do país enquanto julgam o impeachment forjado da presidenta eleita. Todos os principais caciques do PMDB, afastados ou governando estão na mira da justiça, tem pedido de prisão e afastamento dos cargos públicos, não se legitimam e não se sustentarão por muito tempo no poder.

Um sexto erro: embora o crime fosse organizado, Sérgio Machado é o fdp que operava o FDP- fundo de distribuição de propinas, esqueceram de criar um pacto ou código anti-trairagem, deduragem e, acima de tudo, distribuição igualitária, afinal são republicanos, liberais, democratas e chover dólares em Edison Lobão, Renan Calheiros, José Sarney e Collor e pingar muito pouco em Heráclito Fortes foi uma atitude muito comunista num negócio da China! 


Resultado de imagem para sergio machado e o fundo de distribuição de propinas g1.com
www.google.com.br/images. Delator Sérgio Machado, ex PSDB, PMDB, operador do FDP- fundo de distribuição de propinas. Operação Lava Jato. Autor de "grampos" contra José Sarney, Renan Calheiros e Romero Jucá, todos PMDB.
"José Sérgio de Oliveira Machado mais conhecido por Sérgio Machado (Fortaleza18 de dezembro de 1946) é um ex-senador pelo PSDB, atualmente filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro, e atual empresário brasileiro, com atuação no Ceará.[1] Ficou conhecido nacionalmente por ter feito gravações de áudio em que derrubou os ministros Romero Jucá (Planejamento) e Fabiano Silveira (Transparência) no início do governo interino de Michel Temer."https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A9rgio_Machado_(pol%C3%ADtico_e_empres%C3%A1rio)

Quer saber tudo que Machado "cantou" para a Polícia Federal?

http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2016/06/delacao-premiada-de-sergio-machado-cita-mais-de-20-politicos.html