Postagens populares

Pesquisar este blog

segunda-feira, 9 de abril de 2018

BRAZIL EDUCAÇÃO ENEM 2018

COMO MELHORAR A EDUCAÇÃO, SEM VALORIZAR O PROFESSOR?


Marina da Silva

PUTZ! Intraduzível.
Foi a exclamação que soltei ao ler o tema do Banco de redações Uol-Setembro, para alunos que vão enfrentar o ENEM-Exame Nacional do Ensino Médio! Cai na gargalhada! Sem noção, tosco, bizarro e estúpido! 
E esta vírgula? 
Como melhorar a educação? Todos os brasileiros, analfabetos inclusos, (Ex. Deputado federal Tiririca1), sabem a resposta de cor e salteado, por instinto, naturalmente! 
Mas então colocaram uma vírgula esdrúxula, quando a lógica, pede ali, um ponto de interrogação ou que ele, ?, fique aonde foi posicionado, no final das duas estruturas gramaticais.
Como coordenar, com uma vírgula, orações subordinadas historicamente nas "Raízes do Brasil"2 desde o descobrimento?
Quem criou tal tema é totalmente desprovido de inteligência, oportunista e mau caráter. Mas, esperto, muito esperto, admito.
www.google.com.br/images. Professora Catarinense(SC) Marcia Friggi, que, além de agredida  fisicamente na diretoria da escola, foi vítima de cyberataques, por defensores do deputado Jair Bolsonaro, como o pastor deputado federal Marcos Feliciano; cristão, casado e acusado de estupro. Cyberbullying em nome do ódio pregado pelo MBL e outros grupos defensores do bolsovômito, ops, bolsomito.



Aproveitando, claro, de mais um ato de violência contra professores, desta vez contra a professora Márcia Friggi e que viralizou nas redes sociais, emocionando o país, tanto pela imagem da professora quanto pelo desabafo, supostamente escrito por sua filha; e ainda pela onda ataques à Marcia, na cyberesfera, por sua postura À ESQUERDA política contra os bolsomínions3, apelido dado aos seguidores de Jair Bolsonaro, principalmente aos "gênios" do  MBL-Movimento Brasil Livre, recentemente na mídia por OBRIGAR o banco Santander interromper a exposição GLBT Exposição Queer Museu no Santander Cultural em Porto Alegre (RS).4

www.google.com.br/images. AMOR, TOLERÂNCIA, OPÇÃO PELOS POBRES E MENOS FAVORECIDOS NA SOCIEDADE SÃO ENSINAMENTOS DE JESUS, TOTALMENTE AVESSO, CONTRÁRIO A QUALQUER TIPO DE VIOLÊNCIA EM PALAVRAS E/OU ATOS.


MBL, Vemprarua.com, Revoltados online e outros grupos5 são "agentes" mobilizadores de causas  e interesses escusos e contra a nação brasileira...SÓ JESUS E SEUS MUITOS BRAÇOS DE AMOR E TOLERÂNCIA NA CAUSA! Possuem baixíssima formação educacional, intelectual, cultural e pouco ou nada sabem sobre a História do Brasil e Mundial. Seus estudos são voltados contra Lula, PT, esquerda, comunismo! Negam que tenha havido ditadura no Brasil, conhecimento adquirido após contatos e doutrinamento com defensores do autoritarismo militar ou intervenção norte-americana no país. Escondem-se atrás do chamado "discurso politicamente incorreto", o mesmo do tática de Donald Trump, presidente americano: atacar imprensa, gritar, bater, xingar, vociferar, quebrar, explodir, espalhar fake news, mentiras; pregar vícios, cyberbullying e ódio contra Lula, petistas, contra a miscigenação, diversidade e multiculturalidade e multi-sexualidade do povo brasileiro!6

Resultado de imagem para fernando holiday partido
www.google.com.br/images. Fernando Holiday. MBL, antipetista, Lulafóbico, defende a direita conservadora. Tem dezenove anos de idade, é o mais jovem vereador de São Paulo pelo partido DEM (antigo PFL). Partido da direita ultra-conservadora e um dos que possui mais políticos investigados nos crimes de corrupção da operação Lava jato , depois do PP, PMDB, PR, PRB, PSDB. Defende a Escola sem Partido, leia-se, sem o PT E petismo, terceiro partido mais importante do país.  Holiday"(...) é investigado pelo MP por uso de caixa 2 em fraude eleitoral."



