Postagens populares

Pesquisar este blog

domingo, 27 de maio de 2012

BRAZIL: PAÍS RICO SEM MISÉRIA.


OS DIREITOS COMO PRINCÍPIOS
www.google.com.br/images

Marina da Silva

Desde meados dos anos 70/90 do século XX, fase de intensa reestruturação dos meios de produção, da revolução nos meios de comunicação e transporte, o mundo do trabalho sofreu profundas transformações. Estas, sustentadas pelas revoluções tecnológicas, alteraram não somente as formas de produzir, o gerenciamento e as relações de produção como o uso cada vez menor de trabalho vivo e levaram a uma expansão assustadora de formas cada vez mais precárias do uso do trabalho humano.
Esta etapa de modernização capitalista, sintetizada de forma simplória na palavra globalização tem levado a uma extração de mais-valia absoluta intensa reintroduzindo condições de trabalho análogas àquelas dos primórdios do surgimento e expansão do sistema capitalista. O trabalho paulatinamente vem perdendo seu caráter de centralidade no processo de humanização e de construção da sociabilidade humana, para tornar-se mero recurso de sobrevivência.
www.google.com.br/images "São Paulo – Foi adiada a tentativa de acordo entre a marca espanhola de roupas Zara e o Ministério Público do Trabalho (MPT), na quarta-feira (30). A confecção deveria assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), mas manteve a negativa de assumir a responsabilidade pela prestadora de serviços contratada que empregou mão de obra análoga à escravidão em São Paulo. A multinacional resiste ainda a investir o valor de R$ 20 milhões em ações de valorização social sugeridas pelo MPT." 

 Os trabalhadores, com a expansão da precarização do trabalho _ efeito de tecnologias economizadoras de mão-de-obra, das possibilidades de expropriação através da fragmentação e dispersão geográfica da produção, entre outros _ são despojados de direitos trabalhistas históricos conquistados arduamente com lutas e mortes.
Acuados pelos altos índices de desemprego e pelo enfraquecimento (submissão e blindagem do governo) da representatividade sindical, cada vez mais no mundo todo, são obrigados e/ou sujeitam-se a flexibilização laboral traduzida como perda de direitos sociais e diminuição de renda. Na Índia, párias; no Brasil, os baixa-renda, na UE-União Européia, precariado; de pólo a pólo, subproletariado, a ralé estrutural.
 A flexibilização de direitos trabalhistas, no Brasil, é a única forma de diminuir os custos da produção, de dar maior competitividade às empresas, aumentar a lucratividade capitalista _ Bradam economistas. 

www.google.com.br. Delfim Neto, ex-ministro e economista  em recente entrevista ao JN/Globo (Maio/12) culpa o "custo Brasil (leia-se tributação e direitos trabalhistas" pela baixa competitividade dos "nossos" empresários  e pelo processo de "desindustrialização" do Brasil. Segundo ele os empresários daqui carregam um peso de 88 quilos enquanto os chineses suportam apenas 17 quilos. Além de jurássica sua comédia econômica está caduca! Até eum dona do lar, dou uma explicação séria sobre a desindustrialização no país sem tanta apelação...ou má-fé(?)!

