Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 9 de março de 2013

BRAZIL: RUMOREJANDO COM JUCA ZOKNER

RUMOREJANDO
Minha foto
http://rimasprimas.blogspot.com.br

José [Juca] zokner



PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I 
Pifou
O motor
Do carro,
Na subida,
Perto do quartel,
Quando estavam indo,
Tinindo,
Para o motel.
O seu amor
Não deixou
De tirar
Um sarro:
“Isso não é vida!
Este teu jegue,
Que você ama
E chama
De carango,
Parece sempre estar
Com tangolomango*,
Pois, só consegue
Andar
Na descida”.
*Tangolomango = “Doença atribuída à feitiçaria; malefício, bruxedo, sortilégio”. (Aurelião).
Constatação II
Não se pode confundir incidente com indecente, até porque, por exemplo, se o senado da República se comporta de maneira indecente, legislando em causa própria ou elegendo o senador José Sarney ou o senador Renan Malheiros para seu presidente, não se trata de um incidente de percurso, tendo em vista que o comportamento dessas figuras todas não estar perto das necessidades e dos interesses do nosso sofrido povo.
Constatação III (Aparentemente dicotômicas e passíveis de mal-entendidos). 
Quando o septuagenário levou para o motel a gatona, que estava usando um vestido ‘tomara que caia’, falou para si mesmo: “Tomara que levante!”
Constatação IV
Deu na mídia: “Mulher é acusada de violação na Noruega”. “Norueguês foi à polícia e acusou uma moça de tê-lo violentado enquanto dormia. A polícia acreditou na história dele”. Data vênia, como diriam nossos juristas, a polícia de lá pode acreditar, mas ninguém, aqui, em nosso país, iria acreditar se acontecesse algo desse, digamos, almejado jaez. 
Constatação V (De uma dúvida crucial).
Será que o transplante de órgãos foi inspirado no trabalho das pessoas que consertam bonecas?
Constatação VI
Não se pode confundir inciso que quer dizer, segundo o Aurelião, dentre outros significados, “alínea; linha escrita que marca a abertura de novo parágrafo” com indeciso, muito embora este assim chamado escriba nunca saiba como proceder com a certeza devida. Portanto, fica indeciso, na escrita, se a frase continua na mesma linha, depois do ponto ou será um inciso. A recíproca, nesses ortográficos e gramaticais casos, é extemporânea se verdadeira ou não.
Constatação VII
O telefone celular é uma invenção excelente para quem gosta de prestar atenção na conversa alheia, em público e, assim, poder bisbilhotar a vida alheia.
Constatação VIII
Deu na mídia: “CADEIA, DOCE CADEIA. Temendo as ruas, fugitivos voltam para o xadrez na Bahia. ‘Tranqüilidade’ da prisão e refeições garantidas fazem cinco fugitivos se entregarem na própria delegacia”. Data vênia, como diriam nossos juristas, porém, pelo jeito, a coisa está mais feia do que o diabo pinta. (Diabo?).
Constatação IX
Quando o obcecado leu as declarações que a escritora Marcela Iacub se referindo, numa entrevista ao jornal francês ‘Le Nouvel Observateur’, ao seu ex-amante o ex-diretor do FMI Dominique Strauss-Kahn, àquele das acusações de abuso feitas por uma funcionária do hotel Sofitel, como sendo meio homem e meio porco, dizendo "O homem é horrível, o porco é maravilhoso, apesar de ser um porco – ou seja, um ser intratável. É um artista dos esgotos, um poeta da abjeção e da sujeira", coçou a cabeça e exclamou: “Que será que o porco tem que eu não tenho? Será que eu, ao tratar com as minhas incontáveis mulheres ando fazendo com elas algo certo?”
Constatação X
Rico tem cara de jacarandá; pobre tem cara de pau.
Constatação XI
Rico quase nunca tropeça; pobre quase sempre dá topada.
Constatação XII
Na reunião com as amigas alguém perguntou à anfitriã: 
-“Mas por que você está fazendo um curso de psicologia se você é uma arquiteta bem sucedida ?
-“É para ver se eu consigo, de uma vez por todas, entender o meu marido”.
Constatação XIII (De uma dúvida crucial).
Afinal,
A iniqüidade
Do Big Brother Brasil,
Já tradicional,
Até para quem não viu,
É ou não de transcendental
Importância para o futuro
De quem é ou não burro.
Enfim, da Humanidade ?
Constatação XIV
Por razões óbvias, as bolachas amanteigadas precisariam, com urgência, ser rebatizadas para “amargarinadas”.
Constatação XV (De um versinho maledicente).
A mulher do papudo
Tinha uma cintura
Que lembrava tudo
Menos uma tanajura.
Constatação XVI (Ah, esse nosso vernáculo).
O cedente, sem dente, estava sedente* por uma cedência. (Deixamos a critério dos nossos leitores – inspirado no instrutivo programa “Big Brother Brasil” – para decidirem a escolha de qual espécie de cedência. Favor não apelar. Obrigado).
*Sedente = sedento (Houaiss).
Constatação XVII (Depois vá entender a intricada alma humana)
O jovem me chamou de você
Mostrando ser mal-educado,
Mas se me chamasse de senhor
Me deixaria mais chateado.
Constatação XVIII
Deu na mídia: “Zeca Pagodinho foi a Brasília para animar ministros”. Data vênia, como diriam nossos juristas, Rumorejando não tem nada contra que nossos ministros sejam animados, mas será que não daria para alguém dar uma animada em nós todos, simples mortais ? Quem souber e/ou puder dar a resposta, por favor, comentários no blog. Obrigado.
Constatação XIX
Senti no seu semblante uma nódoa,
Quando eu disse: “Sente no meu colo, nua
Que eu, com ternura, acomodo-a”.
E ela me contestou: “Nunca serei sua”.
Constatação XX (De um pseudo-soneto).