Como de boas intenções anda o inferno cheio...a vírgula cria um enigma para uma frase de fácil resposta. Resolvi testar uma garota que vai fazer o ENEM contando-lhe que escrevo artigos sobre os temas propostos pelo banco de redações UOL. Explico que são temas mensais e que saiu o tema de setembro 2017.
"Qual é o tema?"
"Como melhorar a educação -fiz a pausa da vírgula-, sem valorizar o professor?"
"Tem jeito? Tem como? Existe isto? Esta possibilidade?" Foi a saraivada de interpelações que recebi. Ela ficou alterada e indignada e com muita raiva continuou:
"Tá, vocês vão botar este pepino para os alunos do ENEM? Bonito!? Lindo!? A gente vai responder para o governo? O objetivo, é qual, desta palhaçada? Quer que eu saia agora e jogue uma bomba na escola?"
Achei fenomenal tanto a resposta como a indignação e com toda a "licença literária" que me possam permitir, concordo com ela: "Que porra é essa?"

*********
Vamos conhecer um pouco da Educação no Brasil onde os "Brasileiros tem péssima argumentação educativa", tema da redação ENEM Uol-agosto/2017 e moleques do MBL carregam bandeira da Escola sem Partido, ops, sem  PT, Lula ou defensores e professores e políticos e alunos petistas. 
Vamos aos dados do INEP- Instituto Nacional de  Estudos e Pesquisas Educacionais/ Mistério da Educação e Cultura  e da Fundação LEMANN: São 186,1 milhões escolas de Ensino Básico e 48.8 milhões de alunos matriculados; 15,3 milhões nos primeiros anos do Ensino Básico e 99, 96% no turno diurno, sendo 84,6% em escolas urbanas.   São 1.9 milhão de alunos no ensino profissionalizante e 3.233.739 milhões matriculados em creches. Há 2.2 milhões professores no Ensino Básico7.

BRASIL: CENSO DA EDUCAÇÃO BÁSICA 2016
Print da página http://www.fundacaolemann.org.br/dia-da-educacao. J.P. Lemann é o Eike Batista que deu certo, com apoio e logística  e muita  informação e especulação financeira dos anos Oitenta e noventa, século XX, no Brasil do "vale tudo". É o bilionário número UM do Brasil e se apresenta como suíço-brasileiro. Sintomático...


"São 48,8 milhões de alunos na Educação Básica - sendo que 39,8 milhões estão matriculados na rede pública de ensino. Para atender todos os alunos, o Brasil tem 186 mil escolas e cerca de 2,2 milhões de docentes espalhados pelo país." (Lemann, 2017)

CENSO DA EDUCAÇÃO BÁSICA 2016

Print da páginahttp://www.fundacaolemann.org.br/dia-da-educacao.

QUALIDADE E INFRAESTRUTURA.

"Qualidade e infraestrutura. Muitas escolas não têm a infraestrutura adequada para o aprendizado, o que é considerado pelos especialistas um dos fatores que contribuem para o desestímulo dos alunos.  "As regiões Norte e Nordeste são as mais afetadas - muitas não possuem salas de leitura, bibliotecas ou acesso à internet. Isso dificulta o desenvolvimento e incentivo a tecnologias educacionais que poderiam ser grandes aliadas dos professores e alunos." (Lemann, 2017)

http://simaojacinto.blogspot.com.br/2013/06/
Apenas 0,6% das escolas brasileiras têm infraestrutura próxima da ideal para o ensino, isto é, têm biblioteca, laboratório de informática, quadra esportiva, laboratório de ciências e dependências adequadas para atender a estudantes com necessidades básicas. (...) Já 44% das instituições de educação básica contam apenas com água encanadasanitário, energia elétrica, esgoto e cozinha em sua infraestruturaA pesquisa incluiu dados do Censo Escolar de 2011 de 194.932  escolas.
grifos do autor




