Postagens populares

Pesquisar este blog

sexta-feira, 14 de julho de 2017

BRAZIL POLITICAMENTE CORRETO: ESCOLHA A VISÃO POSITIVA DA POLÍTICA E POLÍTICOS.

BRAZIL: PREFEITO QUE NÃO É POLÍTICO?



https://youtu.be/dfDDfEtH2q4. Máfia...atleticana?
Marina da Silva

O Brasil possui 5570 municípios e nas últimas eleições para vereadores e prefeitos, muitos candidatos fizeram seu marketing político negando ser político ou pelo menos não ser O político tradicional muito conhecido do povo brasileiro. O político das promessas; aqueles políticos que compram votos com dentaduras, telhas, sacos de cimento, cesta básica; os políticos corruptos que roubam, mas faz como afirmava Paulo Maluf; político que só rouba; político que não tem nenhum compromisso com a população que o elegeu! Estamos repletos de políticos tradicionalmente corruptos, ladrões dos cofres públicos e neste século XXI o banditismo na política virou a regra da Nação! Vivemos grave crise de legalidade e constitucionalidade desde a deposição da presidenta Dilma Rousseff reeleita para o mandato 2015-2018.
Alexandre Kalil se elegeu prefeito de Belo Horizonte, uma das metrópoles mais ricas do país, capital de um dos mais ricos estados brasileiros, Minas Gerais ,pregando o que é impossível e anticonstitucional: "EU NÃO QUERO SER POLÍTICO, QUERO SER PREFEITO!" 
É impossível ser prefeito sem ser político e não cair na bizarrice ou ofender a inteligência dos eleitores! O que está por trás desta afirmação de muitos candidatos É UMA GRANDE MENTIRA!
Logo, Kalil mentiu e pior, é um político mentiroso que na política se alia com políticos corruptos, mentirosos e do time adversário!
www.google.com.br/images. Comissão de frente: senador  Zezé Perrela (cartola do Cruzeiro, investigado por corrupção),  senador Aécio Neves (corrupto, envolvido com crimes da Lava jato),  prefeito Kalil (cartola do Galo) e Eduardo Azeredo (crimes do mensalão mineiro).


Política é a arte de administrar e criar "verdades" ou discursos para justificar a dominação de grupos que controlam e se apossam das riquezas e do poder. Poder é dinheiro - dinheiro é poder! Muito dinheiro é igual muito poder para governar, administrar, roubar dinheiro dos cofres públicos (veja casos da operação Lava Jato) e controlar o povo! É através do "estado" (prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais, governadores, senadores, presidentes) que os políticos exercem o poder. O estado é um mal necessário, um Leviatã [demônio poderoso] nas palavras de Thomas Hobbes, para manter o status quo (corrupção, concentração de riquezas) através da estabilidade do corpo político (políticos presos à grupos dominantes) e corpo social (população).
www.google.com.br/images. Precisa-se de bom administrador, honesto, ético, moral, trabalhador e responsável com os habitantes da cidade que o elegeu! Simples assim.


Realmente não precisa ser gênio para ser prefeito ou ocupar qualquer altíssimo cargo público no EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO! Precisa ter dinheiro ou aliar-se com quem tem dinheiro e o poder do dinheiro; se o candidato tem dinheiro próprio ou não (muitos são comprados por grandes empreiteiras, banqueiros, ruralistas, igrejas, narcotráfico) suas chances de ter uma "vaga ou cadeira" no poder público são altíssimas e para este objetivo os candidatos fazem de tudo, os fins justificam os meios: usam mentiras, falácias, grosserias, crimes de ódio, intolerância, racismo, homofobia, misoginia assassinatos, corrupção, recebimento e cobrança de propinas, etc. 
Um exemplo fora do Brasil: Dolnad Trump, um político bilionário poderoso, mentiroso, racista, misógino e exemplo para candidatos às eleições presidenciais 2018, caso ocorram, como Dória (prefeito de São Paulo); Jair Bolsonaro (deputado federal); Luciano Huck (showman com amigos poderosos envolvidos nos crimes de corrupção como Aécio Neves, Sérgio Cabral) que disputam entre si qual  é o Trump brasileiro. Deploráveis!
A doutrina política deste tipo de político tem sua fonte em Maquiavel (1469-1527): os fins justificam os meios ou "fazer o mal para fazer o bem"; um doutrinamento apropriado do século XVI e que justificou atrocidades nos autoritarismos ideológicos e imperialistas de Hitler, Stalin, Mao Zedong, Nixon e nas ditaduras militares da América Latina, a título de exemplos.

