Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 29 de junho de 2015

BRAZIL: DE CRISE EM CRISE..."a corrupção é endêmica."

RUMOREJANDO

http://rimasprimas.blogspot.com.br/


PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES
Constatação I (“Quadrinha para se declamar, quando houver
 uma infiltração na sua casa”, de autoria do meu grande
 Amigo Sérgio Antunes de Freitas).
A água é um bichinho danado!
Entra por um buraquinho qualquer
Pode até escolher o lado.
Pois sai por onde quiser!
Constatação II
Marcelinho Carioca, depois de uma breve passagem como comentarista
 esportivo, quando comemorava, como jogador do meu Corinthians,
 a vitória de um campeonato do seu time, colocava uma faixa de
 “Atleta de Cristo” na sua cabeça. Durante as partidas distribuía pontapés, 
chutes nos adversários como se eles fossem os vendilhões do templo...
Constatação III (Dúvida crucial via pseudo-haicai).
Tento desvendar um mistério
Devo me casar
Ou entrar num monastério?
Constatação IV
Quando o obcecado leu na vitrine da livraria a chamada de um livro 
Introdução auspiciosa”, incontinente pensou: “Passível de mal-entendido”.
Constatação V
E como apregoava outro obcecado – nada a ver com o anterior – filosófica
 e didaticamente: “A gente tem que ser favorável à mudança de posição. 
Afinal, não adianta querer repetir as emoções anteriores porque elas 
nunca se repetem”.
Constatação VI (De conselhos úteis).
Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando achou que,
 na época, S. Excia. a Ministra do Turismo, Marta Suplicy, ao invés de 
recomendar “relaxa e goza” para quem tomou ou ainda toma um chá de 
até 12 ou 24 horas nos aeroportos, poderia objetivamente recomendar
 o seguinte: Que os passageiros antecipem suas viagens em 24 horas
 para, desse modo, chegariam em tempo para seus compromissos. De nada!
Constatação VII
Deu certa vez na mídia: “Mantega nega caos, ‘problema’ é o fluxo de passageiros”.
 O Ministro da Fazenda acha que crise aérea é o "preço do sucesso" da economia.
 Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que S. Excia., 
na suas assertivas terrivelmente infeliz, quis dizer, em outras palavras, que há
 bens que vêm para o mal. Coitado... de nós todos.
Constatação VIII
A frase do Ministro Mantega, ainda segundo a mídia da época,
 suscitou o seguinte comentário do relator da CPI da crise aérea 
na Câmara, Marco Maia (PT-RS): "É melhor que o ministro fique 
calado. Em vez de ajudar, só atrapalha o processo com essas
 declarações. Foi um comentário desnecessário, descabido e fora 
de propósito", afirmou. Data vênia, como já foi assinalado anteriormente, porém Rumorejando acha que não somente o Ministro foi infeliz como
 também o da Saúde que, ano passado, asseverou que não havia
 problema na sua pasta. Nossos políticos acham, como tantos, que 
pimenta nos olhos dos outros é refresco. Nos olhos, porque
 somos educados...
Constatação IX (Dúvida crucial via pseudo-haicai).
Foi a cartomante
Que não atinou que o marido
Tinha uma amante?
Constatação X (Truco dramático). 
[Para os meus amigos Ernani Buchmann e Gerson Barão.
 Também para Nireu Teixeira e Vitor Marcassa (ambos in memoriam)].
Fui convidado
Pra jogar um truco
Na casa de gente fina:
Plantas ornamentais
E outros que tais
Por todo o jardim.
Jasmim-do-campo e bejuco*
Era o que não faltava.
O baralho era de plástico
O que produziu em mim
Um efeito bombástico.
Meu parceiro
