Postagens populares

Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 23 de maio de 2014

BRAZIL: RUMOREJANDO COM AMOR E PRIMOR NA Nossa Língua Portuguesa1

RUMOREJANDO



PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES
Constatação I (De uma dúvida crucial).
Será que uma reunião de sereias a gente também chamaria de um cardume? E se no papo delas correr uma fofoca será que seria para falar mal de determinadas focas. Não os dos jornais (Perdão, leitores).
Constatação II
Depois de ter aprendido com a filha como se faz para achar o nome de uma pessoa como seu respectivo número que já está gravado no celular para telefonar para ela sem que seja necessário repetir os números como sempre fazia, o pai agradeceu e disse: “Minha filha, nunca se meta com gente burra para não perder o seu tempo”. A mulher que estava escutando, exclamou: “Puxa vida, ninguém me deu este conselho há quarenta e tantos anos atrás...”
Constatação III
Este assim chamado escriba, confessando a sua ignorância dos termos e expressões que assaltaram alguns meios de comunicação, em idiomas que não correspondem ao que aprendeu aqui no nosso país, chamado língua portuguesa, solicita encarecidamente que se retorne ao nosso rico idioma. A razão do pedido é por não conhecer as expressões que estão sendo usadas – e que não são necessariamente as técnicas – a fim de que pessoas, a nossa semelhança, possam participar de conversas, papos, diálogos e assim por diante. Humilde e confessadamente agradece as providências que se fazem mister. 
Constatação IV
Dois fatos antológicos voltados ao futebol: A frase de Romário se referindo a Pelé que o havia criticado: “Calado é um poeta” e a atitude do jogador Daniel Alves ao comer a banana que foi atirada por um torcedor do Villa Real. Aguarda-se um terceiro, porém nada do tipo “vamos levantar a cabeça” ou “futebol é uma caixinha de surpresas”. Vige!
Constatação V
Não se pode confundir cópula com cúpula, muito embora a cúpula que nos governa e os que nos governaram sempre nos fod, digo, usaram a cópula em cima do povo brasileiro, excetuando-se os amigos, parentes, partidários naquele velho esquema: aos amigos tudo. Vige!
Constatação VI
Será que os bancos não contratam mais pessoal para ter lucros de cerca de quatro bilhões por trimestre, recorrendo a expedientes mentirosos que, por falta de caixas, alegam que o sistema caiu e só atende nos caixas eletrônicos? Mas os caixas eletrônicos não estão ligados ao dito sistema? Banqueiros: Cambada de filhos daquilo!
Constatação VII (Quadrinha para ser recitada quando se fizer necessário).
Não faça conjecturas maldosas,
Pensando aleivosias de mim.
Eu ando fazendo parte de prosas,
Mas eu não sou um cara chinfrim.
Constatação VIII (De uma dúvida crucial, via pseudo-haicai).
Será que algum bondoso voluntário,
Quando terminar a Copa, vai ouvir,
Pelo menos, ‘obrigado’ como salário?
Constatação IX
E como elucubrava aquele velho voyeur* que já estava, há muito, na idade provecta: “Recordar é viver e recordar é, também, vim ver”...
*Voyeur = n substantivo de dois gêneros 
Rubrica: psicopatologia.
Indivíduo que experimenta prazer sexual ao ver estímulos sexuais, objetos associados à sexualidade ou o próprio ato sexual praticado por outros (Houaiss).
Constatação X
Não se pode confundir preceito, que o dicionário Houaiss, dentre outros, define como “aquilo que se recomenda praticar; regra, norma” com preconceito, que o mesmo dicionário se refere como “qualquer opinião ou sentimento, quer favorável quer desfavorável, concebido sem exame crítico”, já que o preconceito não deveria ser um preceito, uma norma, muito embora tenha muita gente que o pratica com relação a sexo, religião, cor e outras filhasdap...ce. A recíproca é verdadeira, como por exemplo, o caso de dogmas, opiniões pré-concebidas e coisas desse jaez.
Constatação XI (Para ser declamado, preferencialmente, em festinha da Terceira Idade, a fim de não criar ilusão, em qualquer desavisado cristão).
Preste muita atenção:
Libido em profusão,
Mas sem ereção
É como um canhão
Sem munição
Que só faz um papelão
E despedaça o coração.
Constatação XII (De uma eterna dúvida crucial).
Quantas vezes o prezado leitor, ao longo de sua vida, já ouviu, da boca dos políticos, mormente em época de campanha, que é preciso investir em Educação? E de criar Empregos? E de construir casas para a população de baixa renda? E acabar com o mau atendimento na Saúde?
Constatação XIII
Não se pode confundir perversa com reversa, até porque a assim chamada Esquerda chama a Direita de perversa e assim chamada Direita chama a Esquerda de reversa. A recíproca, nesses sentidos casos é ao contrário da vice-versa, tendo em vista que uma e outra não fazem nada a não ser por seus respectivos adeptos, parentes, amigos, correligionários e assim por diante, ou melhor, e assim por atrás. Elementar, minha gente. 
Constatação XIV
Rumorejando está promovendo uma pesquisa de opinião pública para determinar qual será a nova pessoa física que recebeu um dinheiro, através do caixa 2, do partido do atual governo, de uma empreiteira, de fornecedoras de produtos superfaturados. E, evidentemente, de governos anteriores também.
Constatação XV
Deu na mídia: “O site Happnews.com quer mostrar que o mundo não é só tristeza e dor, mas também alegria e solidariedade”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejandoacha que o que o site representa é uma gotícula pra lá de infinitésima de segunda ordem num pu, digo, baita oceano.
Constatação XVI
Não se pode confundir baço com braço, até porque o prezado leitor já ouviu falar em queda de braço, mas dificilmente em queda de baço. A recíproca, por tal razão, não é verdadeira. Salvo engano e/ou omissão. O que daria a impressão de não se querer dar o baço, digo, obraço a torcer.
Constatação XVII
Circulou na mídia, o texto. “A arte de não adoecer”, de autoria do médico Dr. Dráuzio Varella. Um deles é “Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados. O dialogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas o Dr. Dráuzio não previu que quem recebe o desabafo pode estar se prejudicando. Basta ver o que acontece quando a gente cumprimenta uma pessoa com “tudo bem” ou “como vai” e ela despeja sua – dela – desdita, de alguma doença, ou para entrar no assunto com um “agora já estou melhor”, preparando-se, invariavelmente, para relatar, narrar, discorrer com detalhes, às vezes mórbidos, que antes estava. Vige!
Constatação XVIII
Quando na exposição do afamado pintor, constatou-se que ele, como bom retratista, havia pintado também a sua sogra, todos ficaram muito admirados, pois ele sempre dizia em alto e bom tom para quem quisesse ouvir: “Minha sogra, eu nunca mais quero ver ela nem pintada na minha frente”.
Constatação XIX
E como me disseram os meus mecânicos, os irmãos Caron, que me atendem desde 1974. Gente fina – é bom que se assinale – como profissionais e honestidade: “Apareça! Venha! Se não puder fazer outra coisa”.
Constatação XX
Como é do conhecimento dos meus caros leitores, Rumorejando lançou, em dezembro do ano passado, seu segundo livro, intitulado 150 Sonetos & 1 Sonetão (Pseudos). Este, e mais o primeiro, chamado Rimas Primas & Outras Constatações, deverão anteceder o terceiro que está sendo preparado. Em face da provecta idade e o comportamento dos neurônios, a publicação de um quarto livro se caracteriza por uma insondável e irresoluta incógnita... Ambos, os já publicados, estão com relativa boas vendas na Livraria da Vila, que se localiza no Shopping Pátio Batel. Pela manifestação dos leitores para este assim chamado escriba, foi possível determinar as seguintes reações:
Quem não te conhece passou a te achar, relativamente, inteligente;
Quem te achava, relativamente, inteligente passou a te achar, relativamente, mais inteligente;
Quem te achava, relativamente, mais inteligente passou a achar que você ficou burro... Não, relativamente, mas em sentido absoluto...

