Postagens populares

Pesquisar este blog

quarta-feira, 30 de março de 2011

SO... RIA! BEAGÁ BUSÃO RAPID E...RUIM!


GENTILEZA URBANA
"É aqui que eu amo, é aqui que eu quero ficar", mas...existem melhores cidades e melhores meios de transportar o cidadão que o flagelo que é imposto aos moradores de Belo Horizonte, Beagá!


Marina da Silva 
Segunda-feira: comecei pegando no tranco. Fim de semana prolongado, xô preguiça! Sorri ao ler no jornal do ônibus que gentileza urbana é não soltar pum! He, he, he.
Terça-feira: barraco na reunião; para dar conta de Tati só dando uma de Tigrão!
Quarta-feira: fico sem telefone. Em desabalada carreira, ensaboada, pelada e não querendo perder a chamada, o danado escorregou-me das mãos indo se espatifar no chão!
Quinta-feira: chego ao ponto atrasada e milagrosamente meu ônibus está lá e relativamente vazio, sou a última a embarcar. O motorista acelera e para não cair seguro a alça de proteção o que irritou profundamente um indivíduo que me aplicou um safanão e logo no braço operado. Resmunguei alto:
 _ Credo um estúpido quase me arranca o braço só porque demorei um pouco para não cair do lotação enquanto pedia uma informação?!
Alguém se vira - o estúpido; era uma senhora magricela de jeans, camiseta, cabelo Joãozinho parecendo um moleque.
_ Você estava impedindo a passagem! Encarou-me amarrando uma tromba.
_ Foi um milésimo de segundo para uma informação! Respondi espantada.
Ela atrevida dando de ombros:
_ Eu sou de idade!
Calei, dei uma nova olhada nela e não vi nenhuma senhora idosa, caquética, caindo aos pedaços. Vi sim, uma mulher abrindo passagem com muita energia e correndo para ocupar o último lugar vazio no ônibus.
Apelei:
_ Olha aqui! Isso aqui é um coletivo, mas não um transporte de gado. Ninguém precisa se comportar como boi ou vaca!
Fez-se um silêncio pesado e tive a impressão de ter gritado. Fiquei vermelha de vergonha, mas realmente estava indignada. Aí um rapaz me surpreendeu:
_ Senhora, sente-se aqui! E a quinta-feira foi salva.
Sexta-feira: perdi a hora, peguei ônibus lotado, uma hora em pé, aos trancos e barrancos e manobras arriscadas, num trajeto alterado pela duplicação da Antônio Carlos. Mas... It’s Friday!
Sábado: esqueço o tênis dentro do carro a caminho da academia. Corro rapidinho até a C&A da Paraná para comprar um parcelado. No trajeto ocorre algo inesperado:
_Tiu, titiu, titiu! Alguém vindo em minha direção chama por um cão. Levanto os olhos e levo uma ofensa gosmenta na cara.
_Cachorra!
_ Ah não! Duas vezes na mesma semana? Encarei o panaca pançudo cara de sapo e fuzilei-o com um olhar AR-15, apontei-lhe a minha bazuca e enfiei-lhe o dedo do meio pelas fuças!
_ Valeu loura! Alguém aplaudindo a resposta tão ofensiva quanto a do desgraçado.
_Gentileza urbana! Ô semana! Mais uma e jogo na lata de lixo uns cinco mil anos de civilização.
Domingo: rezo, oro e não boto o pé para fora de casa!








sábado, 26 de março de 2011

OBAMA NO BRASIL!

O QUE OBAMA VEIO FAZER NO BRASIL
Marina da Silva

Fonte: www.dw-world .de/ E até o Cristo os recebeu de braços abertos!