Um discurso que povoou intensamente a mídia desde a era Collor, ganhou força com FHC, seguiu soturno no primeiro mandato de Lula e promete ganhar força com a atual crise financeira global na Europa(2011/12).
Pode-se rechaçá-lo?  Deve-se. Pode-se combatê-lo?  Sim. Como? Fazendo dos direitos trabalhistas o que eles realmente são: Princípios Fundamentais! Diz a nossa Carta Magna, promulgada em 1988, que a República Federativa do Brasil, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos - entre outros -  a dignidade da pessoa humana; os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa. (Art. 1º, incisos III e IV) e ainda constituem objetivos fundamentais da República: construir uma sociedade livre, justa e solidária; garantir o desenvolvimento nacional; erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação. (Art. 3º, incisos I, II, III, IV).
Além de princípio fundamental, o trabalho é constitucionalmente um dos direitos sociais: “São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho...” (Art.6º) e a eles estão atrelados vários direitos trabalhistas listados no Art. 7º incisos I a XXXIV, “além de outros que visem à melhoria de sua condição” e ainda nos Arts. 8º, 9º, 10º e 11º como, por exemplo: salário, jornada, FGTS, férias, aposentadoria, seguro contra acidentes.
É através dos valores sociais do trabalho e da livre iniciativa, princípios basilares da nação, que o Brasil se constituirá em uma das maiores potências econômicas do mundo e que podemos não apenas sonhar, mas efetivamente construir uma sociedade livre, justa e solidária, promovendo o bem de todos erradicando a pobreza, a miserabilidade e as desigualdades sociais.
www.google.com.br/images
 O principio norteador de nossa jovem Constituição é a dignidade da pessoa humana e os direitos fundamentais visam na verdade a defesa desses direitos ali constitucionalizados. Um ataque aos direitos fundamentais e sociais que sequer atingiram sua eficácia, aplicabilidade, efetividade no país como um todo, além de inconstitucional, desqualifica a Carta Magna pondo abaixo a fonte primeira do direito constitucional do trabalho, capaz de anular, neutralizar e mesmo frear a desregulamentação e flexibilização indiscriminada dos direitos trabalhistas.
A cada dia proliferam aceleradamente várias formas de se descaracterizar a relação de trabalho, o vínculo empregatício, a subordinação e métodos eficazes para baratear os custos da produção, da mão-de-obra e burlar os direitos trabalhistas: trabalho terceirizado, temporário, parcial, cooperativas ilícitas, voluntarismo ideológico e/ou religioso, estagiários, informais, autônomos de segunda geração (os agregados), pejotização, ilegais, trabalho escravo. Sob o véu da competitividade e lucratividade hodierna escondem-se formas abjetas e desumanas de exploração do trabalho humano. Cada vez mais eclodem formas espúrias de expropriação e apropriação do trabalho humano balizadas pelo discurso de que “todo trabalho é digno”, desde catar lixo até vender virgindade em filme pornô. Basta!
www.google.com.br/images "Mas doutor uma esmola a um homem que é são ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão"! Cheeeeeeeeeega de bolsa-esmola!

sábado, 19 de maio de 2012

FUCK CANCER! FUCK CORRUPTOS DO BRAZIL!


CÂNCER: A BATALHA É DURÍSSIMA, MAS É O CAMINHO DA CURA!





Fim! Final de uma fase, a fase mais assustadora da minha vida...Acabou meu tratamento, durou 9 meses, tempo sofrido, de muitos medos e incertezas, mas tb de muitas descobertas e alegrias...Não posso me dizer curada, posso dizer que estou em remissão de um câncer, afinal, os médicos só dizem que estamos curados depois de 5 anos...
Nada em nossa vida é por acaso, e se tive que passar por essa experi
ência dolorosa e amedrontadora que é o câncer, é porque necessitava de um aprendizado que só podemos ter quando temos a nossa vida ameaçada...
Eu aprendí, que devemos amar as pessoas como se não houvesse amanhã, aprendí que brigas bobas não são necessárias, aprendí que o perdão liberta, aprendí que a vida é tão linda e que nunca tinha visto essa beleza de verdade....
O que vou fazer nos próximos 5 anos? Quero amar, amar e amar as pessoas que são importantes na minha vida, quero ajudar pessoas que passam pela mesma situação pela qual passei, enfim, eu quero viver intensamento todos os dias...
Me sinto feliz e livre, saí da radioterapia hoje com um sorriso no rosto que não passava, me sentí guerreira, vitoriosa, me sentí enorme!
Obrigada a todos amigos que acompanharam minha jornada nesses 9 meses, torcendo, sofrendo e rezando comigo para tudo dar certo...Vcs foram e são muito importantes!
Minhas amigas do peito, vcs foram a melhor coisa que me aconteceu depois que esse câncer invadiu minha vida, vcs me ajudam tanto, me apoiam, eu sinto que somos uma família de verdade, amo vcs!
E que venham os próximos 5 anos! 10 anos, 15 anos, 20 anos...

************************************************************

www.google.com.br/images. QUEM DISSE QUE É FÁCIL, QUE SE TIRA DE LETRA? É GUERRA MULHERES, DURÍSSIMA, CHEIA DE ALTOS E BAIXOS (mais baixos), MAS SE A LUTA É PELA VIDA...NÓIS TÁ DENTRO!kkkkkkkkkkkkkkkk F*@.CANCER.DICUMFORÇA!
UHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU! A-CA-BOU! 
Muitos, homens e mulheres desistem do tratamento e se entregam; muitos sequer conseguem um diagnóstico e tratamento; muiiiiiiiiiiiitos deslocam distâncias intergalácticas para fazer o tratamento fora de suas cidades, fora do seu estado e tudo PELA CURA! É MUITO DIFÍCIL, É DURO, É LONGO, MAS...
Tudo na vida passa! É preciso de muita fé em DEUS, ajuda dos que nos amam, solidariedade, amizade, contar com os anjos que o senhor nos põe no caminho!
conselho: SE você está as voltas com um perrengue destes, NÃO DESISTA DO TRATAMENTO! Fé em Deus e vamú qui vamú porque como dizem as Amigas do peito:JÁ DEU CERTO! 


