Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 30 de setembro de 2012

BRAZIL: RUMOREJANDO COM JOSÉ[JUCA] ZOKNER





Rimas Primas - José Zokner (Juca)



Constatação II
Levantou-se um murmúrio
Quando adentrou no recinto
Aquele político espúrio
Com ares e pinta de distinto
E que proferiu o perjúrio:
“Quem eu ? Eu nunca minto!”.

Constatação III

Não se pode confundir cambada com lambada, a dança que sumiu da face do território brasileiro, muito embora na lambada andava-se exagerando nos, digamos, trejeitos. Agora, sejamos realistas: a turma exagera em qualquer circunstância a começar pela profusão de bumbuns na televisão. Essa assertiva, a bem da verdade, é, como o título denomina, uma constatação. Nada a ver com condenação. Afinal, Rumorejando sempre se posicionou contra a censura...

Constatação IV

E como filosofava aquele senhor idoso (rico é idoso; pobre, é velho): “Tá certo que quanto mais se vive, mais se aprende, mas também quanto mais se vive mais se esquece o que se aprendeu”.

Constatação V

E já que falamos no assunto, o meu velho e grande amigo Sigurd Bach, lamentavelmente já falecido, autor do livro Goethe Pensamentos, Frases, Aforismos lembra a máxima (ou a mínima, depende do ponto de vista de cada um) que "à medida que se envelhece, tem-se cada vez mais prazer no trabalho e cada vez mais trabalho no prazer". E se referindo ao dito de um seu professor, que, quando tinha pouco mais de 60 anos, dizia "um sexagenário tem muito mais de genário. . . "
Constatação VI
Não se pode confundir béstia, que quer dizer “discurso despropositado” com véstia que, também de acordo com o Aurelião, é “Espécie de casaco curto, folgado na cintura; Casaco de couro usado pelos vaqueiros; gibão”, muito embora tá cheio de político que anda na pinta e só diz disparates. A recíproca, para esses casos elegantemente asneirentos, não é necessariamente verdadeira.
Constatação VII
Deu na mídia: “Chávez deixa Lula esperando 10 minutos no avião”. Rumorejando, data vênia, como diriam nossos juristas, ta começando a achar que o presidente da República da Venezuela não é muito pontual, ou existe alguma explicação freudiana para tal procedimento. Prometemos averiguar a respeito e, quando tivermos as conclusões, trataremos imediatamente de informar aos nossos prezados leitores.
Constatação VIII
aqui vai a homenagem de Rumorejando a Isidoro Loi que publicou, há muitos anos atrás, em “La columna de Isidoro”: “Epitáfio en un cementerio peruano: Aqui yacen los restos de Pérez Salvador, chofer y de los buenos, que pisó el acelerador en vez de pisar los frenos”.
Constatação IX
Deu na mídia: “Uma pesquisa feita por pesquisadores israelenses e norte-americanos revela que homens que bebem regularmente certa quantidade de álcool podem ter menos risco de ter um ataque cardíaco”. Taí, gente boa, a desculpa que estávamos precisando. Nossa eterna gratidão aos cientistas.
Constatação X
Deu na mídia: "Os consumidores das classes A e B se mostram incomodados com algumas consequências da ascensão econômica da classe C, que passou a comprar produtos e serviços aos quais apenas a elite tinha acesso. É o que apontam dados de uma pesquisa do instituto Data Popular feita durante o primeiro trimestre, com 15 mil pessoas das classes mais favorecidas, em todo o Brasil".
Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha a distribuição, ainda que incipiente em nosso país, ta deixando muita gente incomodada. Vige! 

Constatação XI (Ah, esse nosso vernáculo).

“Mais cedo ou mais tarde, eu gostaria que você viesse a minha casa. Venha cedo, à tarde, mas não tarde, hein!”

Constatação XII

Deu na mídia: “Caminhão de maçãs levava 200 quilos de maconha”. Data vênia, como diriam nossos juristas, do jeito que a coisa vai indo e ta ficando, é mais fácil um caminhão de maconha levar maçãs do que o revés.

Constatação XIII

Quando este assim chamado escriba colaborava no jornal O Estado do Paraná saiu o seguinte comentário: “É funesto para a nação o instituto do fórum privilegiado, assim como esse malformado recurso da renúncia, através do qual eventuais facínoras podem preservar seus mandatos”. Dúvida crucial: Faz quinhentos e tantos anos que tem sido assim, por que haveria de mudar ? Se alguém achar que realmente poderá mudar,Rumorejando sugere que leia A velhinha de Taubaté do escritor gaúcho Luiz Fernando Veríssimo. E a propósito: O prezado leitor sabia que, de acordo com a legislação, ex-presidente tem direito de seis a oito assessores pagos pela viúva ? E viva “nóis”!

Constatação XIV

Não sei se é despeito,
Inveja ou o quê
Só sei que não é direito
Fazer de mim um bilboquê.
Constatação XV (Pseudo-soneto para uma gerente não nominada).

               Sigilo bancário

A minha gerente de um banco x, a Beltrana,
Todo dia, todo ano, todo mês, toda semana,
Me pede para eu aplicar algum tutu, uma grana,
Achando que eu sou rico, bem abonado, um bacana.

Eu faria isso se tivesse suficiente numerário
E não fosse um pobretão, um mísero proletário,
Mas ela enfatiza que é primordial e necessário
Manter um caixa elevado e não o contrário.

Nas minhas aplicações, eu nunca pedi reciprocidade
Que para mim é uma trágica, terrível calamidade,
Pois sempre vivo num bagaço desesperançado.

