Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

BRAZIL: RUMOREJANDO COM JUCA ZOKNER!

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I
O programa gorou
E ele ficou
Desacorçoado,
Desesperado,
Anuviado,
Obumbrado,
E perdeu o tranco
Quando, lá, no Monte
De Vênus constatou
Um desponte
Dum pequeno tufo
Branco
Na nova namorada,
O que, depois,
Gerou
Entre os dois
Um arrufo,
Que azedou
E descambou
Em xingamento
Não por um momento.
Coitado!
Coitada!
Constatação II (Teoria da Relatividade para principiantes).
Nem tudo está perdido para quem sofre de incontinência urinária. É sinal que, pelo menos, os rins estão funcionando...
Constatação III
Assim como o grande guru Millôr Fernandes disse que “é melhor ter mau hálito do que hálito algum”, também é melhor ficar num silêncio mesmo que seja constrangedor do que ouvir o papo de certas pessoas.
Constatação IV (De uma dúvida não necessariamente crucial).
A mulher que mete o bedelho em tudo e todos demonstra ter excelente vocação para sogra?
Constatação V
Era tão impressionável, tão impressionável, mas tão impressionável que achava que estava com pontada e palpitações no cabelo e nas unhas.
Constatação VI
Não se pode confundir retrucar com recrutar, até porque se a patroa nos recrutar, ultimando para levá-la ao supermercado, cabeleireiro, etc. a gente, em hipótese alguma, poderá retrucar que ta na hora de assistir o jogo do nosso time na televisão, ir se encontrar com os amigos para tomar uma reles cervejinha, jogar um truco e/ou coisas desse jaez. A recíproca, para esses coercitivos e irrefutáveis casos, não é necessariamente verdadeira. Talvez seja na Argentina, Uruguai, na fronteira do Brasil com esses países, onde o truco espanhol comporta o flor, trucar, retrucar e coisas afins do jogo lá deles.
Constatação VII
Rico usa estratagema; pobre, falcatrua.
Constatação VIII
E como dizia de modo, aparentemente, paradoxal o obcecado: “Sem faltar com o respeito, mas ela tem um par de coxas respeitável”.
Constatação IX (Ah, esse nosso vernáculo).
Era um sujeito tão ocupado que não lhe passava pela cabeça lavar as mãos após ir aos pés (Perdão, leitores, mas o sujeito era extremamente ocupado. Ele fazia parte do gabinete de um político).
Constatação X (De uma dúvida crucial).
Questão de postura
Escrever só pornografia
E achar que é literatura
Da mais alta categoria?
Constatação XI (Questão de nível?)
O teatrólogo Nelson Rodrigues disse que torcida apupa até minuto de silêncio. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que não é somente minuto de silêncio. As torcidas não só não respeitam minuto de silêncio como tampouco o hino nacional. Vige!
Constatação XII (De uma quadrinha com dúvida crucial).
Chamar a sogra de peçonhenta
É sinal que o padre, no batismo,
Não utilizou azeite e água-benta
O que foi um ato de diabolismo*?
*Diabolismo = substantivo masculino
1. Qualidade, caráter ou conduta do que é diabólico
2. Adoração do diabo; satanismo (Houaiss).
Constatação XIII
Rico é histriônico; pobre faz careta.
Constatação XIV
Não se pode confundir merenda com remenda, muito embora alguma merenda representa uma única refeição para um mundaréu de pessoas, portanto uma simples e ‘carentíssima’  remenda...
Constatação XV
As torcidas estão xingando e até agredindo jogadores do seu próprio time. Mas as votações para cargos eletivos continuam apoiando corruptos sem ficha limpa. Cada povo tem seu critério. Na Dinamarca um deputado cometeu uma infração no trânsito. Teve, por isso, o seu mandato sumariamente cassado.
Constatação XVI
Está na hora de ser adotado, na bola de futebol, o chips para saber se a dita cuja ultrapassou a linha por fora como aconteceu com o gol olímpico do craque Alex no amistoso com o Colon da Argentina. Aliás, esse menino, Alex, que este assim chamado escriba considera um dos maiores craques de futebol dos últimos tempos, deveria voltar a jogar em time grande como, por exemplo, no meu Paraná.
Constatação XVII
Algumas providências que precisam ser tomadas pela Presidente Dilma que quer acabar com a miséria no país em curtíssimo prazo:
-Trote de calouros. Volta e meia morre algum calouro por excesso dos imbecis veteranos. Tanto em escolas e faculdades, como nas forças armadas.
-De que adianta o a implantação do teste do bafômetro se o sujeito tem direito a se negar em fazer.
-Eliminar de vez o “jeitinho” que acaba causando vítimas gravíssimas como o caso de Santa Maria e outros tantos.
-Por que não existe fiscalização em todos os setores que se fazem necessária a sua intervenção?
-Alguém já viu luta de boxe e as atuais vale-tudo que estão se realizando sem mortes e sem seqüelas que tornam o sujeito um trapo humano?
-Briga de galo, de cachorro; touradas na Espanha, Portugal e em países da América do Sul?
-Será que a Farra do Boi foi efetivamente encerrada em Santa Catarina?
-Circo com animais “adestrados”.
-Rodeio? Para quê?
-Por que a lei, de modo geral, não é cumprida?
-Por que os senadores elegeram o Sr. Renan Calheiros para presidente do senado, o que lhe dá a condição de vir a ser presidente da República nem que seja por um dia e que se demitiu da condição de senador para não ser cassado? Vivemos em uma democracia dirão os senadores que votaram nele para a função, substituindo o ‘democrata coronel’ José Sarney (Vige!).
-Gente morrendo aguardando ser atendido em hospitais e centros de saúde. Sai governo, entra governo e nenhum governante resolve o problema da Saúde no Brasil.
-Por que o ensino do Brasil não prepara em todas as escolas de qualquer grau o estudante para poder desfrutar de cidadania, profissão, emprego, etc. Comentário e participação no blog para assinalar outras providências que se tornam IMPERATIVAS.
Constatação XVIII
Rico é peúva*; pobre é bolha*.
*Pessoa maçante (Houaiss).
Constatação XIX (De um pseudo-soneto).