                Infidelidade I

Por ela imbricava* um imenso amor
Como pétalas de um botão de rosa
Era tão grande o meu caloroso ardor
Que fazia ela se sentir assaz dengosa.

Entretanto, como na canção do Lupicínio,
Eu a vi nos braços “de um outro qualquer”
E neste caso não pode haver condomínio
Tratei de me desfazer daquela ingrata mulher.

Ela veio, em genuflexo, batalhar por um perdão,
Alegando ter sido um átimo de extrema fraqueza
E, vejam, tentou me beijar os pés, o rosto, a mão.

Me desgarrei. “Você não tem vergonha dessa farra.
Você agiu, para quem tanto te adorava, com torpeza
Está fraca: Conhaque de Alcatrão São João da Barra”.

*Imbricar = Verbo 
-Transitivo direto 
1. Tornar imbricado**
-Transitivo direto e pronominal 
2. Derivação: sentido figurado.
Ligar(-se) estreitamente a
**Imbricado = Adjetivo 
1. Que apresenta imbricação
Ex.: telhado imbricado
2. Rubrica: morfologia botânica.
Em que uma peça é parcialmente coberta pela anterior e assim cobre a subseqüente (diz-se de um conjunto de folhas ou de órgãos foliáceos dispostos sucessivamente); imbricativo
3. Rubrica: morfologia botânica.
Em que uma peça é totalmente externa, a imediata é externa e as demais têm uma margem recoberta e outra que recobre (diz-se de prefloração) (Houaiss).
Constatação XXI (De outro pseudo-soneto)

                        Infidelidade II

Quando a gente se amou louca e apaixonadamente
Sua voz era como um badalar de um sino de igreja
Depois nossa paixão ficou assaz degenerescente
Que me fez eu ficar enfermo e até com brotoeja.

Um funesto dia flagrei ela se agarrando com um tipo
Onde correram beijos, abraços e nem sei o que mais
Aquilo me fez tanto mal que até hoje me constipo
Achando que sem um laxante eu não me curo jamais.

De fato foi um susto grande, um choque anafilático
O sortudo era queimado do sol, feições de indiático
Tinha tatuado no braço uma âncora; típico marujo.

