Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

BRAZIL: POBRES E RICOS...

BRAZIL:  A ELEIÇÃO DA MISÉRIA para Juca Zokner
www.google.com.br/images. Noruega, Dubai, Abu dabi e...Brazil; para onde vai a riqueza dos IMENSOS campos de petróleo de gás natural da camada pré-sal?

 Marina da Silva

“Os mais pobres, os que mais precisam e os que menos têm. Basta de omissão, chega de terceirizar as responsabilidades”.
Estas palavras dramáticas clamando por mudanças no “governo PT” foram proferidas pelo senador Aécio Neves PSDB, candidato derrotado nas eleições presidenciais 2014. Confundindo tribuna do senado com palanque de rua, Aécio prometeu dialogar como “oposição incansável, inquebrantável, intransigente” de olho nas eleições 2018, quando, provavelmente pretende ser o puro sangue da chapa do seu partido, sem sequer imaginar que possa ser preterido por Geraldo Alckmin, o que é muito provável!
Mas voltando aos pobres brasileiros pobres... 
A eleição dos pobres como a opção de campanhas políticas é histórica, social, econômica, etc, e faz parte da “arte de politicar” no Brasil desde tempos imemoriais.
Numa terra maculada pela ganância tirânica, cruel, desenfreada sobre o sangue, suor e trabalho de nativos e povos africanos, a miséria, física e espiritual petrificou-se nas entranhas do país desde sua formação. Colônia, império, república, velha, nova, revivificada a cada “estação lá está a miséria e pobreza espancando o povo e se consolidando como regra!
Muitos Brasis, imensas riquezas, grande diversidade humana e principalmente material. Um gigante deitado em berço esplêndido: pau-brasil, ouro, diamante, pedras preciosas, cana, café, cacau, borracha, algodão, milho, soja, água,  ferro, aço, petróleo, gás natural e uma única fórmula para administrar – jogo de compadres, toma-lá da-cá, uma política interna e externa de su­­­­­bsunção e prostração ao “estrangeiro” banhada em corrupção patrimonialista,  latifundiária, escravagista, coronelista!
Mosaico a partir de www.google.com.br/images. "O maior escândalo de todos os tempos da última semana" parafraseando Titãs.

“Qual é a cara da cara da nação”; “Que país é esse” que se forjou nesta dinâmica de concentração de riquezas, corrupção, super exploração e expropriação da população, enriquecido pelo imenso fosso e dicotomia sócio-econômica? Um Brasil que come com “talher de prata” e o que “só come com a mão” sempre “procurando doutor n’algum lugar”. Políticos vira-latas, bananas, tratam o povo como gado eleitoral ordinário, gente chula que referenda sempre a mesma corja de corruptos  no poder a cada eleição.
Paternalismo, autoritarismo, alguns sopros de democracia, o gigante assemelha-se a uma minhoca desnutrida, subdesenvolvida, sabotada continuamente para manter a dependência aos países do “centro” e o status quo de “terceiro mundo” confinado, na divisão mundial do trabalho, a reles celeiro, uma nação primária presa a uma vocação natural tramada de mero fornecedor de matéria prima e produtos de baixo valor agregado.
Uns 200 milhões de habitantes, o quinto maior país do mundo, 26 estados, 01 Distrito Federal administrado por umas dezenas de famílias. De  pai para filho, essa é a única alternância e renovação no Legislativo, “a casa dos representantes dos cidadãos e cidadãs” que são levados a entender política como futebol e apertar botão de urna eletrônica fraudável como exercício de cidadania. 
Mosaico a partir de www.google.com.br/images
"Por que será que a grande parte dos políticos brasileiros é ou se tornam figuras abjetas? Nota: Mesmo achando que é pela própria condição do povo brasileiro – que Rumorejando não concorda – favor mencionar alguma outra que o caro leitor achar."José Zokner
Lula é a extensão de Getúlio Vargas, o pai dos pobres, mantendo o mínimo como salário e distribuindo bolsa-esmola para manter crônica e endêmica a pobreza e miséria de milhões de famílias!
Nem peixe nem vara! Prega a nossa social democracia bitolada e moldada para defender o discurso da “terceira-via”: o socialismo possível. Collor (1990-92), FHC (1994-2002) presos à ojeriza de “ser” tupiniquim abriram as portas, as pernas e se prostraram de quatro para a invasão neoliberal, uma moda que teve início com a experiência chilena nos anos 70 e se solidificou com Margareth Tatcher (Inglaterra, 1979), Ronald Reagan (Estados Unidos,1980) e Helmut Kohl (República Democrática Alemã, 1982).
Socialismo possível, capitalismo co-responsável são etiquetas para a “utopia” e dependência psicológica de Fernando Henrique Cardoso, o FHC, e que tem papel primordial na precarização do mundo do trabalho, nos direitos trabalhistas e por conseqüência, extensão da pobreza e miséria e formação da classe baixa-renda que dará fim ao “tucanato” e fortalecer o mais potente, eficiente e abjeto cabresto eleitoral do “lulismo”: bolsa-família!
www.google.com.br/images

