Postagens populares

Pesquisar este blog

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

A RECONSTRUÇÃO DO BRASIL: O BRASIL QUE QUEREMOS?

A RECONSTRUÇÃO DO BRASIL: O QUE É FUNDAMENTAL?

Marina da Silva

Parece tema de redação para o ENEM-2018 e...quiçá? Melhor ficar atento caso vá se submeter ao ENEM, Exame Nacional do Ensino Médio.
Mas a verdade é que este título acima faz parte de uma enquete virtual proposta pelo jornal Estadão, um dos jornais de São Paulo, ali no finalzinho de Novembro 2017. Mas já virou livro físico e virtual e tem uma série, 15 reportagens. Complexo?

“A Reconstrução do Brasil, que reúne a série especial de 15 reportagens assinada pelojornalista José Fucs e publicada pelo Estado entre setembro de 2016 e janeiro de 2017, sobre os grandes desafios do País pós-impeachment, já está disponível na versão e-book. A obra pode ser baixada pelo Google Play e Kindle Store por R$ 24,90. Em breve, o livro também será ofertado para download na iTunes, a loja virtual da Apple.”1

É uma questão capciosa dirigida aos leitores do jornal e população em geral. Como assim Reconstrução do Brasil: o que é fundamental? Fundamental para quem, o que é fundamental, quem vai reconstruir o quê? Afinal: Quem desconstruiu o Brasil?
Se a pergunta é dirigida aos mais de 207 milhões de brasileiros: como e o que nós, povo, podemos fazer para a “reconstrução” do Brasil, após o golpe de Estado, ops, impeachment da presidenta Dilma Rousseff por pedaladas fiscais... se “desde Cabral todo mundo aqui rouba?”2
Reconstruir o Brasil de crises econômicas? Estamos cansados de saber como, dando aulas ao mundo, principalmente após o caos criado e mantido (golpes cíclicos) intencionalmente, pela especulação financeira no Cassino de Wall Street, a partir de meados dos anos Oitenta, século XX. A última crise ou a bolha especulativa imobiliária ou crise Subprime 3, foi uma super bomba que implodiu as economias, sonhos e renda do povo norte-americano e levou à  uma super transferência  de riquezas do Estadão USA [bailout ou salvamento] de mais de 700 bilhões de dólares para empresas, especialmente bancos, seguradoras big to fail [grandes demais para falir) gerando as manifestações Occupy wall Street

"A CRISE DE 2008 : COMO WASHINGTON SALVOU WALL STREET - A crise financeira de 2008 foi produzida por ganância extrema e falta de escrúpulos de grandes firmas do mercado financeiro."
www.google.com.br/images. OCUPPY WALL STREET 2011,