OS ALUNOS ESTÃO NA ESCOLA
http://www.fundacaolemann.org.br/dia-da-educacao

"✓ Quase 600 mil crianças de 4 anos estão fora da escola. Aos 5 ou 6 anos, o número é 300 mil
✓ Mais de 99% da população de 6 a 13 anos estão na escola
✓ Cerca de 1,7 milhão de jovens de 14 a 17 anos estão fora da escola
✓ Segundo a Pesquisa Nacional Domiciliar realizada pelo IBGE em 2015, estudantes de baixa renda entram na escola mais tarde saem mais cedo. A partir dos 15 anos, muitos deixam a escola para ir trabalhar (26% entre os jovens de 15 a 17 anos empregados não estão estudando)
Nos últimos 12 anos a desigualdade de atendimento escolar caiu, porém a população negra e as comunidades de áreas rurais ainda estão mais distantes do ensino formal do que a população branca e urbana."(Lemann, 2017) grifo meu.



Acrescente aos dados  DO INEP que o Brasil possui cerca de 13.200 milhões de analfabetos na faixa de 15 anos ou mais, dados IBGE- Pnad/ 2014. 

OS ALUNOS ESTÃO NA ESCOLA?
http://inep.gov.br/

"Resultados – Os novos dados revelam que 12,9% e 12,7% dos alunos matriculados na 1ª e 2ª série do Ensino Médio, respectivamente, evadiram da escola de acordo com o Censo Escolar entre os anos de 2014 e 2015. O 9º ano do ensino fundamental tem a terceira maior taxa de evasão, 7,7%, seguido pela 3ª série do ensino médio, com 6,8%. Considerando todas as séries do ensino médio, a evasão chega a 11,2% do total de alunos nessa etapa de ensino.
A série histórica revela, em todas as etapas de ensino, uma queda progressiva na evasão escolar de 2007 a 2013, mas o comportamento se altera em 2014, quando as taxas aumentam. A evasão é maior nas escolas rurais, em todas as etapas de ensino. O Pará tem a mais alta taxa de evasão em todas as etapas de ensino, chegando a 16% no ensino médio." (INEP, 2017) grifo meu
FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA.


  SALÁRIO DE PROFESSOR

Print da página https://g1.globo.com/educacao

Uau! Aumento super fenomenal! Quase atinge 2,5 salários mínimos por 40 horas semanais! Pena que dos 5.570 municípios brasileiros,  55% NÃO PAGAM  o piso nacional;  dos 26 Estados e o DF- Brasília,  apenas 14  pagam o máximo... que não atinge o piso mínimo nacional!

"Entre os municípios de todos os estados, incluindo o Distrito Federal, que enviaram os dados, 2.533 declararam que pagam um salário aos professores de pelo menos o valor do piso nacional. Isso representa 45% do total de 5.570 municípios brasileiros."9

Com um diagnóstico deste: COMO MELHORAR A EDUCAÇÃO, SEM VALORIZAR O PROFESSOR?

Pare e respire e processe a informações antes de desvendarmos o tema uol-ENEM
*******

Sem valorizar o professor, como melhorar a educação? é a verdadeira questão que está por trás do tema UOL/ ENEM. Os alunos prestarão um super favor com suas ideias inovadoras ou não, para um "projeto de nação" ultra-neoliberal instaurado após destituição da presidenta Dilma, que congelou os gastos públicos por 20 anos. Primeira medida do governo Michel Temer-PMDB e aliados, PSDB, DEM, PR, PRB, PP ( e ainda 20 partidos e políticos envolvidos nos crimes da Lava jato, PT incluso) aprovando a Emenda Constitucional  PEC nº 241 (Câmara Federal) e PEC nº 55 (senado) em 13 de Dezembro de 2016.
Não existe nenhuma intenção de valorizar o professor que permanecerá trabalhando em condições materiais e de infra-estruturas precárias, salários indignos, desrespeitados por alunos e família, sem a mínima proteção à vida, ou ao assédio moral, bullying e cyberbullying oficiais e da mídia, alunos e famílias! MELHORAR E VALORIZAR  EDUCAÇÃO E PROFESSORES são ações que estão fora do horizonte político atual e de qualquer outro  se o atual governo permanecer controlando os três poderes, LEGISLATIVO, EXECUTIVO, JUDICIÁRIO, Ministério Público Federal incluso; com  todos os políticos corruptos e seus comparsas em cargos de primeiro ao último escalão. 
Se a melhoria da educação depender unicamente do VALOR DO SALÁRIO pago à categoria, não sairemos do lugar e ainda agravaremos o diagnóstico da educação no país até 2036.  A solução para a grave crise de banditismo que assola o Brasil não está na Educação nem no giz, quadro negro e mãos de professores!