Sou um ‘classe média’, pagando alto imposto à nação,
Que não aplica em Infra-estrutura, Saúde e Educação,
Daí, não posso atender a Beltrana no seu amável chamado...

Constatação XVI (De outro pseudo-soneto).

               E viva o doce amor!

Quando ela estava nua na frente do maridão,
Ela ficava com muitas cores, mais rubicunda*,
Mormente nas faces e na bund, digo, cacunda
Pois sentia vergonha do seu fogo, da sua tesão.

O casamento tinha tudo para um ótimo suceder,
Porque ele era, em matéria de sexo, um obcecado
E por não ser rico, ficou com a pecha de tarado.
Bem, juntaram a fome com a vontade de se comer.

Essa mutua sensualidade, esse ímpeto, esse furor
Atenuaram, em muito, a timidez dela, o seu pudor,
Fazendo, ela, vencer um eventual constrangimento.

Os gemidos de ambos foram de uma intensidade tal
Que provocaram nos vizinhos uma preocupação geral
Mas pra eles passou a ser também um doce passatempo...
*Rubicundo = adjetivo
bastante avermelhado; rubro; rúbeo; rúbido (Houaiss)
Constatação XVII
A semelhança, ou melhor, a dessemelhança entre uma sogra e um escoteiro é que este faz, pelo menos, uma boa ação todos os dias...
Constatação XVIII (A poluibilidade* idiotice da Humanidade. Apenas 10 exemplos. O leitor que quiser acrescentar outras idiotices, as mesmas serão devidamente publicadas).
1. A falta de respeito por pessoas, animais e plantas (Exemplo recente: o imbecil rei da Espanha matando elefantes na África);
2. As reuniões dos G8, G20 da vida que deveriam, pelos resultados inócuos, virarem Gzero que daria absolutamente no mesmo;
3.O infinito desrespeito ao Planeta Terra;
4. O eterno preconceito religioso, racial, das minorias (mulheres, homossexuais), e outros tantos;
5. A deificação do Mercado;
6. As firulas jurídicas, beneficiando criminosos de quaisquer espécies, principalmente corruptos;
7. A deterioração da Segurança, do Ensino e da Saúde;
8. O salvem-se quem puder com o execrável acumulo da riqueza na mão de poucos, decretando, entre outros, a eliminação da solidariedade;
9. A famigerada especulação financeira que deveria, de uma vez por todas, ser taxada para melhorar a distribuição de renda;
10. O desprezo pela vida, no trânsito, por exemplo, ou nos esportes violentos tipo Box, vale tudo, etc.
*Poluibilidade = substantivo feminino, qualidade ou condição do que é possível; maculabilidade (Houaiss).
Constatação XIX
Deu na mídia, mais especificamente no site da Globo: “CarenSouza, do programa ‘Malícia’ posou para o Paparazzo em ensaio que vai ao ar neste sábado, 15 de setembro. Nos bastidores, ela falou sobre suas preferências quando o assunto é paquera. Gosto de barba roçando e homem com atitude”. Rumorejando, que sempre se preocupa em melhor informar aos seus leitores, quando se trata de assunto de transcendental importância para o futuro da Humanidade, se compromete a tentar averiguar em que lugar que ela se referiu quando afirmou que gosta de barba roçando e qual atitude que ela espera dos homens.

DÚVIDA CRUCIAIS, VIA PSEUDO-HAICAIS.

Dúvida I

A bolina bucólica
Provoca reação metabólica,
Mas pode também dar cólica ?

Dúvida II

Quando na mulher dá um estalo
O marido sempre sofre
Um baita dum abalo ?

Dúvida III

Todo cacique
Quer que seu mandato
Espiche ? Estique ?

Dúvida IV

É muito nobiliárquico
Pôr tudo abaixo
Num sentido anárquico ?

Dúvida V

É muita desavença,
Após 10 derrotas seguidas,
Dar, ao técnico, dispensa ?

Dúvida VI

Dão muitos dissabores
As contas apresentadas
Pelos doutos doutores ?

Dúvida VII

É um baita mistério
Porque a torcida diz ao juiz
Tanto impropério ?

Dúvida VIII

Ele se sentiu eufórico
Quando a sogra foi embora
Com um ar fantasmagórico ?

Dúvida IX

Tem que ter muitas virtudes
Para agüentar
Comportamentos rudes ?

Dúvida X

Foram tiros de misericórdia,
Os dribles do Neymar,
Que deram ao Santos a vitória ?

Dúvida XI

É muito devaneio
Que alguma herança
Nos venha pelo correio ?

Dúvida XII

É falta de objetividade
Apregoar as vantagens
Da castidade ?

Dúvida XIII

É muita chacota
Que o salário mínimo
Dá uma boa nota ?

Dúvida XIV

É preciso muita tenacidade
Para não tropeçar e cair
Nas calçadas da nossa cidade ?
Dúvida XV
O meu Paraná joga mal
Só quando o jogo é fora
Ou de modo geral ?
Dúvida XVI
Quando o governo baixa
Uma tarifa como fez com a elétrica
É sinal que ele está com sobra de caixa ?
Dúvida XVII
Ter filho morando no exterior
Quer dizer que o nosso país
Vai mal a todo vapor?
Dúvida XVIII
Cantar uma mulher em prosa e verso
Não deixa de ser outra maneira de cantá-la
O que pode redundar em algo adverso?
Dúvida XIX
Mulher turbinada
É sinal que quer
Impressionar a rapaziada?
Dúvida XX
E se turbinar também a poupança
É sinal que ainda não perdeu
A expectativa, a esperança ?