Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

BRAZIL: Pobre desconhece a lei; rico faz a sua própria.

RUMOREJANDO

Minha foto
                                                 http://rimasprimas.blogspot.com.br/

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I

Não se pode confundir rebanho com arrebanho, muito embora o
 rebanho de determinadas igrejas sofra o arrebanho para 
outras com orientação totalmente diferente nos dogmas, crenças, 
valores e por aí afora.

Constatação II

Parodiando o uruguaio Mario Benedetti, um dos meus gurus, que disse
 “se habito na tua memória não estarei só”, para certas pessoas, na maioria
 políticos, eu diria: se habitares na minha memória estarei mal acompanhado...

Constatação III

Em várias oportunidades, Rumorejando assinalou que a quantidade
 de pó nos pacotes de erva-mate mostrava desonestidade dos produtores
 e dificuldade de sorver o amargo, tendo em vista que a bomba, mesmo
 com camisinha, ficava entupida, tirando o prazer da bebida. Eis o que
 escreveu, de certa maneira, sobre o assunto o gaúcho poeta Eugênio Severo:

“Quanto aos furos de uma bomba –

Calibre não muito estreito

Do contrário, se o sujeito

Se prende louco a chupar,

Quando menos se dá conta,

De tanto que chupa e chupa,

O pobre diabo, num upa,

Pode do avesso virar”.

Constatação IV

Era um político tão venal,

Tão sem hombridade

Que, destarte,

Por unanimidade,

Depois da eleição,

Passou a fazer parte

Da reserva imoral

Da nação.

Constatação V

Enquanto a gente fica esperando

E o sinaleiro tá demorando

Pra ficar mudando

Um tatu muitos ficam pescando.

Constatação VI (De um aviso assaz importante).

Este assim chamado escriba comunica, a quem interessar possa, que ao
 se referir ao idoso, – como tem feito ultimamente, por quem, é bom que
 se ressalte, tem grande apreço – não está se referindo a si mesmo, pois
 não se trata de autobiografia, até porque já, de há muito, perdeu o 
interesse em tal personagem. Tenho provecta e vetustamente dito.

Constatação VII

Deu na mídia, mais precisamente no site da Globo: “Geisy Arruda provoca
 de lingerie: 'Quanto mais magra, mais inimigas'. Data vênia, como
 diriam nossos juristas, masRumorejando acha um excelente exemplo 
para ser dado nas escolas, colégios e demais de diretamente proporcional, 
tendo em vista o fato ser, inclusive, de transcendental importância 
para o futuro da Humanidade. Vige!

Constatação VIII

Deu na mídia, mais precisamente na Gazeta do Povo: “O Conselho Nacional
 de Justiça (CNJ) regulamentou, na sessão de hoje, o pagamento de 
auxílio-moradia de até R$ 4.377 mensais para todos os magistrados 
do país. A medida corrobora a decisão do ministro Luiz Fux, do
 Supremo Tribunal Federal (STF), que concedeu o benefício por
 liminar no fim de setembro”.

“AGU questiona pagamento”.

“A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu ao Supremo Tribunal 
Federal (STF) na semana passada para barrar o pagamento do 
auxílio-moradia. O entendimento é que o pagamento é ilegal e teria
 impacto de R$ 350 milhões por ano nas contas públicas. O recurso 
será julgado pela ministra Rosa Weber, ainda sem data definida”.

Rumorejando questiona respeitosamente os senhores juízes.

Dá para se olhar no espelho e não ficar ruborizado de vergonha? 
Olhar nos olhos de quem ganha salário mínimo? Não indignado de
 si mesmo? Pôr na cadeia o cara que surrupiou um pacote de leite para
 levar para o seu filho?