Este foi o tititi que rolou na academia entre esteiras, bicicletas, aparelhos e pesos. Todos queriam saber o que Obama presidente dos Estados Unidos e o primeiro negro, ops, moreno a ocupar a Casa Branca veio fazer no Brasil. A mídia brasileira ocupou-se irritantemente com os modelitos, grifes de roupas e penteados da família e tudo de mais importante que a turma fez no Brasil: quantos tiauzinhos e sorrisos deu Obama, como “Ele” desceu do avião, a imponência dos seus Men in black, do fiasco do Cara com a bola; as Havainas legítimas da filha number one, a sogra, os passos que ensaiou na cidade do samba Mrs Michelle. A mídia internacional não ficou atrás, mas gastou críticas ao presidente: "Quem se interessa pela visita de Obama ao Brasil quando mísseis dos Estados Unidos são lançados sobre a Líbia?"; "Desastre nuclear no Japão e revoltas no norte da África – há quem diga que o presidente dos Estados Unidos teria mais o que fazer do que visitar a América Latina". Que opositores de Obama e o povão brasileiro critiquem  e nem saibam o que ele veio fazer no país, tudo bem, mas países da União Européia   desqualificar a visita dos donos do mundo ao Brasil beira a estupidez das bravas! Será? Voltemos  ao Brasil. O país foi elogiadíssimo tanto por Obama como Hillary Clinton como uma democracia modelo para países da África e Oriente médio. Mas o que se viu  aqui foi o povo ser impedido de se aproximar, manifestar apreço ou desapreço e até ouvir Obama em um telão. Minto, um povo brasileiro domesticado, ops, pacificado pelo governo do RJ - da Cidade de Deus - teve a honra de apresentar um show do que há de melhor no país: samba e capoeira! Folclóricos(?) e militantes ficam bem longe do roteiro de Obama”. Obama cancelou aparição na Candelária e discursou para um seleto grupo entre eles antigos desafetos - PT e Cia. sempre criticaram o imperialismo ianque - e a portas fechadas sem direito a transmissão para os pobres mortais conforme prometido. “A Cinelândia, no centro do Rio, foi tomada neste domingo (20) por personagens típicos do local e manifestantes contra o presidente norte-americano. Barack Obama, nem viu esse público, afinal, discursou dentro do Teatro Municipal e entrou e saiu sem passar pela porta principal”. Fez de lá um pronunciamento importantíssimo dirigindo-se ao povo...norte americano explicado porque mandou jogar uns mísseis na Líbia. Eu assisti ao vivo na CNN, já o resto dos brasileiros (leia-se seleto grupo que o acompanhava no grande teatro carioca) descobriu tudo depois em segunda mão na telinha! E permanece a questão: a que veio Obama? O que os EUA querem na América latina, principalmente com o Brasil? O Brasil é o B dos BRIC’s (China, Índia, Rússia), as potências capitalistas da hora, 5º maior país do mundo em extensão e o maior da América latina; potência regional e líder do Mercosul, Unasul;  7ª economia do planeta, cresce a quase uma década sustentando altos índices (PIB 7.5% em 2010), dono de um baita mercador consumidor interno (que vai do lixo 1.99 ao luxo)! Mas não é só isso! Vanguardista no uso de energia limpa (hidrelétrica, termelétrica, eólica, biocombustíveis, solar, etc) após a descoberta dos hiper galácticos campos petrolíferos e de gás na camada Pré-sal é detentor de inegável importância geoeconômica e geopolítica mundial! Até pouco tempo atrás era conhecido como republiqueta de bananas (leia-se políticos), de mulatas e vira-latas que sempre fez o que Tio Sam mandou! O país no governo Lula, estabilizado na era FHC (reformas, Plano Real, controle inflacionário, congelamento e arrocho salarial)  deslanchou de vez e mostrou sua cara fortalecendo-se enquanto os Estados Unidos era  literalmente derrubado pelos ataques terroristas (2001) e crash do sistema financeiro (crise subprime) em setembro de 2008. Lula se tornou “O cara” enquanto um negro chegava a Casa Branca com um enorme abacaxi nas mãos! Hoje a “Política de Obama precisa convencer uma América Latina segura de si.(..) existem países como o Brasil, Chile e Colômbia, que a secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton, apresenta com prazer como "exemplos brilhantes" de democracia e sucesso econômico”. Os perrengues estadunidenses estendidos para países europeus da UE, foram salutares para o Brasil que virou alvo de interesses e investimentos estrangeiros, com destaque para a invasão China! O que estava ótimo ficou melhor ainda quando o país foi eleito sede da Copa Mundial de futebol (2014) e Olimpíadas (2016). Países que até então apenas voltavam os olhos para o Brasil (achando que viam México, Argentina) a partir deste cenário vieram de corpo inteiro botando banca e armando barracas!  Os Estados Unidos também têm muitos motivos para se preocupar com os vizinhos do Sul (...) pois outros países, como a China e o Canadá, não deixaram de notar o crescimento da América Latina e as possibilidades econômicas que se oferecem. Além disso, expande-se, por exemplo, o comércio regional com o Brasil”. Obama veio marcar território (espaço vital ao soerguimento e manutenção do império); garantir acordos comerciais bilaterais e impor presença em dois quesitos deste carnaval de riquezas brasileiras: energia (leia-se Pré-sal) e infra-estrutura  isto é, garfar os bilhões do PAC copa, PAC Olimpíadas e até PAC de campeonato municipal de cuspe a distância!
                                         Fonte: www.economist.com/topics/brasil/ O Brasil é nosso!
E de quebra mostrar aos chineses até onde eles podem ir nesta área panamericana sem quebrar o pacto “As américas para os (norte) americanos!” “Washington vê a visita como uma oportunidade para reafirmar a influência norte-americana região totalmente negligenciada pelo predecessor de Obama, George W. Bush.” O petróleo encontrado recentemente na costa brasileira pode equivaler a duas vezes as reservas norte-americanas. "Queremos ajudar o Brasil com tecnologia e apoiar o desenvolvimento dessas reservas de petróleo de forma segura, e quando vocês estiverem prontos para começar a vendê-lo, seremos um dos seus melhores fregueses" disse Obama”. É algo do tipo: quem quer trocar as riquezas do Pré-sal por uma “possibilidade” de uma cadeira na ONU. O petróleo é nossa melhor moeda, permitirá ao país pleitear uma parcela do poder mundial, desde que atrelado aos EUA e longe de ações que os contrariem como as posições equivocadas de Lula no Irã.

