Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 6 de maio de 2015

BRAZIL CORRUPÇÃO: SÓ TEM LADRÃO AÍ?


OBRAS PÚBLICAS: CAPITAL POLÍTICO...fatos e versões!
Resultado de imagem para charges corrupção brasil
www.google.com.br/images

Marina da Silva

Assim como o corpo humano é capital para indústria do sexo [adoção, prostituição, tráfico humano, banco de órgãos, filmes pornográficos, etc], a inteligência é capital intelectual, as obras públicas são o capital político! Moeda de barganha para financiar e comprar políticos, empresários, instituições.
Corrupção, malversação (o mesmo que desvio, roubo) das verbas públicas, fazem parte do cotidiano da administração da nação, estados e municípios brasileiros, em todos os âmbitos do poder e ganharam proporções incomensuráveis e absurdas nesta primeira década do século XXI, especialmente após a descoberta dos mega campos de petróleo e gás natural da camada pré-sal em 2007; que alavancou o PAC- programa de aceleração de crescimento, mais conhecido como Pacto Acelerado de Corrupção! Pacto e não programa visto que vigora um acordo tácito entre os vários políticos e partidos – que no Brasil chegam a mais de 30 siglas - com baixíssima distensão, dissensão e discórdia! Todos roubam o Erário e ninguém mais se incomoda com isso, principalmente os partidos e políticos paladinos da ética, moral, bons costumes, responsabilidade social, fiscal, ambiental e etc e tal também!
www.google.com.br/images. "Empreiteiras recebem R$8.5 por cada real doado a campanha de políticos"http://oglobo.globo.com/economia/empreiteiras

Obras públicas sempre foram capital político e alvo da ganância dos grupos que dominam a nação (caciques/coronéis, suas famílias e seus comparsas para os donos do poder- Odebrechet), só que no Brazil potência BBB dos Bric’s, a corrupção administrativa tomou proporções bizarras, sinistras, intoleráveis! Viramos literalmente o país dos “empreiteiros e empreitadas” que roubam a luz do dia milhões, bilhões de reais de obras públicas e “internam”, lavam, limpam, passam dinheiro sujo em paraísos fiscais!
2008: ano da crise financeira mundial que destruiu a economia americana e arrasou vários países da Europa foi, apesar de uma “marolinha” no Brasil, um tsunami nos cofres públicos! Medidas protetivas, estabilizadoras, corretivas, de socorro, seja lá qual for o nome dado, permitiram e estimularam a economia e uma hiper concentração de riquezas no pólo mais rico da sociedade!

As principais obras em andamento hoje no Brasil, ou já contratadas, nas quais "as quatro irmãs" estão envolvidas, somam R$ 138,7 bilhões, segundo levantamento feito pelo GLOBO."

FHC, Lula/ Dilma Rousseff (1994-2013), três presidentes, dois “governos”, mais de 20 anos de um mesmo programa: privatizações (doações de estatais), salvamentos de banqueiros, empresários, com destaque para setor automobilístico, sucroalcooleiro, ruralistas e empreiteiros; esmagamento da classe média, congelamento salarial, desregulamentação e flexibilização das leis trabalhistas, salário...mínimo, estímulo à terceirização de trabalhadores no serviço pública de todos os poderes, cooptação e enfraquecimento do sindicalismo, bolsa-esmola e concentração de riquezas! 
Se nos anos noventa, as ações do governo eram para proteger o Brasil do efeito “dominó” de crises especulativas que dissolveram o poder do Japão, destruíram as economias do sudeste asiático, México e Argentina as intervenções e doações seguintes justificaram-se pelo ataque terrorista aos EUA em 2001, a crise “sub-prime” dos EUA em 2008, a crise União Européia (2011/12) e até a crise do Chipre que raros mortais sabem localizar no mapa!
2010 embalado pelo ouro negro e gás do Pré-sal descoberta comunicada a população após partilha de vários blocos da camada para exploração - ex.: Eike Batista e OGX, Repsol -  e somente depois da  tentativa de roubos de dados da Petrobrás transportados pela empresa Halliburton em 2007, deu-se início a “farra do boi” com a escolha do Brasil para sediar os jogos da World Cup 2014 e Olimpíadas 2016!
A corrupção e roubo que estavam a todo vapor com o PAC 2007  [e com as medidas de “salvamento” da crise dos Estados Unidos 2008 do Brazil] foram incrementados e fermentados  pelos PAC Copa, Pac Olimpíadas, Pac infra-estrutura, Pac mobilidade urbana, Pac escambal!