Ps: Susan, que Deus a abençoe e que você siga vivendo e realizando seus projetos e sonhos, curtindo os que você ama e dando valor ao que merece! Seja Feliz! Bjin. Marina da silva, dez anos curadíssima e esperando mais uns 90 ou mais anos de muita saúde! 

O QUE EU SEMPRE QUIS DIZER PARA O CÂNCER?
Mosaico criado a partir de www.google.com.br/images. O MUNDO DIZ BASTA, OPS, FODA-SE CÂNCER! E no Brazil vamos dizer para os DESADMINISTRADORES(leia-se corruptos, ladrões, incompetentes) que apenas fazem "maquiagem" para uma doença grave, um caso grave que compromete a vida de milhões de brasileiros e brasileiras!

O QUE EU SEMPRE QUIS DIZER PARA OS POLÍTICOS BRASILEIROS DO PU-PARTIDO ÚNICO BRAZILEIRO?

www.google.com.br/imges. FUCK CORRUPTOS!
www.google.com.br/images. FUCK! NÓS VAMOS COBRAR COM JUROS!
www.google.com.br/imagesFUCK para todos os partidos que hoje só lutam por uma ÚNICA CAUSA: roubar o Brasil potência!


domingo, 13 de maio de 2012

CAPITALISMO VERDE SUSTENTÁVEL


CAPITALISMO  FLEXÍVEL  VERDE.
Marina da Silva
De todas as fases históricas de acumulação capitalista, a atual, - conhecida como Acumulação Flexível - se dá amparada nas novas tecnologias de produção economizadoras de trabalho vivo; novas formas de gerenciamento e de relações de trabalho; na evolução dos meios de transporte, comunicação, informatização  e paradoxalmente tem como fundamento basilar a extração de mais valia absoluta, a expropriação e exploração da mão de obra de bilhões de indivíduos em todo o planeta.
www.google.com.br/images 
"Mais de um bilhão de chineses
Marchando sem deuses

E outros descalços fazendo sapatos

Pra nobres e ratos". Ana Carolina

A possibilidade de fragmentação do processo produtivo e sua dispersão geográfica geraram uma disputa por empresas permitindo a obtenção de matéria prima, isenções fiscais e outras benesses dos Estados competidores e mão de obra barata em contratos precários, driblando a legislação trabalhista, desregulamentando a parca proteção social, camuflando a relação de emprego, reavivando a escravidão.
Esta acumulação torna-se ainda mais potente e ganha robustez com a sedução e alienação da farsa da produção verde: um discurso ecologicamente correto, politicamente sustentável, responsavelmente social.
www.google.com.br/images. Índia. Linha de produção de sapatos de luxo."Para conseguir um produto com custo final de sete dólares, a Catwalk utiliza da Neo-Escravidão. Seus funcionários trabalham em torno de 16 a 17 horas por dia, vivendo dentro das fábricas e o lugar onde dormem é o mesmo onde cozinham e trabalham, durante a noite dormem em baixo das mesas. O trabalho é praticamente em troca de comida."

Capitalismo verde, produção verde, produto verde, economia verde! Forjados pela consciência enviesada verde; os consumidores (antes conhecidos e tratados como cidadãos) padecem do encantamento verde e não se dão conta que o discurso do desenvolvimento e negócios sustentáveis, cada vez mais se escora na exploração predatória e irresponsável dos recursos do planeta.
Mosaico elaborado a partir de www.google.com.br/images "Vale tudo" porque "NÃO HÁ FUTURO SEM MINERAÇÃO'.