Sempre foi bem-educado
E meu grande companheiro
Pediu, quando solicitado,
A se pronunciar o que queria.
“Uma simples cerveja
Não muito gelada, mas fria”.
Eles alegaram
Que não havia
E se serviria um vinho.
Por educação,
O sócio aceitou
Mesmo achando que não combina
Com tal tipo de carteado.
O vinho era francês
De boa cepa
E ele ficou numa embriaguez
Que ao invés de piscar para mim
Passou a fazê-lo pra ricaça
Que felizmente, como o maridão,
Levou como pirraça.
Os adversários
Era o casal de anfitriões
Que sempre jogaram juntos
E que tinham como assuntos,
O comentário de cada jogada.
Às vezes discutiam
E até bramiam
Na discussão
Até que ela se enganou
Numa mão
E ele não perdoou.
Depois daquela jogada
Ficaram de mal
E nunca mais se falaram
Então se divorciaram.
Coitado!
Coitada!
Quanto à moradia
Acabou vendida
Para um casal que nem sabia
Que truco se joga com baralho
O que culturalmente
Era no seu currículo algo falho,
Um atraso de vida
E assemelhados
Tão-somente.
Coitados!
*Bejuco = Substantivo masculino. Botânica.
1. Bras. Amazonas. Rio de Janeiro. Mato Grosso. Arbusto ou trepadeira 
da família das bignoniáceas (Callichlamys latifolia), de flores amarelas e 
frutos capsulares.
2. Bras. Amazonas a Santa Catarina. Trepadeira da família das 
bignoniáceas (Paragonia pyramidata), de flores amarelo-enxofre,
 róseas ou violáceas, e frutos capsulares.
Constatação XI
Quando o obcecado leu na mídia que “nos primórdios da vida, havia muito
 sexo e nada de predadores” comentou: “Hoje em dia é completamente o 
revés. Ainda bem que pessoas como eu, que não são predadores, se ocupam
 da manutenção de que a outra parte continue em diligente vigência”.
Constatação XII
Deu certa vez na mídia: “Yahoo! diz que oferta da Microsoft de US$ 44,6 bilhões 
subestima a empresa”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando 
acha que os valores em discussão subestimam a América Latina, o Caribe, a Asia
 e a África pelo número de pobres que os povos desses países possuem. 
É muito dinheiro na mão de poucos...Como sempre...
Constatação XIII (Teoria da Relatividade para principiantes),
É muito melhor tomar uma cerveja gelada, oferecida por uma senhora gata, 
do que, na Inglaterra, uma quente, ofertada por rainhas, princesas, 
príncipes ou alguém de sangue vermelho mesmo.
Constatação XIV
É um pesadelo escutar, todos os dias, em muitos decibéis o carro 
apregoando seus sonhos...
Constatação XV
Em certos setores de certos países, a corrupção é endêmica.
Constatação XVI
Deu na mídia: “Políticos japoneses fazem dieta para conscientizar população”. 
Será que os políticos brasileiros não poderiam, pelo menos, deixar de dar 
maus exemplos? Quem souber a resposta, por favor, comentários no blog.
 Obrigado.
Constatação XVII
Cachorro. Além de se comunicar latindo, também o faz através
 do idioma rabês.
Constatação XVIII
Quando o convencido leu na revista Isto É as declarações da 
atriz Thaila Ayalla: “Eu sou viciada em sexo, e se fico uma semana sem, 
viro mulher-aranha. Seria bom se eu tivesse sete namorados à minha disposição”, 
estufou o peito, cuspiu para o lado e, do alto da sua empáfia, proferiu grandiloquente:
 “Se ela me tivesse como seu namorado, ela dispensaria os outros seis almejados. 
Não é à-toa que eu sou como certas hipotecas: única – no caso, único –,
 intransferível e especial”.
Constatação XIX
Quem vai pagar os prejuízos da Petrobrás?
Constatação XX

