Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 9 de janeiro de 2016

POESIA DA VIDA.

Receitas da Vó Virgilina

Resultado de imagem para cozinhando na roça fogão de lenha
www.google.com.br/images

Sérgio Antunes de Freitas

No fogão, a avó querida,
Empurrando mais um tição,
Contava-nos sobre a vida,
Sempre com uma lição.

“Para a comida salgada,
De açúcar, uma pitada.
Para os doces em geral,
Uma pitada de sal.”

Da negra panela surgia
O cheiro do requeijão,
Da pamonha, a apologia
Do milho, arroz e feijão.

Em sua rude linguagem,
Recheada de poemas,
Ensinava a fazer o bem,
Mesmo nas coisas pequenas

Dizia que o bom tempero,
Na verdade, é a alegria.
Já nos versos, de doce esmero,
A rima é o sal da poesia.

Sérgio Antunes de Freitas
09 de janeiro de 2016