 Nunca se produziu tanto, nunca se usou tanto a mão de obra de baixa qualificação, nunca se usou tão avidamente os recursos naturais, nunca se consumiu tanto fomentando a obsolescência programada dos produtos. Um exemplo: Minas Gerais sustém o crescimento de 10%/aa da economia capitalista chinesa (que vende ao mundo inteiro produtos 1,99 - leia-se, baixa qualidade, descartáveis) há mais de uma década, queimando toda a riqueza do cerrado nas inúmeras siderúrgicas, substituindo-o por gigantescas florestas homogêneas de eucalipto! IsSo sem falar na depredação das montanhas, cartão postal dos mineiros, assoreamento de rios, poluição e destruição de cidades históricas, destruição da saúde de cidadãos, etc, em Minas e no Brasil inteiro, especialmente nos estados  Pará, Espírito Santo. 
Hoje se grita pela salvação do planeta, patrulham-se crianças ainda no útero das mães usando ecobags, roupas, sapatos, chinelos, bolsas, acessórios, bijuterias, móveis e tudo que se possa imaginar... de plástico; tanto de altas grifes como os genéricos pirateados!
Ao lado da falácia verde impera outra maior: o empreendedorismo individual, que pode ser traduzido na exacerbação do individualismo, na alta competitividade e principalmente no desapego aos direitos trabalhistas, à proteção social do trabalho; conquistas históricas que envolveram muitas lutas e mortes ao longo de séculos! 
Mosaico elaborado  a partir de www.google.com.br/images. empreendedorismo é o velho "bico, biscate, se vira nos trinta"! Mera sobrevivência e única forma de garantir respeito, cidadania e dignidade!




O empreendedorismo a la Eike Batista, o X-man, que em 1 ano - 2009 - triplicou seus 7.5 bilhões de dólares  e se transformou no 8º homem mais rico da galáxia é para predestinados, os eleitos do deus capital!
www.google.com.br/images. Reverenciado no Brazil e mundo pelo oportunismo, ops, "empreendedorismo" X-treme, eike xiaoping gaba-se  ter criado a mineradora MMX "sem um grão de minério", apenas com o poder X e acrescento, uma mãozinha do bndX(antigo Banco Nacional do Desenvolvimento Social), provavelmente próxima aquisição EBX, o RBX(Royal Bank X).UIA, dei ideia! Ai como eu tô bandida!

Para os mortais o jeito é ser inovador, criativo, sem apego a salário, jornada, local de trabalho, cesta básica, vale-transporte, férias, 13º salário, assistência a saúde e outros direitos sociais. Os indivíduos são comprimidos pelo espaço/ tempo: o trabalhador vai onde o trabalho está acompanhando o movimento de horizontalização das empresas. Correr risco sem nenhuma contrapartida e se responsabilizar pelo fracasso é o que se exige do trabalhador na atualidade. A exploração se dá tanto na apropriação da força física (cumprir metas, ser polivalente) como da capacidade intelectual dos indivíduos (capital intelectual). 


Mosaico elaborado a partir de www.google.com.br/imges. A escolha dos melhores trabalhadores é show com grandes patrocinadores!


Seleção de trabalhadores virou o maior absurdo show de TV: para que RH-recursos humanos se podemos recrutar e selecionar os melhores e colocá-los para competir ao vivo e a cores com transmissão 24 horas nas TV? Big Brother; O Aprendiz e 1 contra 100 de Roberto Justus; Ídolos, etc. O setor de RH, mais do que nunca, darwiniano, sai aos poucos das empresas e ocupa a telinha: atores, cantores, chefs de cozinha, estilistas, jornalistas, dançarinos, modelos, lutadores, designers, roteiristas... 
Milhões de internautas disputaram na web “o melhor emprego do mundo”, um big salário para cuidar de uma ilha paradisíaca e mesmo Steve Spielberg seleciona roteiristas em reality show. Explode no mundo inteiro o trabalho precário quase sempre divorciado dos direitos trabalhistas (terceirizado, subcontratado, estagiário, cooperativas ilícitas, voluntarismo ideológico/religioso, trabalho parcial, temporário, pejotização ou laranjas, isto é, trabalhador transformado em empresa e na maioria das vezes envolvendo muita informalidade e ilegalidade.
www.google.com.br/images. Lixo é lucro sempre e somente para empresas compromissadas com meio ambiente e salvação do planeta! Parece ficção na "Avenida Brasil", MAS É A NOVELA DA VIDA REAL DE MILHARES DE BRASILEIROS! Isso é o que eu chamo de ACUMULAÇÃO SUJA!