                     Bem feito!...

Um dia desejei uma mulher ardentemente
E andei feito um desvairado na sua cola
Ela me esnobou, tirou sarro, me achava demente.
Jamais, em tempo algum me deu a mínima bola.

A paixão contrariada por não ser correspondida
Foi tão forte, tão acentuada, tão desmedida
Que perdi a razão tentando morder a própria orelha.
E ela, com um riso de escárnio, me olhou de esguelha.

Um dia, no entanto, ela resolveu mudar de proceder,
Mas foi tarde em demasia, vejam só o meu gesto:
Havia se esvaído o meu amor, o meu bem-querer.

Fui eu que não quis mais nada com ela e corri da raia.
Ela atônita, com queixume, me falou que eu não presto.
Já curado, eu havia corrido atrás de outro rabo de saia.

Constatação XIX (Quadrinha para ser decorada para posteriormente ser recitada por pessoa até então tímida).
Faço tentativas, sem desistência
Na vida há que se ter persistência
Às vezes, uma simples insistência.
Não é teimosia contra uma evidência.
Constatação XX
Deu na mídia, mais precisamente no jornal Gazeta do Povo: “Para crescer, Brasil de mais cientistas”. Dúvida crucial de Rumorejando: Só isso?
Constatação XXI (De um pseudo-soneto).

  Terríveis ameaças (Vige).

Ela me borrifou os ouvidos
Com palavras sem sentidos,
Mescladas de uns palavrões
Daqueles de magoar corações

Suas infinitas perorações
Saíam aos borbotões
Como jorro de um chafariz
O que, ouvir tal, eu nunca quis

E todo esse alarde
Foi porque cheguei tarde
Por ter ido jogar um truco.