Constatação XXI

Diálogos conjugais acerbos.

 Mal carregava sua carcaça
Tão cheio estava de cachaça
“Você vai dormir na praça.
Lá, você poderá fazer arruaça”.

Ele achou que caíra em desgraça
Ela não achara a mínima graça
Vê-lo naquele estado não era pirraça
E pensou: “Na vida, nem tudo passa”.

Pediu perdão: “Não me desfaça
Eu nunca levei uma vida devassa.
Me dê um beijo e vê se me abraça”.

“Suma-se! Não venha com chalaça
Eu já te aturei sem qualquer rechaça
Mas um dia é do caçador; outro, da caça”.

Constatação XXII (Conjugação de verbo em tempo de eleições).
Eu engabelo
Tu enganas
Ele promete
Nós descumprimos
Vós enrolais
Eles mentem
Constatação XXIII (Quadrinha para ser recitada por quem assim desejar).
Acreditei num político
Que prometeu dias melhores
O resultado foi apocalíptico.
Não poderia haver coisas piores.

RICOS & POBRES
Constatação I
Rico conjumina; pobre, engata.
Constatação II
Rico come mondongo; pobre, bucho.
Constatação III
Rico usa a expressão: “nada”; pobre, usa a expressão: “porra nenhuma”.
Constatação IV
Rico é favorável à paz e amor; pobre, é pistoleiro.
Constatação V
Rico vai criticar, dentre outros, no Hyde Park de Londres; pobre, na Boca Maldita de Curitiba.
Constatação VI
Rico sofre de monofobia*; pobre, tem medo da própria sombra (vive encag...sado).
*Monofobia = Substantivo feminino. 
1.Psiq. Horror mórbido à solidão (Aurélio).
Constatação VII
Rico é necrófobo*; pobre tem medo de fantasmas.
*Necrófobo = Que tem horror mórbido à morte (Aurélio).
Constatação VIII
Rico é cenofóbico*; pobre, assiste comício político em qualquer lugar, mesmo com chuva (Aurélio).
*Cenofóbico = Substantivo feminino. 
1.Psiq. Que tem medo patológico de grandes espaços abertos (Aurélio) 
Constatação IX
Rico acha que o pobre ganha em demasia; pobre, acha que o rico é fdp.
Constatação X
Rico é pantófobo*; pobre tem medo até da sua – dele – própria sombra.
*Pantófobo = n substantivo feminino 
Rubrica: psicopatologia.
Que tem medo de tudo; temor mórbido de um mal desconhecido; panfobia, panofobia (Houaiss).

Site: www.rimasprimas.com.br