Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

BRAZIL: Eleições. Horário político E...MENOPAUSA????

RUMOREJANDO


PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I
A Polícia Federal está totalmente enganada. Não existe corrupção no Brasil.
 Os assim chamados corruptos, todos ricos, sofrem de cleptomania e
 necessitam de cuidados médicos para o tratamento. Cá em nosso país,
 somente os pobres é que surrupiam... Portanto, como já está por demais
 comprovado, por julgamento e respectiva sentença, rico é cleptomaníaco;
 pobre, é ladrão.
Constatação II (Terceira Idade).
Ela comunicou ao marido que estava encerrando o seu ciclo de sexo 
por causa da idade crítica que tornara o ato dolorido e, não expressado,
 por ele não fazer mais parte de suas – dela – fantasias . Na opinião dele,
 “o sublime ato, diga-se de passagem”. Aí, pobre, velho e feio, ele ficou 
pendurado no pincel. Pincel?
Constatação III
Era um candidato supimpa,
E tinha uma ficha limpa
Isso aconteceu em nosso país?
Não. Foi lá na França, em Paris.
Constatação IV
Disse ele: “Você é muito bonita”.
Disse ela: “São os seus olhos”.
Disse ele: “Não. São os seus.
 Intensamente verdejantes”.
Constatação V
Em certos países, a delação é premiada; o presidiário ganha mais
 que um operário; os três Poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário –
 aumentam seus próprios salários a níveis estratosféricos; o item Saúde,
 ao invés de aumentar, diminui a oferta de leitos e não equipa seus 
hospitais; a Educação prepara indivíduos que não sabem ler e quando
 sabem não são capazes de interpretar o que leram; a Segurança não
assegura coisa alguma; E a Situação, da vez, seja em época de eleições
 ou não, se comporta como “Tout va très bien madame la marquise. Vige!
Constatação VI (De dramas da 3ª. Idade).
Na praia
De nudista
O quase octogenário,
À primeira vista
Ficou excitado,
Teve uma meia ereção.
Recebeu uma vaia,
Uma espécie de ovação
Ao contrário.
Coitado!
Constatação VII
A aterrisagem
Foi perfeita.
O avião pousou
Qual uma borboleta
Na bagagem
Só mutreta.
O político saltou
Feliz pela colheita*.
*Não foi possível pra Rumorejando a que se refere a tal colheita do político.
 Se alguém souber, por favor, comentários no blog, a fim que possamos dar conhecimento aos nossos tradicionais curiosos leitores. Obrigado.
Constatação VIII
O cortejo,
Andando devagar
Em direção à necrópole,
Borrifando
Lágrimas de crocodilo,
Um tanto
Quanto
Tranquilo,
Lá no vilarejo,
Era tão intenso,
Com tanta gente,
Que de vez em quando,
Eu penso,
Eu rumorejo,
Que parecia estar
Numa metrópole.
Até numa megalópole
Tão-somente.
Constatação IX (Eleições. Horário político).
Sorria que você está sendo enganado, manipulado, achincalhado,
 ridicularizado, aviltado, escarnecido, recebendo diploma de asno. Vige!
Constatação X
Não se pode confundir aparecer com espairecer, muito embora
 tenha gente que resolve aparecer na tua casa, sem prévio aviso, 
a fim de espairecer, despejando em cima de você suas – dele – desditas –
 e não levando em conta o teu tempo, as tuas obrigações, a tua disposição
 se você está a fim de recebê-lo e assim por diante. Vige!
Constatação XI (De quase um pseudo-soneto).
Quando o obcecado narcisista
No afã de cooptar gatas
Pra mais uma eventual conquista
Ele se põe a contar bravatas.

“Peguei um tubarão na unha;
Pus pra correr dúzia de assaltantes.
De tudo que falei, tenho testemunha,
Mas nada disso é muito importante”.

“Amei dez mulheres simultaneamente,
Deixando todas elas assaz felizes.
Até que fui interrompido, de repente,
Do meu desempenho, sem deslizes”.

“Mais dez estavam batendo na porta,
Querendo também minha atenção.
Mostrei que não sou galinha-morta
Atendi mais essas com muita devoção”.