DESMASCARANDO O USO ELEITOREIRO DAS OBRAS PÚBLICAS E DESVIO DO DINHEIRO PÚBLICO

BRASIL VERSUS JAPÃO
VÁ NO BLOG www.beagabeozonte.zip.net/ brigadão! marina

quarta-feira, 23 de março de 2011

BLOG CÂNCER DE MAMA: UTILIDADE PÚBLICA

ATENÇÃO VOCÊ, HOMENS E MULHERES QUE MORAM EM CAMPINAS, SAMPA OU CIDADES PRÓXIMAS, FIQUE ATENTO(A) A ESTE EVENTO IMPORTANTÍSSIMO!


WOMEN'S FAIR

Oi Marina, tudo bem!?
Espero que sim.

Sou da assessoria de imprensa do Women´s Fair – evento em prol do câncer de mama que irá acontecer em Campinas (SP) – em parceria com o CAISM – Hospital da Mulher.
Tenho acompanhado alguns posts no seu blog e gostaria de saber se vc poderia dividir a informação com as suas leitoras.


Projeto You Make It volta a Campinas para evento em parceria com o Hospital da Mulher – CAISM/Unicamp

Women’s Fair acontecerá no dia 2 de abril e tem como objetivos despertar a consciência para o câncer de mama, multiplicar informações e
aumentar o voluntariado do CAISM

Com o intuito de chamar a atenção das mulheres para a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, a agência Conee Marketing de Causa e Eventos, idealizadora do projeto You Make It, firma parceria com o Hospital da Mulher Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti – CAISM/Unicamp e realiza, em Campinas, o evento Women’s Fair.

A principal proposta do You Make It é despertar uma nova consciência a respeito do ser humano, independente de raça, crença ou religião. A partir disso, nasceu a Women’s Fair Lifestyle & Store – A Feira da Mulher – para conscientizar a respeito da importância do diagnóstico precoce, debater sobre cuidados e acompanhamento, promovendo a socialização das mulheres com o tema, por meio de palestras e debates.

O evento também pretende chamar a atenção de mulheres formadoras de opinião para o câncer de mama, importante questão de saúde pública. Além disso, visa ampliar o trabalho voluntário no CAISM que, atualmente, conta com a ajuda de 25 mulheres voluntárias. As atividades consistem na produção de artesanato, bojos de sutiãs para mulheres mastectomizadas e arrecadação de recursos para pacientes carentes, além de trabalhos de apoio espiritual nas enfermarias.

“O You Make It aposta em causas sérias nas quais a conscientização e a cultura são fatores indispensáveis para que as pessoas sejam capazes de compreender, criticar e melhorar a vida”, ressalta Renato Rosa, idealizador e diretor de Eventos de Causa da agência Conee.

Durante o evento, profissionais do CAISM conversarão em formato de “talk show” com as convidadas em plenária exclusiva. Para conduzir o bate-papo, o evento contará com a presença do médico oncologista Giuliano Mendes Duarte e a ex-paciente e voluntária da instituição Nely Bolliger Lane. Temas importantes como prevenção, autoconhecimento e diagnóstico precoce, serão abordados de forma simples e esclarecedora. Ao todo serão três sessões.