E se tudo pode ser pior; a acumulação flexível não só apropria como se faz baluarte da ecofarsa: ampara-se no ecodesenvolvimento sustentável do capital verde que se expande sem o menor esforço e com altíssimos lucros, ora associando-se sob os auspícios dos governantes nas PPP’s (parceira público privada) ora criando novas empresas para tomar posse de uma riqueza até então inimaginável: o lixo!
RRR: reciclar, reutilizar, reduzir! É a economia verde que só no Brasil em 2005 gerou um faturamento de cerca de US$7 bilhões, 500 mil empregos de catadores, 50 mil funcionários da indústria recicladora. O Brasil está entre os 10 maiores recicladores de papel e papelão do mundo. Em 2005 o país foi pentacampeão em reciclagem de latinhas (89% do descarte, 9.4 bilhões ao ano, 26 milhões de latinhas recicladas por dia! É pouco! Propalam.
O lixo vem sendo disputado no braço: de um lado catadores versus urubus, ratos, escorpiões e outros bichos; do outro, empresas que cada vez mais adotam sempre o “compromisso empresarial para a reciclagem”. E A MÍDIA INFLUI E CONTRIBUI!
 O principal feito histórico vem da “exploração inteligente do gás do lixo”, uma energia “limpa” que será vendida, no caso do aterro de Gramacho na cidade de Duque de Caxias/RJ à Reduc- refinaria Duque de Caxias da Petrobrás.
O lixo é luxo e lucro: papel, papelão, latas de aço, vidros, garrafas pet, latinhas de alumínio, tetra park, lâmpadas, monitores, pneus, lixo orgânico, gás do lixo, etc. Em Gramacho, o maior lixão (aterro sanitário) da América do sul, cerca de 1300 catadores se pegam nos tapas com urubus, correndo o risco de doenças, de atropelamento pelos tratores e caminhões ou serem soterrados pelo lixo!
www.google.com.br/images. O lixo é lucro só e a riqueza é tamanha que formaram no Brasil um esquema de importação de lixo de primeira, ops, primeiro mundo, coisa de máfias do lixo!

”Não é lixo é trabalho” proclama a mídia, a porta voz dos capitalistas verdes. “o novo conceito do lixo _ diz sem esconder sua euforia André Trigueiro, apresentador do “Cidade e Soluções”/GloboNews – deixa de ser problema e passa a ser insumo energético”. Empresas verdes recebem o brasão da responsabilidade social, compromisso ambiental e créditos...de carbono, papéis com valor de mercado para serem negociados com empresas não tão verdes, aliás, sujas! Reciclar é pura magia, uma alquimia que transforma toneladas de lixo das classes abastadas do país (ou comprado do exterior como os 64 containers de lixo inglês vendido a empresários brasileiros)  em ouro verde e diplominha de responsabilidade ambiental.
Para os catadores, o elo mais importante, o portador da mais valia, reciclagem é trabalho duro, pesado, sujo, insalubre, que lhes garante meramente a sobrevivência no dia a dia, uma cidadania às avessas, de lixo, que não lhes confere nenhum valor social e apenas os torna mais e mais invisíveis. 
www.google.com.br/images. Programa Cidades e soluções. O repórter André Trigueiro, que conduz o programa, e seus entrevistados, transitam daqui para ali no aterro de Gramacho sem dar mostras de que, apesar de enxergarem muito bem,  vêem as centenas de homens, mulheres e urubus revirando mais de 7 milhões de toneladas de lixo que chegam diariamente no lixão!

sábado, 5 de maio de 2012


UTOPIA REVISITADA
www.google.com.br/images
Sérgio Antunes de Freitas

“Um mapa do mundo em que não aparece o país Utopia não merece ser guardado.”
Oscar Wilde

O solitário gostava de observar as crianças brincando no parquinho, sentado em um muro de pedras feito com mão-de-obra dos escravos. Muito antigo, pois, desde o ano de 1886, quando Thomas More foi beatificado, não há escravidão na Ilha Utopia. A pena maior para os criminosos não é mais o cativeiro, é ser banido e ter que viver em outros países, onde o humanismo não decide grandes coisas; geralmente, os ocidentais.
O solitário nem pensava nisso, apenas se distraía, apreciando as crianças.
Elas desciam por cordas atreladas a sinos de diferentes tons. A cada momento, o carrilhão produzia música diferente.
Quando chegavam aos extremos inferiores das cordas, as crianças se deixavam cair em uma rede de proteção. Saiam pulando e subiam iguais a bichos, de quatro pés, por um barranco, para descer novamente pelas cordas. Blim, Blam, Blom, Blem, Blim.
As risadas e os gritos infantis combinavam com os sons metálicos, em afinação perfeita, como acontece com todos os barulhos naturais e artificiais, desde que em ambiente harmônico.
Ele se divertia muito com a imagem de um menino gorducho, que descia mais devagar que os outros, apoiando às vezes os pés nos sinos, provocando sons surdos. Blem, Blim... Bloc!
Os momentos de paz e fontes sonoras inspiravam suas composições amadoras borradas em um antigo cravo flamengo de dois teclados.
Mesmo de outros locais, ele se deleitava, ouvindo os sons longínquos, perfeitamente conhecidos. Muitas vezes, conseguia identificar qual a criança estava descendo pelas cordas e de que altura havia pulado na rede.
Um dia, o céu amanheceu com nuvens escuras. O solitário se dirigiu ao parque e encontrou o silêncio. Por vezes, o vento soprava notas menores e sua preocupação aumentava, devido à ausência dos pequenos.
Uma premonição trouxe à sua mente imagens terríveis do massacre em uma escola de Beslan, na Rússia.
www.google.com.br/images 1º de setembro de 2004: "um grupo de terroristas islâmicos tchetchenos e árabes invadiu uma escola no interior da Rússia, submeteu um grupo de mais de mil pessoas a três dias sem água e sem comida e matou mais de 330 delas --na maioria crianças-- no pior atentado terrorista após o 11 de Setembro."