Resultado de imagem para aristóteles animal politico
www.google.com.br/images. Pensamento de Aristóteles.

Se a política faz mesmo parte do "ser" humano, da natureza humana, qualquer candidato que se elege contrariando esta herança ontológica-histórica-filosófica do processo civilizatório só o pode fazer através de mentiras, mau-caratismo, oportunismo político.
Usar a visão ontológica negativa da política, isto é, crer que a política é uma coisa ruim e que todos os políticos são corruptos é fazer política e vem sendo usada desde a invenção da política pelos gregos! E isto porque  quem governa, administra e faz a política tal como a conhecemos são - tanto no mundo antigo como no feudalismo, na idade moderna e atualmente - os donos das riquezas, do dinheiro! 
Claro que existe o lado bom da política, administradores bons, corretos e o maior exemplo brasileiro de como administrar, representar os interesses da sociedade que o elegeu vem de Graciliano Ramos. Seus relatórios tornaram-se peças históricas e nada impede que sejam seguidos, tomados como exemplo. É a escolha que diferencia os políticos corretos daqueles que se auto vangloriam em ser politicamente incorretos, isto é, corruptos e ladrões dos bens e riquezas públicas.
Os cidadãos e cidadãs de uma cidade, estado, nação emprestam suas forças sociais em prol de todos, da administração justa e correta e esta força é apropriada e transformada em força política e usada, na maioria das vezes contra o próprio povo! 
Resultado de imagem para Moreira franco e doria
www.google.com.br/images. Dória e Moreira Franco. "Um dos braços direitos de Michel Temer nas mudanças econômicas do Brasil, sobretudo as privatizações e pacote de concessões, Moreira Franco voltou para a mira da Operação Lava Jato, após executivo da Odebrecht delatar que o atual comandante do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) recebeu R$ 3 milhões em propina em 2014. Em nota oficial, Moreira Franco nega a acusação, classificando-a como "mentira afrontosa"."




Ao longo da História do Estado Moderno o que vemos é a criação de paisagens de medo, terror, intolerâncias, raiva, ódio, mentiras, rancor, assassinatos nas disputas para chegar ao poder. No Brasil sempre que podem, as disputas entre oligarquias coronelistas fazem uso das forças armadas para se manter/revesar no governo. Nossa ligação com liberdade e democracia é fragilíssima e em períodos de "risco geopolítico e geoeconômico" entre as potências mundiais como ocorre atualmente [somos quintal, colônia e aliados do governo norte-americano] há toda uma geoestratégia, midiatização e manipulação propagandística clamando pela "ordem e progresso". Um exemplo histórico da Guerra fria foi o financiamento pelos Estados Unidos de golpes de estado e ditadoras militares em toda América Latina contra a ameaça comunista!
A deposição da presidenta eleita Dilma Rousseff tem pouquíssimo a ver com os programas sociais do governo Lula, das pedaladas fiscais ou a parca distribuição de renda para os milhões de pobres e miseráveis brasileiros via Bolsa-família. 
O que estava/está em jogo é a dominação geoestratégica e geopolítica dos megas campos petrolíferos e de gás natural do Pré-sal que vieram a público em 2007. O que poderia tornar o Brasil uma potência regional também o tornaria "a eterna promessa" nas manipulações do xadrez geopolítico mundial conduzidos pelas investigações dos crimes de corrupção da Operação Lava jato que vieram a público em março de 2014. Tudo foi conduzido para destruir o governo do PT d petistas!

"Eu crio o desemprego", foi uma bravata do presidente golpista Michel Temer, no encontro G20 2017 na Alemanha. Embora tratada como um erro gramatical, criar desemprego foi uma ação política planejada para desestabilizar o governo Dilma Rousseff desde 2010, empobrecendo a população, jogando o país numa grave crise tanto econômica como política, especialmente a partir da reeleição de Dilma e serviu para destituir a presidenta constitucionalmente eleita para dois mandatos: 2011-2014; 2015-2018 e impor as "reformas" trabalhista, previdenciária, lei da Terceirização e congelamento de gastos públicos sociais por 20 anos. O Brasil sofreu um golpe de Estado e um governo de bandidos, criminosos, corruptos apossou-se da nação. Todos os poderes estão altamente harmônicos e imiscuídos em crimes de corrupção.




Temer é denunciado por corrupção e se torna primeiro presidente a responder por crime durante mandato. Rodrigo Janot acusa Temer de atuar em conluio com Rodrigo Loures em crimes relatados pela JBS"https://brasil.elpais.com/brasil/2017/06/26/politica


Quando Alexandre Kalil diz "EU NÃO QUERO SER POLÍTICO QUERO SER PREFEITO" ele está apenas usando um estratagema político de marqueteiro especialista em analisar o ICP- índice de confiança nos políticos e política [no Brasil beira a zero] e criar um vocabulário próprio para o candidato, cartola de futebol e um nome aparentemente fora dos círculos políticos. O mesmo ocorreu em São Paulo com Dória que sempre teve estreitas relações com Moreira Franco, ministro de Michel Temer,corrupto denunciado na Operação Lava jato.




Resultado de imagem para kalil eu não quero ser prefeito
www.google.com.br/images. Parece brincadeira, mas quem elegeu Kalil foram os torcedores do Atlético e do Cruzeiro. A disputa no segundo turno foi entre o goleiro do Atlético e o presidente do Atlético! País do futebol...

Beagá vem padecendo com  a péssima administração do governo Márcio Lacerda [2009-2016] precisa se recuperar, descobrir seu valor, sua riqueza e beleza para exigir boa administração da cidade, não como uma empresa de quinta categoria a serviço de interesses escusos como nos casos da duplicação da Avenida Antônio Carlos, Cristiano Machado; renovação do Mineirão e o sistema de transporte público BRT, obras suspeitas de malversação do dinheiro público!

O que existe tem qualidade baixa, baixíssima, questionável: por exemplo o serviço de limpeza urbana a cargo de três empresas terceirizadas e que recebem fortunas para manter a cidade suja, sem capina, jardinagem, podas, etc. O que já deveria estar acontecendo desde o primeiro dia do governo Kalil que prometeu não fazer nada, não fazer promessas, apenas colocar para funcionar o que já existe!  
Estamos nos meses secos: Abril a Agosto. Hora de capinar, podar, jardinar, cuidar de praças, jardins, parques, DESENTUPIR os bueiros, rios, córregos, riachos para evitar as desgraças das enchentes que só servem para desviar o dinheiro público sobre mortes e prejuízos para o povo de BH.
Transporte público: a farsa BRT com passagens caras e ônibus velhos, muito velhos, caindo aos pedaços. Se há ônibus deste século XXI são poucos e sobra suspeita de negociatas entre os políticos e os empresários de transporte!

Resultado de imagem para bh enchentes
www.goolge.com.br/images. Aécio Neves, governador duas vezes de MG;  Lacerda, prefeito duas vezes de BH contabilizando prejuízos das enchentes e decidindo quanto desviar dos cofres públicos e manter a população no mesmo risco ano após ano!



Um prefeito e meros vereadores não podem ser superiores a nós cidadãos e cidadãs de Belo Horizonte e dos 5569 municípios brasileiros, assim como não devemos nos deixar enganar por meras e caríssimas e suspeitas propagandas para não lidar com a realidade do lixo, da população de rua, da violência contra nossos jovens,  contra moradores de favelas. E ainda gastos com propagandas inócuas contra doenças como Dengue, Zica, Chicungunha! 
Os problemas da cidade não podem ser tratados como caso de polícia: morte aos pobres, traficantes, viciados, favelados, moradores de rua! O problema da educação não é "terceirizar" trabalhadores via "designação", um insulto à CF/88. O problema da Saúde não é gravar desabafos na mídia e incitar a violência e assassinatos dos trabalhadores da saúde! 

Os problemas da violência não é substituir a tinta vermelha do jornalismo 0,25 centavos pelo sangue de jovens assassinados todos os dias na cidade! O problema do crack não é prender ou internar os viciados, é tratar como uma questão de saúde pública, não criminalizando os usuários e justificando mais violência. O problema dos moradores de rua não pode ser tratado tomando seus pertences ou colocando fogo em suas "casas"! Gente não é lixo, eles não são lixo de gente, lixo é riqueza, sobrevivência, cidadania! Não basta cantar de Galo e dizer que Beagá agora é  "terreiro" alvinegro.

Cabe agora ao prefeito que não quer ser político tradicional, o mau político desmentir a própria mentira administrando e governando, não para os que mais necessitam (grandes empresários do ferro e aço e concreto; comerciantes, especuladores, FIEMG, banqueiros, etc) e sim para cerca de 2.500 milhões de belo horizontinos! E nós podemos ajudar a administrar a cidade! Cultura, lazer, diversão, arte, comida, moradia, escolas, transporte público eficiente e humano, segurança pública, limpeza urbana, etc. Faça funcionar prefeito!

O poder da corrupção, da desadministração, da canalhice, dos maus políticos podem ser minados com o poder de ESCOLHA políticos honestos, bons administradores! É o mesmo que achar agulha num paiol? Vamos separar o joio do trigo!Frases pessimistas, maldosas, mentirosas, traiçoeiras repetidas milhões de vezes ao dia todos os dias nos enfraquece: "Cada povo tem o governo que merece; Foi o povo que escolheu o corrupto, Todo político é corrupto, sempre foi e será assim..."! ESCOLHA NOVAS FALAS!
Cidadania é resistência às mentiras, é exercício de inteligência fazendo uso de todo o potencial da internet; é filmar, fotografar, denunciar, jogar na rede o que está errado e cobrar e fiscalizar os políticos eleitos! Chega de abuso do poder! Cidadania vai muito além do que apertar BOTÃO CONFIRMA os políticos de sempre! 
VIVEMOS O MUNDO DA TECNOLOGIA E ERA INFORMACIONAL: vamos usar as redes sociais, formar correntes de resistência à banalização da corrupção e roubalheira! Não aceite discurso politicamente incorreto, pois é mais uma estratégia para manter tudo como sempre esteve desempoderando o voto dos eleitores E PIOR dividindo a população em ricos X pobres, brancos X negros; mulheres X homens; heteros X LGBTRAN; coxinhas X mortadelas e outras idiotices que quebram a nossa força quando somos muitos mais fortes juntos!
Nos crimes da Lava jato 28 legendas foram denunciadas e à época, 2014, praticamente todas as legendas existentes.
Vote na pessoa, no candidato; conheça o candidato(a) em buscas no Google; nos sites do Ministério Público, Tribunal Regional Eleitoral. Afaste de si velhos hábitos de eleitor: votar em qualquer um porque é obrigatório! Votar em corrupto porque todos são corruptos e chegam lá e viram corruptos.
Aposte no lado POSITIVO DA POLÍTICA, DO POLÍTICO HONESTO, ESCOLHA MAIS MULHERES, PESSOAS CONHECIDAS DAS COMUNIDADES. Pode ser que depois deste golpe nos tirem até o direito de VOTAR!