Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

BRAZIL: B-9-LINHA OU R9

CAPTCHA 
www.google.com.br/images. R2-D2 .  Guerra nas estrelas


                                                                        Sérgio Antunes de Freitas 


Não é a primeira vez que reclamo das dificuldades para se chegar a páginas eletrônicas na Internet.
E também não sou o único.
 A senha já é uma segurança, mas os meninos programadores inventaram a segurança da senha, ou seja, a segurança da segurança, para qualquer caso, mesmo sendo acesso a um local de fofocas televisivas.
 Em uma rede social, encontrei um caso desses, que transcrevo de memória, para quem não viu: 
- Crie uma senha 
- repolho 
- Sua senha deve ter pelo menos uma letra maiúscula 
- Repolho 
- Sua senha deve ter no mínimo 8 letras 
- Repolhos 
- Sua senha deve ter pelo menos um dígito numérico 
- 1 Repolho (palavrão) 
- Sua senha não pode ter espaço em branco 
- 1Repolho,(dois palavrões) 
- Sua senha não pode ter sinais de pontuação) 
- 1Repolho(vários palavrões) 
- Esta senha já existe, procure outra. 
Esses meninos programadores de informática não têm noção, ou não tem limites, ou não tem inteligência, ou não tem amor ao próximo. 
Há uns quinze anos, inventaram o tal do "captcha", com o objetivo de se evitar o acesso de programas automáticos, invasores de páginas com diversas finalidades, como a disseminação de "spam" por exemplo.
 "Spam", para quem ainda não sabe, é uma mensagem eletrônica não desejada, uma espécie de mala direta massificada. Às vezes, com o objetivo de inocular vírus nos computadores dos incautos. 
"Captcha" são aquelas letrinhas tortas, com um risco no meio, para se evitar que programas consigam interpretar os caracteres automaticamente e quebrar a segurança do acesso. Quando você quer enviar uma mensagem em páginas com "captcha", aparecem as letrinhas com defeitos, antecedidas pela frase: "Prove que você não é um robô".
 Tentei fazer um comentário em uma página dessas e não consegui. 
Aparecia o conjunto e era impossível discernir se a letra era maiúscula ou minúscula. 
Quando arrisquei, errei e apareceu outro conjunto.
 Novamente, arrisquei a letra M, mas era a letra W. Mais uma tentativa, arrisquei o I maiúsculo, mas era o L minúsculo. 
Ainda fiz uma última tentativa heroica e arrisquei um zero, mas era a letra O minúscula provavelmente. 
Como diria um antigo humorista, "eles capricham"! Desisti. 
www.google.com.br/images.Do filme  AI_Inteligência artificial, o robô B-9-linha, mais conhecido como Sérgio Antunes de Freitas. rsrsrs


Comuniquei minha derrota para a minha amiga, responsável pelo "blog", e outra amiga me explicou:
 - Oras, então, você é um robô! 
Obrigado, minha amiga! A partir de agora, pode me chamar de B9', B-nove-linha, como seqüência do robô da série Perdidos no Espaço, meu guru mais recente. Ou, seguindo a moda dos jogadores de futebol, pode me chamar de R9, que é a abreviatura de Repolho9. 
Não quero problemas com aqueles meninos! 


Sérgio Antunes de Freitas 2 de Fevereiro de 2014