Um tiro no peito lançava uma menina contra o quadro negro. Um armário era aberto e crianças escondidas e assustadas eram metralhadas impiedosamente. Depois, cadáveres vivos levavam seus filhos, cadáveres de verdade, para seus berços finais.
E enterravam junto as suas vidas.
O solitário começou a se apavorar com a ausência das crianças e com o sentido de terror que as lembranças da violência haviam lhe impingido.
O vento mostrou-se mais intenso, movimentando levemente as campânulas, em sons desencontrados, mas que lembravam vagamente uma marcha fúnebre descompassada.
Seu temor tornou-se cólera e vergonha, por pertencer a uma família de animais tão perversos e inábeis no trato de desavenças.
Os sentimentos infestos cresciam, quando começou a ouvir uma chinfrineira ao longe. Colocou-se em guarda, como um cão, e começou a identificar a algazarra das crianças atrasadas.
Saltou de sua solitude e foi recebê-las, abraçá-las, louvá-las. E desceu nas cordas também, buscando fazer uma base de acompanhamento para os solistas tão principais.
Cansou e resolveu ir para o trabalho, anestesiado, tentando acompanhar com assobios os brados dos sinos. Blim, Blam, Blom, Blem.... Bloc!
- É o gordinho!
www.google.com.br/images

Sérgio Antunes de Freitas

terça-feira, 1 de maio de 2012

OS BLOGS MARINA DA SILVA ESTÃO DE LUTO!


OS BLOGS MARINA DA SILVA ESTÃO DE LUTO!

TRABALHADORES DO BRASILparece que agora ninguém precisa da gente para NADICA DE NADA, nem para roubar nosso voto com falácias politiqueiras! ESTOU PASSADA E AMARROTADA:  NENHUMA MENÇÃO A NÓS TRABALHADORES!
www.google.com.br/images

ENTÃO F*#@.com.br E VIVA NÓIS TRABALHADORES DO MUNDO INTEIRO!
www.google.com.br/images
www.google.com.br/images OS PIORES TRABALHADORES DO MUNDO! SE GRITAR PEGA LADRÃO NÃO FICA UM MEU IRMÃO! Salve grande Bezerra!
www.google.com.br/images TODOS IGUAIS E PARTIDO ÚNICO: SE DAR BEM AS CUSTAS DO SUOR E SANGUE DOS TRABALHADORES BRASILEIROS!



AOS PATRÕES PÚBLICOS E PRIVADOS, AOS POLÍTICOS BRASILEIROS TRAIDORES DA NAÇÃO E DO NOSSO POVO F*@#.COM!
www.google.com.br/images


MAS...


DIA DO TRABALHADOR!DIA DO TRABALHO!FELIZ DIA DO TRABALHADOR E SUPER HIPER MEGA GOLD DIAMOND OBRIGADAÇA GOOGLE PELA BELÍSSIMA HOMENAGEM!
O Doodle mostra um operário segurando o logotipo do Google / Reprodução Google
www.google.com.br/images GOOGLE HOMENAGEIA OS TRABALHADORES DO MUNDO INTEIRO COM UM DOODLE!
Doodles 
Os doodles consistem em mudanças no visual do logotipo do Google, geralmente utilizadas para celebrar feriados, aniversários e grandes acontecimentos da história. Até agora, mais de mil intervenções foram criadas. O Google já utilizou os doodles para homenagear grandes cientistas, artistas e políticos, além de celebrar datas de âmbito nacional e internacional."