Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 8 de junho de 2011

AVE CESARE BATTISTI!

BATTISTI: A COISA É NOSTRA!
Marina da Silva

Ou era para ser até que uma disputa de ego midiático agudo de uma elite jornalística resolveu ter uma crise de auto-afirmação e impor sua paz (de voz comandada) que reina há anos, desde o fim da ditadura militar e começo do império do pensamento único ou 1,99. Um domínio não somente nos meios de comunicação, diga-se de passagem, mas principalmente nele, um meio geoestratégico vital que controla e dita as informações doadas aos brasileiros.
E um probleminha de nada, doméstico, de asilo político ou não a Cesare Battisti _ “ex-militante de extrema-esquerda” da PAC- Proletários Armados pelo Comunismo _ virou um qüiproquó dos diabos com a Itália e o mafioso Sílvio Berlusconi, seu maestro.
99.99% dos brasileiros, uns 192 milhões de indivíduos, se perguntados fossem quem é Battisti, de cara responderiam: um atacante do Milan, o artilheiro argentino Batistuta, o Batigol, um confinado do BBB11 ou uma personagem destas novelas globais de imigrantes italianos!
Mas o que passaria despercebido aos brasileiros virou mania nacional, ou seja, novela! O Brasil tomou conhecimento do “ex-terrorista da esquerda italiana” e “assassino” Battisti vivendo nas terras brasilis em janeiro de 2009 quando Tarso Genro, ministro da Justiça, contrariando uma patrulha de justiceiros concedeu status de refugiado político a Cesare, ex-ativista italiano, apresentado pela mídia, sabe-se lá porque, como um mero assassino terrorista sanguinário vermelho, cruzamento do nazista Josef Mengele com Osama Bin Laden.
Berlusconi apelou, gritou, xingou e apoiado na mídia “de um país de dançarinas” (leia-se prostitutas) que pôs lenha e pilha, um erro capital (a decisão de um ministro foi contestada no STF-Supremo Tribunal Federal) quer a extradição de Cesare a qualquer custo e pra ontem, o que agride mortalmente nossa Carta Magna gerando uma crise de soberania, ferindo princípios fundamentais de nossa Constituição de 1988 (Art. 1º, inciso I; Art. 4º, incisos I,II,III,IV,VI,IX e especialmente inciso X) e a legislação sobre asilo político, refúgio, Lei n° 9.474/1997, que “define mecanismos para a implementação do Estatuto dos Refugiados de 1951, e determina outras providências”:

“Art. 1º Será reconhecido como refugiado todo indivíduo que:
        I - devido a fundados temores de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade, grupo social ou opiniões políticas encontre-se fora de seu país de nacionalidade e não possa ou não queira acolher-se à proteção de tal país”;

Celso de Melo, ministro do STF à época dizia “não ser incoerente mudar a lei de refúgios” para atender Don Berlusconi.
Pode  Berlusconi, chefe de uma nação que é menor que Minas Gerais e três vezes menos populosa que o Brasil, este sim, uma das seis maiores potências do planeta na atualidade _ o sétimo PIB (Produto Interno Bruto) no ranking mundial em 2007 _ passar incólume por cima de nossas leis e nossa Carta Maior? Claro...que não!!!
E é este incidente diplomático _ levado ao paroxismo pelos ditos donos da verdade, os papas da intelectualidade brasileira (auto-intitulam-se Aristocracia intelectual) e seu complexo holofote _ que deve ser enfrentado pelo nosso Supremo Tribunal Federal.
Um tiro no pé que saiu pela culatra e atingiu os fundilhos de Berlusconi, um verdadeiro pé no saco, que resolveu dar uma de poderoso chefão sobre o Brasil acionando o Parlamento Europeu para ter na bandeja a cabeça do Battisti.
Como o Brasil deve se posicionar sobre este assunto, uma vez que a ação de um Ministro de Estado da Justiça foi desqualificada pela mídia? Abaixar a cabeça postar-se de quatro, levar um sermão passando por cima da própria Constituição e leis enfiando o rabo entre as pernas, a viola no saco deixando o Parlamento Europeu e Sílvio palpitarem num Estado de Direito que sequer é membro da UE-União Européia?
O Parlamento Europeu deve dar pitaco, se tiver jurisdição, somente na sua jurisdição, ou seja, nos 27 países membros da UE! E agora José?
Como diria Lula, se lhe fosse dada oportunidade: esses caras f...geral com a bicicleta! Eles que refaçam seu discurso e mostrem o que o homem realmente é ou rebolem para que ele seja: um criminoso camaradas, oops, companheiros, mas político vá bene!
E como há males que vem para bem... Bem vindo de volta à cena o pensamento crítico, coerente, compromissado com a verdade e a luta pela liberdade! E Xô essa paz sem voz (pela ausência de liberdade, pelo terror e violência das armas) e a paz com voz (submetida, covarde, genérica e falsificada) que já há bastante tempo jogou no marasmo e mesmice nossa imprensa tornando-a sem sentido ou razão de ser, vivendo e vendendo uma informação descaracterizada a partir de 1,99!
“O ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, confirmou na manhã de hoje (31) que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu não conceder extradição ao ex-ativista de esquerda italiano Cesare Battisti.” 31-12-10

“O presidente Lula encerra o mandato com uma decisão vergonhosa — a de não extraditar o terrorista e assassino Cesare Battisti para a Itália, como mandaria a legislação, o bom senso, o sentimento de justiça e as relações com um país amigo” R. Setti. Revista Veja. 07-01-11.

“O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, determinou hoje que o ex-ativista italiano Cesare Battisti permaneça preso na Penitenciária da Papuda, em Brasília (DF). Peluso rejeitou o pedido dos advogados de Battisti para que ele fosse solto, já que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em seu último dia de governo, decidiu que o ex-ativista não deveria ser extraditado para a Itália. No despacho de três páginas, Peluso mantém a prisão e, diante da urgência do assunto, determina que o processo seja encaminhado ao relator do caso no STF, ministro Gilmar Mendes, “que reapreciará os pedidos se for o caso”. 06-01-11
08-06-2011. “O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) validou nesta quarta-feira (8) a decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de negar a extradição do italiano Cesare Battisti. Por 6 votos a 3, a Corte determinou expedição de alvará de soltura ainda hoje. Ele está preso em Brasília. Com o resultado, Battisti ficará no Brasil e caberá ao Ministério da Justiça regularizar sua situação.” E viva nóis!