Uma “Marolinha no Brasil”5 usada para favorecer a transferência de riquezas para os 1% ricos  e uma catástrofe a partir de 2011 para a União Européia, a crise de 2008 destruiu a economia de vários países, entre eles, Grécia, Islândia, Espanha, Portugal (os mais afetados). O povo paga o pato e a conta! A “nossa” última crise, 2014, tem mais haver com a China que tirou o pé do acelerador de crescimento econômico e afetou o planeta inteiro. A China é a “fábrica do mundo” e  também o maior comprador de commodities minerais, vegetais, animais, etc e tal e esta é a pauta das exportações brasileiras! E potencializada com a eclosão dos crimes de corrupção e roubos do Erário investigados pela Operação Lava jato da Polícia Federal, seriamente comprometida com criminosos investigados! Foram essas crises que deram “a pegada” para o golpe de Estado tratando uma crise no “sistema”  e altos níveis de corrupção em todos os poderes como incompetência e baixo nível de testosterona de Dilma Rousseff, diria Ciro Gomes, candidato à presidência em 2018, machista,  que acredita que governar ou administrar o país ou qualquer coisa tem relação altíssima com níveis do hormônio sexual masculino correndo nas veias e claro com o pênis!
Salvar o Brasil de uma crise atual quando todos os dados publicados pelo Estadão, por exemplo, dão mostras de que estamos recuperando? O PIB brasileiro vai bem assim como o comércio, serviços, indústria, agronegócio, número de igrejas “evangélicas” particularmente em ascensão; e, existe superávit na balança comercial desde 2016, e crescente, atingindo agora em 2017 quase 70 bilhões de reais! Viva a China! Viva o Mao...Zedong! Viva o capitalismo comunista ou comunismo capitalista, o que dá no mesmo!
O povo não vai tão bem, basta olhar os dados de pobreza e miséria a partir do golpe de Estado, ops, impeachment, mas não tem jeito, “uns nascem para sofrer enquanto outros riem”! Crises são momentos de oportunidades e oportunismo! E temos um banco que é uma mãe: BNDS! Que me desmintam Eike Batista, o serial entrepreuner mmX e a JBS dos irmãos Batista, bilionários made BNDS, atualmente presos!
***
O Estadão realmente está preocupado, leia-se, representa a voz daqueles que exigem: O Brasil que queremos! Nada haver com crise econômica e reforma da Previdência. A pré-ocupação do jornal é acima de tudo política eleitoreira! A reconstrução do Brasil já está traçada em livro e à venda. Falta “O que é fundamental?” Isto é, veja, um termômetro para montar as estratégias, programas, promessas e propagandas, um super marketing político para as eleições 2018, caso Lula seja condenado e preso dia 24-01-2018. E o dono do voto é o povo! O lógico seria vir até o povo e ouvir o que o povo demanda, mesmo que as promessas a serem cumpridas não passem do mundo virtual e fictício!
Lula precisa ser condenado e talvez preso dia 24-01-2018 senão será eleito, em um único turno nas eleições, caso elas aconteçam! Quem pode se opor a Lula, o presidente e pai dos pobres num país  tão desigual atolado na corrupção? Segundo conta temos  cinquenta candidatos, seriam 51, uma boa ideia, se Luciano Huck, apresentador de TV, não tivesse relações perigosas com políticos e/ou empresários corruptos: Sérgio Cabral e esposa (ex-governador do RJ, preso),  senador Aécio Neves (atolado nos crimes Lava Jato), Eike Batista (corrupto, preso, negociou delação e está livre), Abílio Diniz suspeito de forjar o próprio sequestro para incriminar petistas e tirando a presidência de Lula em 1989;  acusado de tramar contra o grupo Cassino e perdeu feio  a dominância do Grupo Pão de Açúcar com logomarca e tudo para os franceses! Luciano Huck achou por bem não deixar o “caldeirão”  tão aberto, foi para “O divã do Faustão” (07-01-2018) e deve baixar o bico e pretensões políticas começando de baixo, uma deputância ou senadorança ou quiçá, governança6?
***


A RECONSTRUÇÃO DO BRASIL: O QUE É FUNDAMENTAL?

 O Estadão pediu e o povo respondeu quais os caminhos para 2018: votar certo, votar consciente, um candidato que não roube...muito; melhorar saúde, educação, segurança pública, transporte público;  ter mais emprego, moradia, saneamento básico, fim da corrupção! Estas respostas não servem para a Reconstrução do Brasil, mas são importantíssima para o marketing politiqueiro comprar, ops, enganar, afff, conseguir os votos dos eleitores nos 27 currais eleitorais!
Mesmo sendo difícil de achar um candidato que não roube, o povo insiste na esperança e não desiste nunca: votar é o único momento em que os políticos  vem ao povo...na mídia e agora redes sociais! O ICP- índice de confiança nos políticos é baixíssimo e histórico e nasceu junto com a Política, uma invenção  e presente dos gregos!
Pode-se inferir da pesquisa #caminhosparaobrasil2018.com.Estadão       que Lula precisa ser condenado e não possa disputar as eleições! Mas... sempre tem um se e um mas no meio do caminho da política: e se a condenação e prisão de Lula foram pensadas estrategicamente para acontecer, gerando comoção nacional e... ? E se Lula não for condenado? Simples, frei Beto já deu a resposta ao jornal Espanhol El País um tempo atrás: Lula só não será presidente se condenado, preso ou morto! Lula já declarou: se condenado vira vítima, preso vira mártir e morto...santificado e tudo vira votos! Lula podia morrer, mas também já declarou que morrer não está nos seus planos e o homem venceu o temível câncer! Se em tais situações Lula é sempre vencedor...o que está por trás desta enquete, livro, entrevistas do Estadão?
***
A RECONSTRUÇÃO DO BRASIL: o que é fundamental para o Brasil que queremos? Completei a questão juntando os fios da meada!
Rumorejando tal qual aprendi com o saudoso escritor de Rimas Primas e torcedor sofredor do Paraná futebol clube José Zokner, a quem dedico este texto, constatar-se-á que o grupo QUEREMOS O BRASIL...