Constatação XII (De nossos tempos modernos).
Parabélum* 
Virou tão banal 
Tão institucional
Como se alguém a usasse
Como arma da classe
De bala dundum**.
* Parabélum:
Substantivo feminino. 
1.Bras. Certa pistola automática, de procedência alemã (Aurélio).
**Dundum = Substantivo feminino. 
1.Bala de cápsula modificada, de maneira que produza ferimentos sempre
 muito graves.
Constatação XIII (De uma explicação explicativa).
Dizem que se as pessoas querem fugir do carnaval devem vir para Curitiba. Efetivamente nós curitibanos temos o freio de mão puxado para pular
 nessa maravilhosa festa popular. Mas mesmo que se a gente quisesse
 participar de um carnaval de rua, por exemplo, isso não seria possível. 
Todo ano, invariavelmente, como já se tornou praxe, chove... 
Vale lembrar que: Rico passa o carnaval no Rio, na Bahia, 
em Recife, em Florianópolis, em Antonina, em Veneza, etc; pobre, 
em Curitiba...
Constatação XIV
Quando a recente
Viúva, logo depois
Da perda do marido,
Assaz querido
Por sua atuação,
Ficou
Alerta, 
Certa
Que, indubitavelmente,
Precisava
De consolação
Chegou,
Pois,
À conclusão,
Por cálculos pequenos,
Que necessitava,
Em substituição,
De, pelo menos,
Outros dois,
Tão-somente. 
Constatação XV (Nada a ver com o obcecado da “poesia”).
Quando o obcecado tomou conhecimento que uma aeromoça da 
companhia aérea australiana Qantas foi demitida por ter feito sexo
 no banheiro do avião durante um voo entre Darwin e Mumbai com
 o ator britânico Ralph Fiennes arregalou os olhos, surpreso, e exclamou:
 “Só por isso?”
Constatação XVI
E quando esse mesmo obcecado se inteirou que os representantes
 do ator britânico vêm sustentando que foi a aeromoça que seduziu
 Fiennes, e não o contrário tornou a se pronunciar do alto da sua
 modéstia que atinge as raias da humildade: 
“É exatamente como acontece comigo”.
Constatação XVII
Como a aeromoça voltou a fazer sexo novamente com o ator 
Ralph Fiennes, no Hotel já em Mumbai, onde ele se hospedou, 
seria de bom alvitre contar aos representantes do ator britânico 
aquela história que é contada em Curitiba de que a filha entra
 em casa, esbaforida, e, num atropelo, meio gritando, fala pra a mãe:
 “Manhe, manhe, tarado me pegou ontem, me pegou hoje e marcou pra
 amanhã”...
Constatação XVIII
Deu certa vez na mídia: “O Nobel da Paz, economista bengali Muhammad Yunus, 
o banqueiro dos pobres, ofereceu microcréditos de até US$ 200 para
 aproximadamente 7 milhões de pessoas; 58% delas vivem, agora,
 acima da linha de pobreza”. Se, por hipótese, imaginarmos que não
 houve rotatividade do montante movimentado, conclui-se que o economista
 dispôs de 200x7.000.000 o que perfaz uma quantia de US$1.400.000.000
 (um bilhão e quatrocentos milhões de dólares). Na época, o então 
presidente Bush pediu ao Congresso Americano que aprovasse a
 destinação de mais de US$ 600 bilhões para gastos militares. 
Data vênia, como dizem os nossos juristas, masRumorejando acha,
como sempre achou, que a atenuação e mesmo a resolução da pobreza
 depende só de boa vontade, ou melhor, da não fdp da má vontade.
 A proposta de outro Prêmio Nobel, o de Economia, James Tobin de
 taxar a movimentação financeira (especulação) foi abordada várias vezes por Rumorejando, lamentando que nenhum país topou seguir a proposta
 que recebeu o nome de Taxa Tobin. No google é possível encontrar maiores 
detalhes a respeito. Quem souber onde é possível encontrar quaisquer 
fórmulas de boa vontade na face do nosso maltratado Planeta, por favor,
 comentários no blog. Obrigado.
Constatação XIX
Quando este assim chamado escriba publicou o seu segundo livro
 150 Sonetos e 1 Sonetão (Pseudos) fez constar na contracapa uma 
entrevista que foi dada ao Amigo Dante Mendonça, na qual respondia,
 dentre outras, a seguinte pergunta: “Outra profissão, o que seria”. 
E a resposta foi: “Jamais banqueiro”. E não se tratou de que as uvas estivessem 
verdes, como de fato sempre estiveram, mas não só porque não teria cacife 
para tal, mas por achar as atitudes dos banqueiros execráveis.
 Mormente em nosso maltratado país, onde eles, os banqueiros, sempre foram beneficiados em todos os governos e em todos eles ‘colaboraram’,
 com esperteza – para não dizer filhada pu...mente –, nas eleições
 com contribuições a todos os candidatos, tanto da Situação como da
 Oposição. Dependendo da condição de onde estar o candidato ou 
do partido político, em ambos os casos poder-se-ia dizer, dando o 
exemplo do dito “acender uma vela ao santo e ao diabo”...
 Mas isso já é outra história, ainda que intimamente relacionada com 
o que se intenta demonstrar. A demonstração é que, na Constatação
 anterior é destacada a figura do banqueiro bengali Muhammad Yunus,
 vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 2006, é que existe banqueiro
 interessado em colaborar com a extinção da pobreza e deve ser um
estranho no ninho, já que este assim chamado escriba, nos seus 77 anos, 
portanto próximo de ser octogenário, nunca ouviu falar de um banqueiro
 que fosse cognominado o banqueiro dos pobres.
Nessas digressões que Rumorejando está fazendo, data vênia, é claro,
 vale a pena comparar com a notícia recente de que ex-diretor da 
Petrobrás, Paulo Roberto Costa devolverá 23 milhões de dólares 
enviados e depositados na Suíça, em conta bancária. A pergunta 
que ocorre é o que será que o banqueiro suíço pensa, sem maiores 
delongas, quando recebe grandes montantes seja proveniente de 
corrupção, tráfico e outros ‘que tais’. Quem souber a resposta, por favor, 
nforme ao blog para que Rumorejando possa transmitir aos seus prezados
 leitores, dentre os quais deve haver uma pletora, se não uma infinidade 
de curiosos. Obrigado pela atenção.
Constatação XX
Não se pode confundir apreensão, que o dicionário Aurélio dá entre outros significadosSubstantivo feminino. 3.Filos. Conhecimento imediato de um
 objeto relativamente simples, em oposição a processos mais elaborados,
 como, p. ex., a compreensão, o julgamento, o raciocínio” com a pressão
até porque, com a proximidade das eleições, a gente fica com o outro 
significado da palavra apreensão que o mesmo dicionário dá como “receio, preocupação, cisma”, tendo em vista a gente ser obrigado a votar, o que
 quer dizer sofrendo a pressão do Superior Tribunal Eleitoral e se for 
funcionário público e não votar e não justificar o voto não poderá receber
 o salário. Esse modo de sofrer a pressão para votar não leva em conta que
 vai contra a democracia e cria suspeita de que a urna eletrônica seja 
adulterada como um estudante de 19 anos demonstrou da sua possibilidade e factibilidade. Socorro!

Site: www.rimasprimas.com.br