“Ela: Eu perdi a cuca com aquele pedaço de mau caminho.
O pior que ele broxou de nada adiantou o meu carinho”.
E eu: “Dê pra ele... Vinho Reconstituinte Silva Araújo”.

Constatação XXII (De um aviso assaz importante).
Este assim chamado escriba comunica, a quem interessar possa, que ao se referir ao idoso, – como tem feito ultimamente, por quem, é bom que se ressalte, tem grande apreço – não está se referindo a si mesmo, pois não se trata de autobiografia, até porque já, de há muito, perdeu o interesse em tal personagem. Tenho provecta e vetustamente dito.
Constatação XXIII
Rico defende, com paixão, seus pontos de vista; pobre, é teimoso.
Constatação XXIV
E como diz, maldosamente, diga-se de passagem, o filósofo que colabora com Rumorejando: Mineiro trabalha em silêncio; baiano, não trabalha ruidosamente.
Constatação XXV
Rico é sagaz; pobre, espertinho.
Constatação XXVI (De uma dúvida crucial).
Será que é vero 
Que ouvir um instrumento
Como o diaulo*,
Ou a lira,
Tocado, sem jeito,
Por Nero
– Ou por algum Paulo – 
Era um tormento
Já que o sujeito
Era meio gira?
*Diaulo = substantivo masculino
1. Mús. Flauta dupla, us. entre os gregos. 
2. Mús. Música para esse instrumento. 
3. Mús. Tocador de diaulo (Aurelião). 

DÚVIDAS CRUCIAIS, VIA PSEUDO-HAICAIS.
Dúvida I
Desarmar a população,
Sem o desarme dos bandidos,
Beneficia a quem tal solução?
Dúvida II
É muito excitante
Ver gatas, mascando chicletes
Como se fosse barbante?
Dúvida III
E é muito interessante
Ouvir um papo dum político,
Como sempre, assaz estimulante?
Dúvida IV
Vivia afogueado,
O cobrador, por correr
Atrás do endividado?
Dúvida V
É muita resignação 
Engolir sapos e, ainda dizer:
“Hoje eu fiz uma boa ação”?
Dúvida VI
Ele levou um peteleco
Da mulher que repercutiu
Num baita de um eco?
Dúvida VII
É ser muito esperançoso
Esperar que ela te chame,
Eternamente, de “gostoso”?
Dúvida VIII
Estão, os bandidos,
Cada vez mais ousados e “nóis”
Cada vez mais fod, digo, perdidos?
Dúvida IX
Rir da própria desgraça
É ser masoquista 
Ou boa-praça?
Dúvida X
Tirar as impressões digitais
No porto, estação ou aeroporto
Não parece coisa de anormais?
Dúvida XI
Foi o missionário
Quem pregou que rezar
Não era tão necessário?
Dúvida XII
“Você é um estorvo”,
Disse a cortejada “corva”
Para o cortejador corvo?
Dúvida XIII
Foi um da cabeça-de-chave
Que ficou com dor-de-cabeça
Pela cabeçada dada na trave?
Dúvida XIV
É o povo que diz: “Em resumo,
Entra governo, sai desgoverno
E “nóis” sempre levando fumo”?
Dúvida XV (Podendo ser um duplo pseudo-haicai, c.q.d.* entre parênteses).
O que? O resgate
Foi quitado
Com tomate?
(E foi considerado
Um disparate?).
*c.q.d. = conforme queríamos demonstrar.
Dúvida XVI
Ela quando assoava
Parecia o apito do trem
Quando chegava?
Dúvida XVII
Não cabe recurso
Contra, do político,
O enganador discurso?
Dúvida XVIII
A desigualdade é tanta,
Em determinados países,
Que até aos insensíveis espanta?
Dúvida XIX
E a desigualdade social
Continua ser considerada
Perfeitamente normal?
Dúvida XX
Tirar as impressões digitais
No porto, estação ou aeroporto
Não parece coisa de anormais?
Dúvida XXI (Ah, esse nosso vernáculo. Vige!).
Foi o papiloscopista,
Que, pretendendo dar à namorada uma
Papilonácea, foi ao lepidopterologista?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
Site: www.rimasprimas.com.br