Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 2 de janeiro de 2016

ZOREIA SAPIEN

UMA NOVA ESPÉCIE*

Sérgio Antunes de Freitas

A ciência antropológica e a zoológica ainda não classificaram, porém há um indivíduo bastante conhecido, parente do homem, do macaco ou do elo perdido, conhecido por “zoreia”.

O Zoreia sapiens tem todas as características do homem, entretanto, com poder de análise semelhante ao do macaco.
Com todos sabem, há diversos tipos de inteligência: raciocínio lógico, abstrato, memorização, compreensão, autoconhecimento, comunicação, aprendizado, controle emocional, planejamento. Mas, para ser considerada inteligência mesmo, precisa estar acima dos instintos ou comportamentos irracionais.
Uma atitude animal, resultante de condicionamento ou adestramento, mesmo aparentemente raciocinada, não deve ser confundida com a complexidade do pensamento humano.
Muitos zoreias, ao verem um cão ou gato rasparem com as unhas a porta, a fim de que alguém a destrave, para que possam passar, comentam: - Viu? E ainda tem gente dizendo que eles não são inteligentes!
Nesses casos, eu penso assim: de acordo com a filosofia zoreial, dentro de um ou dois anos, algum cachorro deve ganhar o Nobel de química ou física!
O Zoreia trabalha como todo humano normal e tem um instinto perdulário, gosta de gastar dinheiro, preferencialmente, com coisas desnecessárias ou prejudiciais de alguma forma.
Por exemplo, tornam-se baloeiros.
Resultado de imagem para baloes e incendios
www.google.com.br/images. Zoreia assassina!

Gastam seus recursos de tempo e de dinheiro, comprando papel, arame, cola, pavio, acessórios esteticamente sofríveis, para fazer um artefato arcaico, que coloca em risco o patrimônio e a vida de pessoas ou causa incêndios em reservas florestais.
E quando algum consegue alguma popularidade em suas reinações, ganhando aplausos dos seus pares, passam a se considerar o rei dos zoreias, andando de cabeça ereta, sorrindo e dando entrevistas professorais aos demais de sua tropa.
Caso semelhante é o dos pichadores urbanos. Fazem garranchos em monumentos, prédios, equipamentos públicos, apenas para sujar, dar prejuízo aos cidadãos e concorrer ao título de melhor zoreia pichador. Seus pais são duplamente vítimas, pois gastam com tintas caras e pagam os impostos que cobrem a difícil limpeza dos prazeres de suas antas-bebês.
A grande característica da zoreice é não ter espírito público. Não evoluíram ainda até o nível dos insetos socialmente organizados, como as abelhas ou formigas. Eles não conseguem pensar em algo que não seja eles próprios ou suas famílias e amigos, em uma característica de defesa grupal, embora egoísta. O máximo de organização social que aceitam é o chamado apadrinhamento ou os esquemas de desvios de dinheiro. E denominam a corrupção, o furto, a enganação, por esperteza, inteligência.Também, às vezes, são chamados de celebridades! São os zoreias famosos.
Geralmente, um zoreia macho se casa com uma zoreia fêmea e proliferam muitos zoreinhas, aumentando, cada vez mais, o domínio de sua raça em nosso planeta.
Cabe uma ressalva! Na verdade, o coletivo de zoreias não é tropa, como dito anteriormente. Há diversas palavras para definir esses grupamentos: torcida organizada, fã-clube, corporação, colóquio, seminário ou, quando tem bastante peso político, câmara ou conselho.
Um Zoreia sapiens pode ser bonito, rico, famoso, eloquente, ter currículo invejável, além de outras virtudes, mas sempre será um zoreia legítimo.
Sérgio Antunes de Freitas
31 de dezembro de 2015

* imagens adicionadas por Marina da Silva a partir de www.google.com.br/images