Constatação IX

Homenagem de Rumorejando aos escritores de prosa e poesia 
Adriano Scandolara e Karen Debértolis, que figuram no Pacote
 e Poesia, projeto do Sesc Paço da Liberdade que se utiliza de
 papel simples para a divulgação dos seus colaboradores. Vamos
 à transcrição de dois exemplos:

 

Naturalidade

 

Amar a natureza como mãe

                                     megera.

o abutre (da foto premiada)

faminto rondando

a criança sudanesa

ainda mais

faminta.

 

E o leão marinho

estuprador

de pinguins sobre a tundra* glacial.

 

(Nada há de mais

                      natural)

 

Noé enchia a cara

e não era à toa.

 

*Tundra = Do lapão, pelo russo e pelo francês toundra.]

Substantivo feminino.

1.Fitogeogr. Vegetação ártica e subártica, que vive sobre solos rochosos
 e turfosos, e sob frio intenso. Consta de liquens, musgos, ervas anuais
 e subarbustos xeromórficos, e é própria da Rússia, da Sibéria e do
 Canadá (Aurélio). (Nota de Rumorejando).

 

Lullaby

 

Os dentes afiados da motosserra perfuram os ouvidos às oito
 horas da manhã, denunciando a sanha irracional do vizinho. E partem
 em pedaços os braços espalhados da jaqueira e da santa bárbara
 e da peroba cinquentenária e dos flamboyants senhores de si. 
Um cheiro de seiva/sangue espalha-se pelos ares dos arredores. Quarteirões
 de madeiras empilham-se numa variação entre o marrom o cinza a cor
 de carne de árvore. Os passarinhos já se mudaram para cá. O vizinho quer
 limpar as folhas verdes quer varrer qualquer vestígio. O vizinho está retirando
 as raízes limpando a área preparando a cova, mas vai ser bem rasa. Ali ele
 vai semear sua ignorância.

Constatação X (Quadrinha para ser recitada a quem por assim merecer escutar).

Pareceu totalmente ilógico,

O discurso de certo político.

Até foi julgado bestialógico

E um tanto quanto raquítico.

Constatação XI (Continuação da Constatação anterior).

O texto pareceu assaz canhestro

Menos para o convencido autor

Que se considerava um doutor

Dos seus escritos: só um estro.

*Estro = substantivo masculino.

1. Engenho poético; imaginação criadora, inspiração, talento (Aurélio).

Constatação XII

Não se pode confundir pulquérrimo que é o superlativo de pulcro
 que o dicionário Aurélio dá como “gentil, belo, formoso” com paupérrimo,
 até por que ser paupérrimonão é nada pulquérrimo. Muito antes pelo contrário...

Constatação XIII

Vivia se metendo na grã-finagem

E tal não achava nenhuma bobagem.

Desconhecido, filava jantares o luculo*

Somente se retirando já no dilúculo**

*Luculo = Substantivo masculino.

1. Indivíduo amante de banquetes suntuosos, que os oferece e/ou frequenta (Aurélio).

**Díluculo = Substantivo masculino.

1. Crepúsculo matutino; alvorada (Aurélio).

Constatação XIV

Armou durante a trucada tal bulha*

Que até chamaram a radiopatrulha.

Flagrou o cara dando as cartas por cima.

“Essa gente toda parece que me subestima”.

*Bulha = Substantivo feminino.

1. Confusão de sons; barulho, ruído:

2. Gritaria confusa; vozearia:

3. Altercação, briga; rixa; desordem (Aurélio).

Constatação XV

Considerou que a mulher havia ficado um bofe

O que não havia acontecido com a atual amante.

Levava a mulher para uma bodega de restaurante

E a outra para lugares caros, para um rega-bofe*

*Rega-bofe = Substantivo masculino.

1. Festa com fartura de comida e bebida (Aurélio).

Constatação XVI

Me senti totalmente agônico

Até mesmo pouco catatônico

Ela me mandou tomar um biotônico.

“O teu caso já está ficando crônico”.

Constatação XVII

Parecia estar imitando certo presidente

Quando tirava o chapéu parecia a gaforinha*,

Por que o cabelo nunca havia visto um pente

E ficava com pinta de ave, de uma galinha.

