Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 3 de outubro de 2015

AEROBUSÃO: AGRADECEMOS A PREFERÊNCIA

VOO ALIVIADOR
www.google.com.br/images. O sonho de Ícaro realizado por Santos Dumont, um dos inventores do avião.

Sérgio Antunes de Freitas

Todo mundo já sabe! Depois do elevador, o avião é o meio de transporte mais seguro da atualidade, segundo estatísticas indiscutíveis.
Contudo, é muito difícil não sentir, pelo menos, um leve receio de viajar nesse grande pássaro de ferro, pois as pessoas ficam exatamente no ponto central de uma briga entre turbinas poderosas e a força da gravidade.
Também por saber que rota aérea não dispõe de acostamento nem o avião dispõe do famoso triângulo de alerta.
Por isso, de toda aquela complexidade mecânica, elétrica e eletrônica, a parte mais importante do avião, para a maioria dos viajantes, é o sanitário.
Antes de qualquer voo, é importante considerar, regular e ingerir a alimentação adequada, nas vinte e quatro horas antecedentes. Iogurte de ameixa preta, nem pensar! Parece que a altitude mexe com as tripas!
No último voo a que fui submetido, logo após as portas serem colocadas em “modo automático”, como gostam de falar com linguagens rebuscadas, o comandante anunciou: - “Senhores passageiros, cumpro o dever de informar que o sanitário da frente da aeronave está indisponível. Se necessário, usem o traseiro”.
Um atencioso garoto de uns sete anos perguntou: - “Pai, como assim, usar o traseiro”?
www.google.com.br/imagesi Interior do AIRBUS A380 VIP OU LIFESTYLE LUXO!


Talvez pelo fato de a proibição ser sugestionável, houve um pequeno congestionamento na parte posterior do avião, mas sem acidentes aéreos, digo, incidentes sérios.
Na viagem de retorno, a aeronave não estava com problemas de interdição de sanitários, mas o espírito da ameaça não saía da minha memória.
E a aventura continuou com normalidade, até que as pessoas, após um lanche, recorreram à essencial cabine.
www.google.com.br/images. WC.

Uma senhora, magra e miudinha, já na terceira, quarta ou quinta idade, era a terceira da fila, quando o Comandante anunciou: - “Senhores passageiros, vamos passar por uma zona de turbulência. Mantenham-se sentados, com os cintos afivelados”.
Ela voltou pulando rapidamente para o seu lugar.
Dali a pouco, ela foi pra fila de novo, mas o comandante repetiu o aviso. E ela retornou ao assento.
Aquilo começou a me causar um pouco de suspense misturado com compaixão. Eu já pensava em invadir a cabine de comando e dizer aos pilotos: - Mudem a rota, retornem ao aeroporto de origem, busquem uma pista alternativa, façam um pouso forçado, mas evitem o pior!
Resultado de imagem para banheiro de avião VIP
www.google.com.br/images. Sala de banho VIP
Resultado de imagem para banheiro de avião CHARGES
www.google.com.br/images. Selfie no aerobusão...número 2, voando!

Na verdade, acho que o Comandante queria resolver o problema de uns senhores, que se achavam VIP demais e insistiam em conversar de pé no corredor do avião, atrapalhando a tripulação e os outros passageiros apertados.
Nos olhos da velha senhora, parecia estar escrito: “Agora, eu não obedeço a mais ninguém. Estou em procedimento de pouso e não vou arremeter. Podem chamar bombeiros e ambulâncias!”
Quase em coro, alguns diziam em voz baixa ou pensamento: “Coitada da Veínha!”
Eu até suava, ao pensar na situação da idosa. Será que ela suportaria passar por mais essa experiência de vida?
Mas, enfim, nossa heroína conseguiu entrar na cabine mágica. Limpinha!
Ouviu-se um sussurro de alívio! Não da “veínha”, mas dos passageiros que torciam por ela.

Sérgio Antunes de Freitas
27 de setembro de 2015