Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 13 de novembro de 2012

BRAZIL: RUMOREJANDO COM JOSÉ[JUCA] ZOKNER

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I
Depois que ela
Me abandonou
E a nossa paixão,
“Nosso eterno amor”’
Tantas vezes jurado,
Em beijo sem fim
Tão
Apaixonado,
Gorou,
Soçobrou,
Só ficou
Muita dor*
Muito esplim**.
Coitado,
De mim!
*Perdão, prezados leitores, de mais uma vez rimar dor com amor, porém ninguém é de ferro.
**Esplim = “Tédio de tudo; melancolia (Aurélio).
Constatação II
Sugestão de nomes aos nossos prezados leitores que pretendem abrir um hotel para cães: Solar (ou Recanto, ou Pousada, ou Retiro) da Fidelidade (ou Lealdade). De nada!
Constatação III (Guerras e eternas guerras dessa Humanidade insolúvel).
A caravana passa,
Os cães ladram,
Em muitas praças.
Os homens bradam
E não são só ameaças.
Cão que late,
Às vezes, morde
Doidamente,
Qual orate*,
Loucamente.
E matam...
Humanidade,
Acorde!
Chega de iniquidade!
*Orate = substantivo masculino
indivíduo louco, sem juízo, tresloucado; doido, idiota, louco (Houaiss).
Constatação IV
Entrou,
Em casa, sorrateiro,
Às quatro da manhã
E a mulher, acordada,
Bradou,
Bem ligeiro:
“Ficou tantã,
O truqueiro”.
Coitada!
Constatação V
E como dizia aquele eminente e famoso causídico, muito convicto, muito senhor de si mesmo, se achando o rei das cocadas pretas, brancas, amarelas, enfim indiferente das suas cores: “Data vênia e salvo pior juízo, mas o meu nobre colega, meritíssimo, cometeu na sua peroração uma infinidade de erros em gênero, número e grau, como, por exemplo, chamar Vossa Magnificência de “meritrissimo”.
Constatação VI
Quando a televisão se pôs a passar os “melhores momentos” das partidas de futebol entre Brasil e China, Brasil e Iraque e Brasil e Japão, sobreveio a dúvida – não necessariamente crucial – “se esses foram os melhores momentos, como será que foram os piores?” Me refiro aos nossos adversários, é claro...
Constatação VII
Em certos países, a impressão que se tem é que nos banheiros públicos existe o seguinte aviso “Deixe este local como você não gostaria de encontrá-lo”.
Constatação VIII
Ele ficou pasmo.
Depois de 90 anos
O primeiro orgasmo
.– Ou seria espasmo? –
Há tempos nos seus planos,
Eternamente elaborado,
Planejado,
Arquitetado.
Aí, ela ficou pasma,
Espantada,
Assombrada,
Admirada.
Após 80 anos,
Parecia coisa de fantasma,
Salvo maiores enganos.
Depois
Os dois,
Que sofriam de asma,
Acharam que orgasmo era miasma*
E tiveram que fazer cataplasma.
Coitado!
Coitada!
*Miasma = substantivo masculino
1 Rubrica: história da medicina.
emanação a que se atribuía, antes das descobertas da microbiologia, a contaminação das doenças infecciosas e epidêmicas
2 exalação pútrida que emana de animais ou vegetais em decomposição
3 Derivação: sentido figurado.
sensação de ansiedade opressora ou dificuldade de respirar; asfixia, sufocação, mal-estar (Houaiss).
Constatação IX (De uma dúvida crucial).
De matemática
Toda resolução
É dilemática
Com ou sem solução?
Constatação X
Foi a meio-soprano
Que, numa queixa
Disse para o tenor:
“Você ta meio insano
Me propondo meio amor.
Assim, por esse meio,
Você me deixa
De saco cheio.
Lembre: Eu não sou gueixa”.
Constatação XI
Me atolei
Em paixões cálidas.