A miséria política perpetrada nas eleições 2014, polarizando a disputa eleitora e a geografia do país em ricos e pobres acabou por escancarar o “Real do Brazil”, uma nação de imensas riquezas que cresce tal qual um iceberg, escondendo a parte que cabe à população.


www.google.com.br/images. "Por que a gente é assim?" CORRUPÇÃO,CORRUPTOS, CORRUPTORES NA GOVERNANÇA BRAZIL, UMA PPP-parceria público privada QUE ROUBA ESCANCARADAMENTE A NAÇÃO!

Ricos X pobres apenas fortalece e corrobora o “jeitinho brasileiro de fazer política, convivendo perigosamente com uma distribuição de renda escandalosamente favorável aos 1% ricos; espremendo e esfacelando a renda da classe média tradicional; forjando uma classe C genérica, falseta e empurrando com bolsa-esmola uns 50 milhões de pobres e miseráveis sobrevivendo na  penúria!
O que o povo brasileiro quer? Por que os políticos terceirizam as responsabilidades elementares e essenciais para o bom funcionamento e estabilidade do corpo social como educação, saúde, segurança, moradia, arroz, feijão, liberdade [não necessariamente nesta ordem], sem falar é lógico, na redução da altíssima tributação e da corrupção?!
Estamos sentados num barril...de pólvora (pensou petróleo?) e temos muita pólvora, pavio curto e fósforo. Se a hora é de mudanças... prepara!


www.google.com.br/images. "Brasil mostra a tua cara quero ver quem paga pra gente ficar assim. Brasil qual é o teu negócio, o nome do teu sócio, confia em mim!" Cazuza em nome de todos nós brasileiros.


"Perguntas e respostas da Operação Lava Jato

Deflagrada em 14 de novembro, a sétima fase da Operação Lava Jato causou um certo choque pelo ineditismo de seus alvos: executivos de algumas das maiores empreiteiras do Brasil foram parar na cadeia por envolvimento naquele que pode ser um dos maiores escândalos de corrupção da história do País."
"As prisões de presidentes e executivos de grandes empreiteiras que prestam serviço à Petrobras, efetuadas ontem (14/11) no âmbito da Operação Lava Jato, podem ter desdobramentos capazes de marcar, por meses ou anos, a vida brasileira. Pela primeira vez, foi exposta ao grande público a ação dos corruptores – sempre poupados pelo Judiciário e pela mídia, por razões tão fortes quanto sua potência financeira. Em breve, surgirão os elos entre grandes empresas e dezenas de políticos. O controle que o poder econômico exerce sobre o Parlamento ficará ainda mais escancarado."http://www.cartacapital.com.br/blogs/outras-palavras/operacao-lava-jato-para-defender-a-petrobras-ou-sacrifica-la-4692.html