*Gaforinha = Substantivo feminino.

1. Cabelo em desalinho; grenha:

2. Cabelo levantado sobre a testa; topete (Aurélio).

Constatação XVIII

Estávamos jogando uma aguerrida partida de dominó

E ela disse: “Veja. Se eu perder pra você, ficarei nua.

Preparei jogadas que aprendi com a minha tataravó.

Ganhei. Não quis se despir. Me acusou de falcatrua.

Constatação XIX (Quintilha para ser recitada mentalmente, mudando-se
 o tempo do verbo dependendo do recitador).

Sofria de ejaculação precoce

Tentava sempre despistar,

Fingindo se encontrar

Com uma baita tosse

E com falta de ar.

Constatação XX

Com essa medida do governo brasileiro de dar, sem maiores delongas,
 visto a países árabes que também fomentam o terrorismo chega-se a 
triste conclusão que o governo petista que tem a maioria no
 Legislativo e desembargadores do Supremo que anulam as medidas
 tomadas pelo Ministro Joaquim Barbosa com relação às condenações
 dos réus do famigerado mensalão detém um poder incomensurável. 
Parodiando o guru Millôr Fernandes pode-se inferir que o governo, 
sob a égide do PT tenha quatro poderes: O Executivo, o Legislativo, 
o Judiciário e o antissemitismo.

Constatação XXI (De uma dúvida crucial).

Decote generoso é aquele que não só se pode olhar como também 
a cariciar o que ele está mostrando? Quem souber a resposta, por favor,
 comentários no blog. Obrigado. Nota: Não precisa se identificar, não
 querendo.

Constatação XXII

O grande problema de não aguentar um déspota é que ele jamais, em
 tempo algum, é esclarecido como ele e seus asseclas supõem ser...

Constatação XXIII

O que a gente ouve de lérias* em época de eleição, em certos países, não
 está escrito em gibi algum. No rol da América Latina se destaca o nosso
 sofrido país. Os candidatos chegam ao cúmulo, nas mentiras proferidas, a 
subestimar os eleitores, achando que eles não se dão conta. Vige!

*Léria =Substantivo feminino.

1. Fala astuciosa; patranha, falácia, lábia.

2. Ver conversa mole (2).

Substantivo de dois gêneros.

3. Pessoa tagarela, mas sem serventia (Aurélio).

Constatação XXIV (De conselhos úteis. De nada!)

Quando a mulher se põe a gungunar*,

Saia, pois arrisca pra você sobrar.

*Gungunar =Verbo transitivo direto.

Verbo intransitivo.

1.Bras. SP Resmungar, rosnar, rezingar.

 

RICOS & POBRES

Constatação I

Rico usa de franqueza; pobre, só fala maldade.

Constatação II

Pobre desconhece a lei; rico faz a sua própria.

Constatação III

Rico só precisa votar no 1º. turno: pobre, também no 2º.

Constatação IV

Rico não assiste as empulhações dos debates entre os candidatos; 
pobre, assiste na esperança eterna de uma promessa de uma melhora
 de vida.

Constatação V

Rico vota cedo e vai para a praia; pobre, fica duas horas na fila do 
seu bairro porque os mesários não apareceram e/ou a urna eletrônica
 apresentou defeito.

Constatação VI

Rico em clima bochornoso* vai se refrescar em Bariloche; pobre,
 toma suadoro.

*Bochornoso =Adjetivo de dois gêneros.

1. Quente, calorento.

2. Abafadiço, sufocante (Aurélio).

Constatação VII

Rico sapateia como Fred Astaire; pobre, patina no barro.

Constatação VIII

Rico resume para ganhar tempo; pobre, abrevia por falta de
 vocabulário.

Constatação IX

Em país rico não se obriga o cidadão a votar; em país pobre, 
até os mortos votam...

Constatação X

Filho de rico faz mestrado, doutorado no exterior; filho de
 pobre segue a carreira dos pais.

 

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br