"É inapropriado que um governo que não foi eleito proponha medidas tão radicais" Philip Alston, relator das Nações Unidas para Pobreza Extrema"

*******

O que melhoraria na Educação e na vida do povo brasileiro (classes médias também) que vive do trabalho o reles aumento de salário de professores? Acabaria com a corrupção no governo brasileiro? Acabaria ou diminuiria a violência geral e contra professores em particular? Claro que melhorar a educação no Brasil não depende unicamente do salário de professores nem o salário significa valorização  alguma se descolado da realidade brasileira de altíssima concentração de riquezas num grupo pequeno e um fosso abissal de desigualdade/disparidade econômica para o resto da população!

Mosaico a partir de www.google.com.br/revista Exame. Bilionários são uma dezena e milionários cerca de 4 dezenas, o restante da população, 207 milhões de pessoas vivem do trabalho e milhões passam perrengues para sobreviver.


Então COMO MELHORAR A EDUCAÇÃO, SEM VALORIZAR O PROFESSOR? virou tema de redação UOL para o ENEM?  Por que é essencial não valorizar o professor? Que tipo de educação melhorada se quer para o Brasil século XXI sem valorizar professores? E que tipo de ESCOLA e PROFESSORES são necessários para manter a expropriação e exploração do povo? Quais os VALORES que o "tema" busca escamotear invertendo o valor da educação e do professor para os brasileiros e roubando o "capital intelectual" [ideias] vindas dos alunos que estão se preparando para o ENEM?

********

Quanto vale um professor para o Brasil? 


Vale grandeza, reconhecimento, enaltecimento, apreciação, elogio, importância, valor e destaque mundial frente às grandes potências capitalistas que dividem o poder: Estados Unidos, China, Alemanha, Inglaterra, Japão, França, Rússia, citando as maiores potências de "primeiro mundo" que se esfolam nas disputas para controlar áreas  geoeconômicas, geopolíticas e geoestratégicas vitais ao imperialismo de cada uma e cada qual sobre o planeta. O Brasil é a potência da vez e de sempre pela sua vastidão de riquezas minerais, vegetais, animais, mão-de-obra, mercado consumidor e principalmente pelos vastíssimos campos de petróleo e gás natural descobertos na camada pré-sal, principais moedas geopolíticas nos planos de americanos, chineses, russos, etc!
Professores agregam valor, conhecimento, ciência e consciência, pensamento humano-sociológico-crítico-filosófico-científico ao povo brasileiro tratado como vira-lata, raça sub-humana, bando de macacos subdesenvolvidos; mostrando realmente qual é o valor da nossa gente, da nossa terra e a importância do país e da soberania nacional para não sermos vendido como reles escravos e colônia de exploração/expropriação aos "players" capitalistas nacionais e/ou estrangeiros como J. P. Lemann!
Quem quer mudar este quadro funesto da Educação e da visão negativa do povo sobre si mesmo? Os esquerdopatas, esquerdistas, partidos da esquerda, isto é, políticos ligados às ideias humanistas, igualitárias, de liberdade, socialistas, democrático-socialistas, comunistas, cujo maior destaque esteve ligado ao PCB, PC do B, PDT e PT, sendo este último,  quem durante 13 anos na presidência da República, teve como maior feito, atingir  e ELEVAR o moral do povo e fazê-lo ver seu potencial e orgulho de ser brasileiro, DE PERTENCER Á ESTA NAÇÃO. Embora com políticas  econômicas sociais frágeis  devidos às alianças e coligações com oligarquias conservadoras e poderosas e constantemente sabotadoras das políticas sociais e econômicas, principalmente a partir da eleição de Dilma Rousseff para segundo mandato.
O Petismo  e seu discurso populista não contrariou neoliberais nem banqueiros nem impediu privatizações e benesses para capitalistas nacionais e/ou estrangeiros. Seu maior erro histórico foi deixar o povo vira-lata  se sentir gente, cidadão, digno, criador e empreendedor! E isto foi imperdoável, uma verdadeira revolução: o grande enigma Lula/PT, nas palavras de Emir Sader.  
Manter o povo brasileiro fisiologicamente como gado reles, faminto material, educacional e espiritualmente, "procurando um doutor em algum lugar" e "um Brasil que come com talher de prata e outro que só come com a mãos" é a conditio sine qua non (essencial, necessária) para manter o status quo ricos X pobres; mansão X favelas; Eles X nós; Lula dos pobres X (?) dos ricos para 2018 e seculum seculorum (por todos os séculos), amem!