Constatação I

Esta reconstrução será feita por um grupo que está fora do poder e não quer o grupo que está no poder nem a porcaria do PT no governo.7

Constatação II

Este grupo, cuja voz é o Estadão, já esteve no poder, construiu um Brasil que o PT, a “porcaria no poder”, desconstruiu esculhambando o caminho neoliberal aberto em 1990 por Fernando Collor de Melo, senador investigado nos crimes da Lava jato.

Constatação III

Este grupo participou e/ou articulou o golpe de Estado contra a legítima presidenta eleita Dilma Rousseff e DEU DE BANDEJA o país ao PMDB, grupo mais poderoso e corrupto do país! Pisada de bola ou baixo QI para História, Economia, Sociologia, Geografia, Geopolítica e Geoeconomia e demais conhecimentos científicos e filosóficos. Esperavam que Michel Temer convocasse novas eleições ou um plebiscito? Viagem...

Constatação IV

Se “A porcaria do PT” ou Lulismo, populismo econômico é a favor do ESTADÃO, Estado Paizão... este grupo é a favor do estadinho, estado mínimo, estado necessário.

Constatação V

É óbvio e ululante (não resisti) que é o segundo maior grupo de políticos do país: o grupo do PSDB! Bingo!
***

RUMOREJANDO...

 Sacar fora da política Lula e petistas, terceiro maior grupo político do Brasil é na verdade uma estratégia para enfrentar e diminuir o poderio e potência política do mais poderoso grupo de oligarcas do país: o grupo do PMDB! Como, se o PMDB está em todos os poderes e em "concertação" com o PT, inclusive indicando novo vice, provavelmente o empresário filho de José de Alencar, vice de Lula e PMDB?
Se todas as evidências mostram que o povo brasileiro quer Lula e o PMDB pouco se importa com quem é o presidente porque "a força" está no Congresso e o grupo PMDB domina as duas "casas" comprando descaradamente aliados, inclusive do grupo do PSDB, por que  insistir numa estratégia "Lei de Murphy" fadada ao fracasso?
Como forjar um candidato QUE QUEREMOS se o "príncipe PSDB", Fernando Henrique Cardoso, despreza o melhor candidato, Geraldo Alckmin e ainda deixa à vista seu respeito à Lula em plena mídia da direita, conservadora, neoliberal?
Como impedir a auto-sabotagem no ninho tucano quando o "príncipe mineiro", dono do segundo maior curral eleitoral  é narcisista, perigoso, rancoroso e vingativo?
Chega? Já dei ideias grátis demais! Vou dar um conselho: voltem a estudar, principalmente História e Geografia para ampliar a visada sobre geoeconomia e geopolítica mundial e do nosso Brasil dentro desse jogo!
Dinheiro compra tudo e todos, mais o conhecimento depende de cada um e cada qual e sua vontade de aprender sempre! Com dinheiro pode-se comprar doutores em economia, política,  administração, sociologia,  etc e tal, mas se você não tem o  saber que os seus subordinados tem...







Fontes:
2. Manifesto de Tom Zé na voz de Ana Carolina no CD Seu Jorge e Ana Carolina.

3.  Sobre a Crise Subprime e Bailout  ver "Entenda a crise financeira dos Estados Unidos." em https://economia.uol.com.br/ultnot/2008/03/31/ult4294u1176.jhtm E https://jornalggn.com.br/noticia/a-crise-de-2008-como-washington-salvou-wall-street-por-motta-araujo

4. Sobre as manifestações Ocuppy Wall Street ver https://en.wikipedia.org/wiki/Occupy_Wall_Street

5.  Sobre a crise subprime no Brasil: “Uma marolinha”, afirmou o então presidente Lula, pois tínhamos "knowhow" em enfrentar crises e salvar capitalistas.

6. Deputância, vereança, governança são corruptelas e/ou neologismos das palavras e cargos de deputado, vereador, governador, presente na novela O Bem amado de Dias Gomes e eternizadas pelo inesquecível ator Paulo Gracindo, na personagem  do prefeito Odorico Paraguaçu.


7. “A porcaria do PT”  ou “A porcaria no governo” são títulos dado ao governo de Lula e Dilma por Willian Waack, mestiço, ex-apresentador da Globo News demitido por declarações racistas.