As gatas,
Inicialmente
Todas beatas,
Deixei,
Tão-somente,
Exangues, pálidas,
Lívidas,
Amarelas,
Sem que fossem orientais.
Por elas,
Tão belas,
Tão singelas
Afundei
Em dívidas.
Daí, sem reditos,
Sem créditos
Não me safei.
Então, chorei
Todos os meus ais
Como jamais.
Constatação XII
A gente não deveria ser necrófobo que quer dizer medo da morte ou dos mortos; a gente, hoje em dia, fica é com medo dos vivos. Vige!
Constatação XIII
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “HAVANA - O governo de Cuba anunciou nesta terça-feira, 16 de outubro, que eliminará as principais restrições para que seus cidadãos possam deixar o país. A nova lei entra em vigor a partir de 14 de janeiro de 2013, mas garante às autoridades da ilha o direito de restringir a saída dos habitantes do país e a emissão de passaportes – cujo preço deverá dobrar, para cerca de US$ 100. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando toma a liberdade de sugerir respeitosamente: O último que sair que apague a luz...
Constatação XIV
Também deu na mídia, também mais precisamente no Estadão: “BRASÍLIA - Numa sessão esvaziada, a Câmara aprovou nesta quarta-feira, em votação simbólica, projeto de resolução que torna oficial a "gazeta" dos deputados às segundas e sextas-feiras. Incluído às pressas na pauta, a proposta alterou o regimento interno da Câmara, que previa a realização de sessões ordinárias durante os cinco dias da semana. Agora, com a nova redação, as sessões ordinárias serão realizadas apenas entre terça e quinta-feira. As votações de projetos só ocorrem em sessões ordinárias ou extraordinárias - estas última pode ser convocada a qualquer momento pela presidência da Câmara”. Data vênia, como diriam nosso juristas, mas Rumorejando acha que se eles eliminarem todos os dias da semana sairá mais em conta para o nosso país porque eles não poderão legislar em causa própria como vem acontecendo com freqüência tal que já virou rotina. Esses caras não têm vergonha nas retro mencionadas caras. Vige!
Constatação XV
Se o preço da liberdade é a eterna vigilância, o preço da libertinagem é a eterna ganância? Ou a eterna militância?
Constatação XVI (De uma dúvida crucial).
Quando os locutores esportivos que estão transmitindo ou comentando um lance de uma partida de futebol dizem que “o chute do Fulano pegou na orelha da bola” quer dizer que foi um pé de ouvido? Quem souber a resposta, por favor, etc.
Constatação XVII (De razões e proporções matemáticas).
A poção mágica, que o druida Panoramix prepara, está para o Asterix, assim como o chimarrão está para este assim chamado escriba. Donde se infere que “este assim chamado escriba” é igual a Asterix multiplicado por chimarrão, dividido pela poção mágica do druida. Elementar, meu povo.
Constatação XVIII
Quando o marido, recém casado, passou por uma casa de comércio, cujo nome era “A Poderosa”, conjecturou: “Puxa vida, eu não sabia que a minha mulher tinha mais uma fonte de renda além de ser professora primária. Vige!”
Constatação XIX
E como elucubrava o obcecado: “A notoriedade é uma espécie de imã. Ela atrai pessoas que querem ficar próximos das, digamos, gentes notórias, dos famosos; ter sua amizade; ser íntimo delas, amantes e assim por diante”.
Constatação XX
Foi o cajado que disse para a bengala: “Nossa função é altruísta. Salvo quando a gente é usado para bater em alguém, exceto quando fomos usados para acertar um tal de José Dirceu. Vige”.
Constatação XXI (Vige!).