*******

Não valorizar os professores faz parte da geoestratégia e geopolítica econômica mundial desde o retorno neoliberal e da globalização dos mercados a partir do final  da God age nos finais  anos Sessenta nos países capitalistas do "primeiro mundo". Enquanto isso no Brasil a industrialização, além do "milagre econômico" do início dos anos Setenta, fez surgir uma classe média, o fortalecimento da classe dos professores, médicos  e profissionais da saúde, bancários, metalúrgicos, eletricitários, rodoviários, metroviários, portuários, construção civil, etc, e um "novo sindicalismo" de massa, combativo e também movimentos populares como o MST- movimentos dos Sem-Terra e ressurgimento, fortalecimento  e criação dos novos partidos de esquerda, entre eles o Partido dos Trabalhadores (1983).
Embora declarada "Década perdida", na verdade os anos Oitenta foram de grande efervescência política e cultural e econômica para alavancar os novos ricos ou ricos emergentes que fizeram fortunas com a hiperinflação de preços e juros e grande especulação na bolsa de valores que levaram à falência muitos empresários que entregaram seu patrimônio a preço de banana para os players, ou espalhadores de boatos que levaram à quebradeira geral de empresas, manipulando dados, um fenômeno mundial que virou filmes hollywoodianos como O lobo de Wall Street, estrelado por Leonardo di Caprio e recentemente A grande aposta (sobre a bolha imobiliária ou crise subprime em 2008- Estados Unidos e que se espraiou para a Europa em 2011); outro grande momento de altíssimas ganâncias!
1990 é o marco histórico da chegada do neoliberalismo no Brasil no jet-ski de Fernando Collor, que imediatamente abriu o mercado nacional ao estrangeiro e centrou fogo nas empresas estatais, no excesso de burocratização e nos funcionários públicos, um bando de marajás. As ordens neoliberais seguiram curso com FHC (1994-2002) atacando professores, médicos, aposentados (bndo de vagabundos) e privatizando empresas geoestratégicas, fase conhecida como A privataria tucana (PSDB) envolvida em muita  suspeita de corrupção e malversação do dinheiro público, lavagem de dinheiro e evasão do mesmo para paraísos fiscais.
 As armas usadas? Sub-investimentos em áreas chaves como saúde, educação, segurança pública, saneamento básico, transporte público, habitação, arrocho salarial da classe média, rebaixamento da renda mínima e transferência de renda para os ricos através de benesses e isenções fiscais, empréstimos bancários a juros podres  e instituindo as PPP's- parceria público privadas, onde o Estado entra com o dinheiro via BNDS e os empresários com ideias, projetos. Vide case Eike Batista, o serial entrepreuner.

********

Resultado de imagem para greve professores 2017
www.google.com.br/images. 2011. Minas Gerais. Uma greve de mais de 100 dias sem negociação! A educação e professores, intencionalmente desprezados pelo professor Antônio Anastasia, duas vezes vice-governador de Aécio Neves, duas vezes governador de MG, atual senador.

O TEMA PROPOSTO  Como melhorar a educação, sem valorizar o professor? é colocado para uma geração que pouco ou nada conhece da História e formação e evolução econômica-política-social-religiosa-cultural-folclórica do Brasil e da evolução da Educação no país que, até meados do século XX capengava! A geração Millenium nasceu na era globalizada, da  internet e com o espalhamento do computador pessoal competindo e derrubando o poder das TV's nos lares; era dos vídeos games, celulares, Google,  Orkut, Iphone, Smartphone, tablet, Twitter, blogs, Facebook, What's App, Instagran, RSS, etc, etc, etc. Um mundo ultra  high tech, acelerado, sem tempo para comer, brincar, conhecer gente de carne e osso e travar amizades; avesso a frequentar escolas antiquadas, caindo aos pedaços, desaparelhadas de novas tecnologias e de profissionais preparados para lidar com elas; em escolas que qualquer um pode ser professor solidário apenas com o quarto ano primário; sem banheiros, carteiras, bibliotecas, com professores e demais profissionais da educação desvalorizados, onde o "inssinú" é péssimo, pouco estimulante e criativo, usando linguagem caduca e alienígena para uma geração antenada, plugada 24H e mais do que nunca preocupada em ter uma grande ideia, criar startups inovadoras, ["uma startup é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza."], entregá-las a um bom preço, tornando-se milionário em pouco tempo e quiça um bilionário como Bill Gates, Steve Jobs ou Mark Zukerberg. O melhor da escola para esta geração são AS GREVES DE PROFESSORES POR SALÁRIO E MELHORES CONDIÇÕES E RELAÇÕES DE TRABALHO que veio se terceirizando através dos contratos de DESIGNAÇÃO ou temporários.

*******

Enquanto a reestruturação produtiva e privatizações iam causando desemprego em massa e enfraquecendo o sindicalismo dos setores primários, secundários, terciários, faltava quebrar o topete, à força do poder dos sindicatos e centrais sindicacais e associações ligadas à Saúde e Educação, dois ramos pertencentes ao serviço público. 
DESEMPODERAR OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE E EDUCAÇÃO se deu a partir dos finais dos anos Setenta e principalmente nos anos Oitenta e Noventa de forma abjeta e execrável com amplo apoio dos militares e amparo da mídia, destaque para as Organizações Globo. DESVALORIZAR o trabalho e a importância dos profissionais da saúde e educação foi fácil, rápido e impiedoso transformando as classes em vilãs, fazendo uso das greves longas, jogando diariamente em toda a programação de rádio e televisão, a população contra médicos e professores ou acusando as reivindicações trabalhistas como jogo politico. As greves eram apresentadas como de interesse das esquerdas, principalmente ligados ao PT. A "pá de cal" sobre estas categorias veio com redução de concursos públicos, "terceirização" ou aumento de contratos temporários, também conhecidos como designações. O resultado está no Censo do Inep, desde 2007,ano que se instituiu o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. O resultado de tais políticas resultou na precarização geral da Educação no Brasil, que teve um breve respiro nas políticas do Lulismo/Petismo, mas caíram em desgraça com a destituição de Dilma Rousseff em 31-08-2015. A nova reforma da Educação incita o desprestígio de disciplinas que podem levar o aluno a pensar, criticar, a se posicionar contra o establishment, isto é: "a ordem ideológica,  econômica, política e legal que constitui a sociedade, o Estado; e a elite social que controla a riqueza produzida pelo povo, controla a economia, o poder político" e claro, o povo! Eis a "escola sem partido", traduzida na eliminação de petistas em todos os setores da escola: da cantina à administração; do corpo docente e discente; negando aos alunos o direito de pensar, criticar, se rebelar e revoltar com o roubo e aviltamento da nação. Forjando tarefeiros, obreiros, "soldadinhos conservadores", vigilantes contra ideologias que pregam o pluralismo e a multi-diversidade racial, cultural, religiosa,  sexual, partidária, a democracia, a liberdade, o importar-se com o próximo; negando fatos históricos como as ditaduras militares ocorridas no Brasil de Vargas (Golpe de 1937-1945) e a ditadura das "vacas fardadas" ou militares (golpe de 1964-1984); pregando a inferiorização dos negros, mestiços, mulheres  e louvando intervenção militar ou intervenção norte-americano em solo brasileiro, desprezando nossa Constituição Federal e soberania nacional!