“O esquema de transferência de água controverso sobre o rio São Francisco, um projeto de irrigação maciça que seria realizado no Nordeste, envolve justamente a empresa Gautama, cujo dono aparece no centro de várias tentativas de subornar deputados, senadores e governadores. Gautama da rede de corrupção está ligada a uma grande parte dos projectos propostos no âmbito do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento), prometida por Lula. O empresário Zuleido Veras, dono da Gautama, já é conhecido como "Marcos Valério do Nordeste", em referência ao executivo de relações públicas que estava no centro da teia de corrupção que explodiu em escândalos públicos em 2005.” operação navalha
“Megaoperação contra corrupção busca suspeitos de desviarem R$ 1,1 bi em 12 Estados” http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/04/09/megaoperacao-contra-corrupcao-busca-em12-estados-suspeitos-de-desviar-r-11-bi.htm

Somente o Pac Copa sugou cerca de 9 bilhões de reais em reformas e construção de estádios de futebol! Uma apologia ao concreto escancara a irresponsabilidade ambiental, a falácia verde e a transmutação de cimento, areia e brita em ouro do mais alto quilate, uma alquimia financiada pelo estado de corrupção! 
Se na era Vargas e ditadura militar [1930-45 e 1964-84] o dinheiro público sumia pelo ralo e as obras ficavam no meio do caminho ou sequer saiam do papel, no governo JK a corrupção ficou em níveis toleráveis e o país entrou de vez na era da industrialização, o que não foi totalmente interrompido pelos militares e seus planos de desenvolvimento. A partir da transição democrática (1985-90) e pela lança do quixotesco Collor, o cavaleiro neoliberal, o Brasil entrou de vez na era globalizada e os assaltos aos cofres públicos, antes velados, vieram à tona com todo o seu lodo! De 1990 aos dias de hoje temos leis de “responsabilidade” para tudo, mas cumprimento e fiscalização zero!
Resultado de imagem para pizza sarney corrupção
www.google.com.br/images.José Sarney, corrupção é nome de família! Aposentou rapidamente e saiu de fininho com a deflagração da operação Lava jato que cita entre corruptos seu partido e filha Roseana Sarney.

Muda-se o timoneiro, mas o navio continua comandado pelos ratos! Tudo aqui acaba em pizza! Esta expressão mostra o estado de banalização e naturalização dos ataques ao dinheiro público no Brasil! Licitações fraudulentas, obras superfaturadas e “meia-boca”, propinas, prazo de execução indefinido, ausência de fiscalização séria, expõe não apenas o desrespeito e descaso com a população, mas deixa claro que a democracia representativa no Brazil é pura ficção, os eleitos para representar e administrar para o povo e com o povo divorciaram unilateralmente da sociedade e “vem a nós” através de mídias fotoshop em tempo de eleição para conseguir um aperto de botão eletrônico que confirma a permanência de corruptos no poder! Afinal, satirizam: “Cada povo tem o governo que merece” mesmo que o povo suspeite que o ato eletrônico de apertar ou colocar dedão na urna é passível de fraude! Para onde vai o voto da gente? Será que eles não desviam o voto? Dúvida crucial.

 Resultado de imagem para urna eletronica fraude 2014
www.google.com.br/images. Mesmo que você esteja morto, o seu voto tá garantido nas urnas!

As obras públicas, antes “promessas” eleitoreiras que sequer saiam do papel, hoje, institucionalizadas, são cabresto eleitoral, servem para manipular a população e são fontes inesgotáveis de corrupção, fraude, desvio do dinheiro público! O “descumprimento legal” de execução de obras públicas tem dois papéis fundamentais: manipulação e garantia do voto de cabresto a cada dois anos, pois dá a sensação de que a cidade é um “canteiro de obras” permanente, forjado nos slogans “Fazendo mais”, “Fazendo melhor”, “Estamos trabalhando por você”, “A cidade não para de trabalhar”! O outro papel é deixar aberto por tempo indeterminado o escoadouro para fraudes e desvios do erário!

"Doleiro confirma pagamento de R$ 1 milhão a Gleisi Hoffman"http://oglobo.globo.com/economia/


_ Por que empresas brasileiras, empreiteiras especialmente, agem corretamente em outros países e se comportam desta forma no Brasil? Uma pergunta feita por Alexandre Garcia a Gleisi Hoffman, a super ministra de Dilma na casa civil.
_ Problemas de fiscalização...É a versão Gleise Hoffman, num risinho sarcástico e acrescento, desrespeitoso, para justificar conluios e vistas grossas do governo para com o assalto a nação!

"Embora as empreiteiras aleguem que hoje dependem muito menos de contratos públicos (governos federal, estadual, municipal e estatais), o ranking revela ainda uma forte dependência: 62% das receitas da Odebrecht, 35% da Camargo, 72% da Andrade e 100% no caso da Queiroz Galvão vêm de obras do setor público."

Fato é que nós queridos brasileiros e queridas brasileiras devemos rechaçar esta versão Hoffman política e aviltante do fato roubo em obras públicas e exigir julgamento, prisão, punição aos corruptos e devolução do capital roubado aos cofres públicos, inclusive o recebido por ela na denúncia do doleiro Yousseff- Operação Lava jato!