Deu na mídia, mais precisamente na Gazeta do Povo do dia 22 de outubro próximo passado: “Em meio à escassez de mão de obra qualificada, contingente de jovens que não estudam nem trabalham aumentou entre 2000 e 2010. Quase 20% estão nessa situação. Era de se esperar que, com o crescimento do mercado de trabalho e alguns avanços na educação, o quadro tivesse melhorado desde o censo anterior, de 2000. Mas ocorreu o oposto. O contingente de jovens que não estudam nem trabalham até aumentou: em 2000 eles eram 4,8 milhões, ou 18,2% do total, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2010, pouco mais de 5,3 milhões de pessoas com idade entre 18 e 25 anos, o equivalente a 19,5% dos brasileiros dessa faixa não trabalha nem estuda”. Data vênia,como diriam nossos juristas, mas Rumorejando fica matutando que se os jovens, que são considerados ‘pessoas não economicamente ativas’, como de fato são, o que é que eles ficam fazendo se não trabalham nem estudam? Será que se dedicam a joguinhos? Ficam tomando drogas? Papai e mamãe que os sustentam? Ou ganham uma cesta básica? Quem souber a resposta, por favor, comentários no blog. Obrigado!
DÚVIDAS CRUCIAIS, VIA PSEUDO-HAICAIS.
Dúvida I
É ser muito enxerido
Querer que todo mundo
Te chame de querido?
Dúvida II
Ela ficava ofegante
De ser beijada
A todo instante?
Dúvida III
A pior de todas as fossas
É quando o teu time perde
E você tem que agüentar as troças?
Dúvida IV
Na rua da Solidão
Andar acompanhado
É caminhar na contramão?
Dúvida V
É falta de lembrança
Dizer que comer muito
É uma destemperança?
Dúvida VI
O amor que parecia perene
Cheio de juras de amor
De repente descambou infrene*?
*Infrene =  adjetivo de dois gêneros
1 desprovido de freio; desenfreado
2 Derivação: sentido figurado.
imoderado, nada contido; destemperado, desordenado (Houaiss).
Dúvida VII
Com todos os efes-e-erres,
Ele, atônito, perguntou:
“E por que não queres?”
Dúvida VIII
Seu olhar triste capiongo,
Ainda que cheio de promessas
Parecia te chamar de mocorongo?
Dúvida IX
É muita ingenuidade
Achar que político
Nunca diz inverdade?
Dúvida X
É muita insistência
Pedir aumento para o patrão
Após oito anos de abstinência?
Dúvida XI
É muita sagacidade
O político satisfazer
Apenas a sua – dele – necessidade?
Dúvida XII
É muita presunção
Querer que o meu Paraná
Venha a ser o campeão?
Dúvida XIII
As eleições para Prefeito Municipal
Mostraram pra gente que, no país,
Como sempre, tudo continua igual?
Dúvida XIV
Fugir da zona de rebaixamento
É, para o sofrido torcedor,
Uma questão não só de momento?
Dúvida XV
É assaz deleitoso e até orgástico,
Para algumas pessoas, cantar loas
Da Globo, o programa Fantástico?
Dúvida XVI
O meu sofrido Paraná ganhar do Barcelona
É tão imaginável, tão exeqüível como cruzar
Com uma senhora bastante idosa atrevidona?
Dúvida XVII
A ONG Liga da Moralidade do Brasil
Desapareceu da vista de todos. Tudo leva
A crer com dinheiro público. Será que sumiu?
Dúvida XVIII
Se um presidente fosse um pênalti bater,
Presidente seja lá do que for.
Será haveria quem por ele iria torcer?
Dúvida XIX
Pelo meu time o sofrido Paraná
Já passaram jogadores de gabarito
E mesmo assim o time ficou onde está?
Dúvida XX
Copiosas lágrimas ele triste e sofrendo derramou
Quando ela já não agüentando mais tantas grosserias
Fez as malas, as  crianças e para casa da mãe se mandou?
Dúvida XXI
O apito daquele juiz de futebol
Soava como o trinado*, o cântico tricórdio**
De um bem-te-vi, de um sabiá e de um rouxinol?
*Trinado - substantivo masculino
2 som melodioso produzido por alguns pássaros; gorjeio, trilo, trino (Houaiss).
Tricórdio = substantivo masculino
Rubrica: música.
instrumento com três cordas (Houaiss).