Fontes:

1.BRASIL. CONGRESSO EM FOCO. Tiririca. Francisco Everaldo Oliveira Silva é um arremedo de palhaço, cantor, humorista, usado como "puxa-voto", isto é, votos de celebridades ou de desabafo como aconteceu com o macaco Tião em 1989. Seu lema em 2010. Pior do que está não fica, o abestado e analfabeto alcançou 1.300 milhão de votos. "Acusado por um promotor eleitoral de ter omitido a informação de que era analfabeto, Tiririca teve de fazer um teste para comprovar que sabia ler e escrever (condição obrigatória para alguém disputar um cargo eletivo no país). O caso só foi arquivado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em novembro do ano passado. Os ministros da corte máxima do Judiciário brasileiro concluíram que ele tem “rudimentares conhecimentos de escrita e leitura” e que cassar seu registro seria uma decisão discriminatória."http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/tiririca-encerra-mandato-com-100-de-presenca-mas-sem-subir-a-tribuna/

2. BRASIL. Sobre a formação histórica do Brasil, especialmente sobre miscigenação ver: HOLANDA, Sérgio Buarque de . Raízes do Brasil.pdf; FREYRE, Gilberto. Casa-grande e Senzala. http://www.usp.br/cje/anexos/freire_gilberto_casa_grande_senzala.pdf  e RIBEIRO, João Ubaldo, Viva o povo brasileiro .

3. Bolsomínios, apelido dado aos seguidores e defensores da plataforma política de Jair Bolsonaro, deputado federal homofóbico, racista, misógino, armamentista ( supostamente lobbista de bilionários de indústrias de armas) e anti-Constituição Federal 1988 ao pedir intervenção militar e pregar ditadura militar num país que optou pela democracia e Estado Democrático de Direito. Bolsomínios faz alusão aos mínions, personagem do filme Meu malvado favorito que adoram seguir o mal e padecem de inteligência.

4.  BRASIL. MBL x ARTISTAS E OBRAS GLBT.  Exposição cancelada pela imposição e cerceamento e ameças do grupo MBL ao banco Santander que cedeu e cancelou a Exposição Queer Museu no Santander Cultural em Porto Alegre (RS) "A mostra, com curadoria de Gaudêncio Fidelis, reunia 270 trabalhos de 85 artistas que abordavam a temática LGBT, questões de gênero e de diversidade sexual. As obras - que percorrem o período histórico de meados do século XX até os dias de hoje - são assinadas por grandes nomes como Adriana Varejão, Cândido Portinari, Fernando Baril, Hudinilson Jr., Lygia Clark, Leonilson e Yuri Firmesa." Sobre repercussão internacional ver https://brasil.elpais.com/brasil/2017/09/11/politica/1505164425_555164.html

5. PARA ENTENDER O MBL é preciso saber quem está por trás do grupo financiando e dando  o treinamento para atuação através do Students for Liberty e Atlas Network. Veja https://ocafezinho.com/2017/07/27/imprensa-internacional-revela-ligacoes-da-nova-direita-brasileira-com-os-irmaos-koch/ "Reportagem do Guardian publicada ontem, enfatiza que diversos membros do MBL, um dos principais agentes dessa nova direita, responsável pelas manifestações de rua em favor do golpe, foram treinados e financiados por organizações que recebem fundos dos irmãos Koch, proprietários de indústrias ligadas ao setor de petróleo e derivados."

6. BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO/INEP. Censo Escolar da educação Básica. 2016. Notas estátísticas. Brasília-DF/fevereito 2017;  Censo da educação no Brasil, disponíveis no site da Fundação Lemann. http://www.fundacaolemann.org.br/dia-da-educacao

7. BRASIL. Sobre esta pesquisa ver: https://educacao.uol.com.br/noticias/2013/06/04/menos-de-1-das-escolas-brasileiras-tem-infraestrutura-ideal.htm,  http://simaojacinto.blogspot.com.br/2013/06/Esse é o resultado de um estudo feito pelos pesquisadores Joaquim José Soares Neto, Girlene Ribeiro de Jesus e Camila Akemi Karino, da UnB (Universidade de Brasília), e Dalton Francisco de Andrade, da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), intitulado "Uma escala para medir a infraestrutura escolar".

8. sobre o piso nacional salarial de professor ver https://g1.globo.com/educacao/noticia/piso-salarial-dos-professores-sera-de-r-229880-em-2017-afirma-ministro.ghtml,https://g1.globo.com/educacao/noticia/maioria-dos-municipios-nao-paga-o-piso-salarial-aos-professores-diz-mec.ghtml