O Women’s Fair, que acontecerá na Vert Eventos, reunirá mais de 30 estandes de diversos segmentos como carros, jóias, cosméticos, acessórios, calçados, decoração, roupas, além de serviços como massagem, SPA, cabeleireiro, alimentação etc. Kia Motors, o restaurante Outback e marcas como Fit Company e Mary Key já garantiram espaço no evento. A estimativa de público é de 700 mulheres num único dia. Parte da renda das vendas será revertida para o CAISM.

Os ingressos, no valor de R$ 15, podem ser adquiridos no Ventura Mall e na AMZ – Relações Públicas e Eventos, e dão direito ao acesso à feira e participação nas palestras – as inscrições devem ser feitas com 30 minutos de antecedência.

Os eventos do You Make It estão sempre relacionados a uma causa nobre e a instituições sérias. No ano passado, também em Campinas, o evento realizado foi o ‘Desfile de Moda Inclusiva’, em prol da inclusão social do deficiente físico por meio da moda. O objetivo era despertar esse mercado para o atendimento às necessidades dessas pessoas.

Câncer de Mama

Problema de saúde frequente entre as mulheres, o câncer de mama tem aumentado a cada ano sua incidência em todas as faixas etárias. A longevidade, a diminuição do número de filhos e a falta de amamentação são alguns dos fatores que contribuíram para que o câncer de mama representasse mais de 40% dos casos de câncer entre as mulheres brasileiras, em 2010.

O CAISM é um dos poucos hospitais públicos brasileiros no qual as mulheres podem fazer tratamento completo contra a doença. Além disso, foi o primeiro hospital brasileiro a realizar cirurgia de reconstrução mamária imediata.

“Com o diagnóstico precoce da doença, o índice de cura pode chegar a 100%, caindo a menos de 20%, quando a doença é descoberta em estágios mais avançados”, afirma Ângela Maria Bacha, diretora associada do CAISM.

Os programas de controle do câncer de mama não reduzem a incidência da doença, mas permitem um diagnóstico precoce, com mais chance de cura. “Não basta só a auto-palpação. É bastante útil, mas a avaliação médica periódica é obrigatória, com exames por imagem que permitem visualizar as lesões mais facilmente”, complementa Dra. Ângela.

Serviço
Women’s Fair – Lifestyle & Store
Data e horário: 02/04, das 14h às 20h
Local: Vert Eventos – R. Frei Salomão, 231 - Sousas
Pontos de Vendas: Ventura Mall, AMZ Relações Públicas

Informações à Imprensa
Carol Silveira Assessoria de Comunicação
Karol Ramos / Ana Carolina Silveira
 (19) 3709-1165 / (11) 7740-7448 / (19) 9791-8261



terça-feira, 22 de março de 2011

CÂNCER DE MAMA NO ALVO DA MODA!

AGORA COM UMA MULHER PRESIDENTA ESPERA-SE REALMENTE AÇÕES MAIS EFICAZES NO CONTROLE DO CÂNCER EM GERAL E DO CÂNCER DE MAMA EM PARTICULAR, NO PAÍS.
MAS...SERÁ QUE A PRESIDENTA DILMA TEM PEITOS, OPS, FORÇA PARA ISSO?
SERÁ QUE NO CORTE DOS MAIS DE 50 BILHÕES DE REAIS DO ORÇAMENTO 2011 NÃO SE INCLUIU AS AÇÕES VOLTADAS PARA PROMOÇÃO DA SAÚDE DE BRASILEIROS E BRASILEIRAS?
NADA DE PAGAR PARA VER, VAMOS É PEGAR NO PÉ DA PRESIDENTA E COBRAR AÇÕES CONCRETAS NA ÁREA DA SAÚDE PARA ALÉM DAS PROPAGANDAS ELEITORAIS!

PROPAGANDA AJUDA NA INFORMAÇÃO E PODE ANGARIAR VOTOS, MAS  O TRATAMENTO E CURA DO CÂNCER ENVOLVE MUIIIIIIIIIIIIIITO  MAIS QUE PROGANDAS E EXPOSIÇÃO DE FAMOSOS NA MÍDIA!
ENQUANTO CERCA DE 10 MIL MULHERES E 10 MIL HOMENS MORREM TODOS OS ANOS POR CAUSA DE UM DIAGNÓSTICO TARDIO DE CