Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

BRAZIL: RUMOREJANDO COM JUCA ZOKNER.

http://rimasprimas.blogspot.com.br/

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I (De pelo menos uma dúvida crucial).
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “BRASÍLIA - O Banco Central está à caça de R$ 39,8 bilhões de multas que estão sendo cobradas de bancos e empresas, e que não entraram para os cofres do governo. O ‘Estado’ teve acesso à lista inédita dos principais alvos dessa operação judicial de recuperação de créditos, que inclui grandes empresas, bancos liquidados ou em funcionamento e times de futebol como Santos, Corinthians, Internacional, Fluminense e Atlético Mineiro” A maior dívida, pasmem, é do meu Paraná que está sendo cobrado em cerca de 31 milhões de reais, em multa de ilícito cambial, queRumorejando confessa que não sabe o que é, nem como, do quê e por quê. Quem souber, por favor, comentários no blog. Obrigado.


Constatação II
Até hoje Rumorejando não entende porque no início das partidas futebol não se coloca a gravação do Hino Nacional Brasileiro cantado, o que daria ensejo que o povo, autoridades inclusive, ou principalmente, aprendesse cantá-lo seja para não trocar estrofes ou para aprendê-lo de uma vez por todas. Assim, as pessoas cantariam com todo o fervor, deixando de fingir que estariam cantando ao somente mexer com a boca e talvez deixassem de espoliar o nosso país, mormente as autoridades que, muitos cínicos chegam a colocar a mão no peito durante a execução do hino... Vige!

Constatação III
Não se pode confundir notoriedade com autoridade, muito embora, quase sempre, a autoridade busca apresentar e se achar notoriedade de si mesmo.
Constatação IV(De um pseudo-soneto, contado pela gatona para as amigas, metida a fazer sonetos, como este assim chamado escriba).

              Novos tempos


Ele nunca chegava retardado
Sempre vinha no horário combinado
Na lapela um cravo avermelhado
Que o deixava chique e perfumado.

Me levava a um restaurante fino
Cujo prato principal era superdivino
Depois, se revelou excelente dançarino.
E nunca, jamais se mostrou cabotino.

Beijava a minha mão ao chegar
Abria a porta do carro pra eu entrar 
E merecia, por tudo isso, um laurel.

Somente mostrou um grave defeito.
Eu é que tive que falar meio sem jeito.
Aí, ele aquiesceu em me levar prum motel.


Constatação V
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “Insatisfeita com a proposta feita na segunda-feira pela presidente Dilma Rousseff para reacomodar o PMDB na reforma ministerial, a bancada do partido na Câmara ameaça se rebelar contra o governo e entregar os dois cargos que controla na Esplanada dos Ministérios”. Data vênia, como diriam nossos juristas, masRumorejandoacostumado pela prática, já não estranha mais tais reinvindicações, apoios, conchavos e outras medidas de tirar proveito em tudo e de todos que existem em nosso país. O que é lamentável que esses apoios todos, quando foram acertados com chefes de governo são feitos hipocritamente e sem que ninguém fique ruborizado com tal tipo de assertivas que não se pede nada em troca e que o que prevalece para o partido é o “interesse da nação”. VIGE!


Constatação VI
E já que falamos no assunto, outra afirmação dos governantes, políticos e demais donos da verdade e que, tampouco, não resiste à realidade dos fatos: “No Brasil não haverá apagão”. Segundo o site da Globo “Brasil registra 181 apagões desde 2011, mostra levantamento. Só em 2013, foram 45 interrupções com carga acima de 100 megawatts.
Na terça (4 de fevereiro de 2014), falha em linha de energia causou apagão em vários estados”. Vige!


Constatação VII
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “A Assembleia Legislativa de São Paulo comprou, na semana passada, em concorrência mais ampla, 94 carros para uso dos deputados estaduais pelo valor total de R$ 5,8 milhões. A aquisição ocorre pouco mais de um ano após a suspeita de direcionamento do primeiro edital aberto para a renovação da frota oficial da Casa. 
O Legislativo paulista, porém, não conseguiu vender 94 dos 150 veículos oficiais que fazem parte da frota atual, que no ano passado foi avaliada em R$ 2,9 milhões. A intenção era utilizar o valor arrecadado na compra dos novos automóveis. 
Segundo a Assembleia, esses carros serão leiloados após chegar a frota nova. Os deputados estaduais agora se deslocarão em um modelo Cruze, sedan da General Motors”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando não entende porque os deputados não utilizam seus próprios carros. Também Rumorejando se dá conta que os políticos estão às tintas com o movimento das ruas, com os privilégios a eles mesmos, com o desvio de recursos para seu – deles – beneficio, em detrimento de Educação, Saúde e Segurança para o povo e assim por diante. Quem souber a resposta para todas essas dúvidas – obviamente cruciais – por favor, comentários no blog. Obrigado.


Constatação VIII
E já que falamos no assunto (Fonte: Facebook): No borrado em preto a palavra é ‘censurado’.



Constatação IX (De mais um pseudo soneto).
         Tempos modernos
O casal estava num idílio amoroso
Reciprocamente se idolatraram
O relacionamento deles ficou famoso
E, por isso, muitos casais se formaram.

O fato em si não era um caso isolado
Em todas as épocas já havia sucedido
Chamou a atenção de um cara divorciado,
Que estranhou peremptoriamente o acontecido.

Ser feliz nesses tempos e/ou num dia atual
Com a insistência que se aumente o “ter”
Não é para qualquer pobre e simples mortal.
É preciso ser regiamente bem assalariado
Que não se preocupe com o importante “ser”
E queira viver sempre com dívidas atolado.

Constatação X
Três argentinos, dentre muitos, de quem eu sou grande admirador: O atual Papa, o jogador Messi e o Quino pai da Mafalda. Três argentinos, dentre muitos, de quem eu não sou e não fui admirador: A(O) presidente Kirchner, Maradona* e Peron.
*Assim como o Pelé, admirador só como jogador de futebol.

Constatação XI
Não se pode confundir renda com ronda, muito embora o que existe gente, mormente políticos, fazendo ronda para obter indevidamente o dinheiro público, a fim de melhorar a sua – deles – renda, não está escrito em nenhum gibi, dicionário, vade-mécum, compêndio, livro didático e por aí afora...

Constatação XII (De uma dúvida crucial).
Por que será que não se faz auditorias nos gastos do governo, nos empréstimos do BNDES para a construção e/ou ampliação de campos de futebol e por aí afora? Quem souber, por favor comentários no blog. Obrigado.

Constatação XIII (De mais um pseudo-soneto).
Correção do salário do legislativo.
Naturalmente com efeito cascata.

A Copa do Mundo já está chegando
Para aplacar algum put, digo, iracundo
Que ficou sozinho a falar, gesticulando,
Por, receber no hospital, um não rotundo.

Falta de vagas e principalmente de vergonha.
Por que ninguém resolve essa eterna situação?
Será que não há governante que se disponha
Providenciar melhoria em tal e na Educação?
Essa dúvida que já passou, a tempo, de crucial,
Parece não preocupar a Situação e a Oposição
Que deve considerar apenas um problema banal.
A Oposição quando teve o mando, o poder nas mãos,
Tampouco tratou da premente, aflitiva, urgente questão.
Ah! Vem aí novo salário de autoprivilegiados cidadãos...

Constatação XIV
E como dizia o obcecado convencido pra obcecada modesta: “Não é por nada, não, mas eu sou grife de luxo”.
E como contestava a obcecada modesta: “Não é por nada, não, mas eu te vejo como uma grife de lixo”.

Constatação XV (Quadrinha para ser recitada agora no começo das aulas).
Tomara que a professora não dê alguma aula chata
E o assunto não seja nem um poucochinho maçante.
Para chamar nossa atenção ela seja bem diplomata
E não nos ponha de castigo em nenhum instante.

Constatação XVI (Quadrinha para ser recitada antes do carnaval que se avizinha).
Este ano eu vou sair fantasiado
De político ou governante honesto.
Nos quatro dias poderá ser divisado.
A minha maneira de fazer protesto.

Constatação XVII (Quadrinha para ser recitada no execrável horário político que está prestes a começar).
Se você, candidato, não quer ser taxado de filho daquilo,
Largue mão de fazer promessa que seja a mais pura balela.
Abandone o teu guru de quem você se considera pupilo,
Porque, até hoje, não existiu político que não seja meia-tigela.

Constatação XVIII (Quadrinha para ser recitada na Organização das Nações Unidas – ONU, que deveria promover a paz no mundo sem vetos de algum país no Conselho de Segurança).
Vamos parar com as empulhações e frases patrióticas,
Que corroboram para que haja guerras e conflitos.
Pensar seriamente em eliminar as situações caóticas:
Eliminar distorções e a miséria como principais requisitos.

Constatação XIX
A atriz
Sempre quis
Um chamariz:
Usou uma flor-de-lis
Um vestido tamis
E um sapato gris
Tomou chá com anis
Para ficar magra na apresentação.
Mas não teve consagração:
Pouco capricho na atuação
E excesso de batom.
Repertório nada bom.
Ficou desapontada,
Abalada,
Triste e amuada.
Coitada!

Constatação XX
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “Felipão quebra a cabeça atrás de centroavante para a seleção”. Data vênia como diriam nossos juristas, mas será que o nosso técnico da seleção não poderia aproveitar o embalo e procurar, também político decente em nosso país? Quem souber se ele pode ou não, por favor, comentários no blog. Obrigado.

Constatação XXI
Também deu na mídia e também no Estadão: “Ministério cria força-tarefa e cidade que não pagar auxílio sairá do Mais Médicos. Após Estado revelar falta de pagamento de auxílios municipais, ministro diz que cidades terão 15 dias para acertos”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que o último município que sair que apague a luz. Vige!

Constatação XXII
Também deu no Estadão: “Lula enfrentará rivais para poupar Dilma até a Copa.
Segundo estratégia petista, ex-presidente usará discursos em eventos estaduais e vídeos em um canal da internet para tratar dos assuntos mais espinhosos e responder a opositores; ideia é que Dilma se concentre mais na administração". Data vênia, como diriam nossos juristas, mas quem será que nos poupará de Lula e de seus rivais?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
Site: www.rimasprimas.com.br