“Da próxima vez”, ela disse
E era sério, sem ser tolice,
“Te faço virar eunuco”.

Constatação XXII
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “Do Oiapoque ao Chuí, o território brasileiro tem cerca de 8,5 milhões de km². Oficialmente, segundo o IBGE, essa é a superfície do País. No papel, porém, o território brasileiro é maior. Quando se faz a soma da área de todos os imóveis rurais cadastrados no Instituto Nacional de Colonização e Reforma (Incra), o resultado final chega a 9,1 milhões de km²”. Rumorejando aceita ‘a parte que lhe cabe neste latifúndio’ de 600mil km2 em dinheiro. Vige!

DÚVIDAS CRUCIAIS, VIA PSEUDO-HAICAIS.
Dúvida I
Fica cabreiro
Quem vai ao supermercado
Com pouco dinheiro?
Dúvida II
Foi acusado de desacato,
Pelo desalmado policial,
O pobre do timorato*?
*Timorato = adjetivo
1. Que tem temor; que tem medo de errar; medroso, tímido
2. Que se mostra hesitante, acanhado
3. Que tem escrúpulos, capricho, pundonor; timbroso (Houaiss).
Dúvida III
É ser muito pilantra
Cantar a gatona até
Na base do mantra?
Dúvida IV
Mexer em alto salário?
Nem sim, nem não.
Muito antes pelo contrário?
Dúvida V
O deputado
É um senador
Rebaixado?
Dúvida VI
E o cargo de senador
É a elevada promoção
Da condição de vereador?
Dúvida VII
Ganhar na megassena,
Jogando só seis números,
Nem com incenso-de-caiena*?
*Incenso-de-caiena = substantivo masculino
1. Resina que exsuda do aruru (Protium decandrum), de aroma balsâmico, semelhante ao do limão, e com propriedades medicinais; chipa
2. Rubrica: angiospermas.
m.q. almecegueira (Protium heptaphyllum) [Houaiss].
Dúvida VIII
O cartão de visita
Do vigarista era
Só para fazer fita?
Dúvida IX
Será que foi a conhecida e famosa ninfomaníaca
Que pôs catuaba e ovo de codorna na minha comida,
Dizendo que eu tava precisando de terapia afrodisíaca?
Dúvida X
Nem tudo o que reluz é ouro.
Não poderia ser um vaga-lume
Em cima dum besouro?
Dúvida XI
Apenas um pequenino pão
Foi o que comeu o glutão
E ficou com indigestão?
Dúvida XII
Com o senador Renan
Na presidência do Senado
Quem votou nele é só tantã?
Dúvida XIII
Três meses para abrir uma empresa
Em um país que precisa crescer
Não é muita lentidão, muita incerteza?
Dúvida XIV
Ao invés de traçar estratégias
Para as próximas eleições não se deveria
Preocupar em como evitar novas tragédias?
Dúvida XV
Renan terá direito a gasolina,
Mansão e 24 cargos extras.
É mesmo outra coisa, gente fina?
Dúvida XVI
Quando a mulher diz não ao silicone
Ela gostaria que o fato fosse divulgado
Nos jornais, revistas e em tudo que microfone?
Dúvida XVII
Quando uma mulher está mostrando demais
Os homens gostariam que fosse bem de menos
Já que ela está enviando alentadores sinais?
Dúvida XVIII
Assédio
Sem aquiescência
É um amargo remédio?
Dúvida XIX
Abandonar o 4-3-3
Como pretende o Palmeiras
É para deixar de ser freguês?
Dúvida XX
Será que em ensaio e/ou desfile carnavalesco
A gatona que mostra ‘demais’, na sua – dela - opinião,
Quem não se digna mostrar está tendo um gesto grotesco?
E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
Site: www.rimasprimas.com.br