Poeminha massageador

Ganhei uma medalha de ouro
Quando a gatona me disse:
“Você é meu maior tesouro”.
Eu, modesto: “Não diga asnice”.

“Não é tolice o que eu falei
Tampouco é sandice
Eu sempre te amei
Mesmo com a tua estultice”.

Diante de tanta convicção
Mesmo sem saber o significado
Daquela nova expressão
Eu fiquei lisonjeado.

Quando olhei no dicionário
Que pode ser estupidez
Não achei nada extraordinário
E não foi a primeira vez...

Constatação XXI
E como poetava o obcecado, nada a ver com o outro da 
outra constatação acima:
Resisto a um assédio
Quando ela não me interessa
Mas aceito quando é remédio
Na base do ‘que vá’, ‘vamos nessa’
Pra melhorar o meu já alto promédio
Mesmo que a gata não seja uma peça.
Constatação XXII
Acho muita graça
Quando, ela, toda rebolativa,
Toda cheia de empáfia
Por mim passa
Com um ar de altiva,
Recitando Cora Coralina
A poetisa goiana tão viva,
Tão doce e tão prendada
E tão ferina,
Querendo a atenção chamar
Talvez, quem sabe, me impressionar,
Sem conta se dar,
Que a simplicidade
Da grande autora
Estava distante da vaidade
E sem dúvida em versejar
Uma senhora doutora.
Cara menina
Não esqueça
Que a arrogância,
O pedantismo,
A jactância,
O pernosticismo
Não levam a nada.
E para que ninguém te abomine
Não faça que este, digamos, assim
Escriba termine,
Como costuma sempre no fim,
Empregando a palavra “Coitada!”
Constatação XXIII (Passível de mal-entendido).
-“Vizinho eu preparei isso pra misturar com a sua mandioca”.
Constatação XXIV (De uma dúvida crucial). 
Se Robin Hood poderia ser considerado uma espécie pessoa da 
Esquerda ao roubar dos ricos para dar aos pobres, numa aparente 
distribuição da renda, os da assim se considerando de Esquerda que 
estão no Poder e assaltam, como no caso da Petrobrás, podem ser 
considerados que passaram para o Centro ou à Direita? Quem souber
 a resposta, por favor, comentários no blog. Obrigado.
Constatação XXV
Não se pode confundir prometo com brometo, muito embora ambos 
ou ambas sejam prejudiciais à saúde de um vivente, senão vejamos: 
Brometo, segundo o dicionário Aurélio quer dizer: Substantivo Química.
2. Restrição. Qualquer de certos brometos, como os de sódio, potássio 
e amônio que, adicionados à alimentação em prisões, navios de guerra, 
etc., eram usados como sedativos, e de uso, hoje em dia, condenado.
Prometo = Do verbo prometer. Comumente utilizado por políticos, em
 época de campanha política, inserido na frase “se eu for eleito, eu prometo”
 e segue-se uma mentirada sem tamanho e claro que não pode ser levado 
a sério, embora seja por incautos. Tampouco a cantada que diz; Eu prometo 
que depois a gente casa. As demais diferenças, Rumorejando deixa de
 enumerar por falta de espaço no blog. Obrigado pela compreensão.
RICOS & POBRES
Constatação I
Rico vive absorto; pobre, displicente.
Constatação II 
Rico vence a inércia; pobre é preguiçoso.
Constatação III
Filho de rico é superativo; de pobre, é malcriado.
Constatação IV
Rico compila; pobre, copia.
Constatação V
Jurista rico usa a expressão “Data vênia”; jurista pobre,
 “Salvo melhor juízo”. (Dúvida crucial: Jurista pobre?)
Constatação VI
Rico toma champanhe; pobre, escuta da polícia: “Me acompanhe”.
Constatação VII
Rico ultrapassa. Apenas, ultrapassa; pobre ultrapassa dos limites.
Constatação VIII (Colaboração do Amigo Alcy Xavier
 “que ouviu de um cliente de um bar na Chinatown curitibana”).
Rico é deficiente químico, pobre é pinguço”.
Constatação IX
Rico correndo é atleta; pobre correndo é que a polícia vem atrás.
Constatação X
Rico subtrai; pobre, surrupia.

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
Site: www.rimasprimas.com.br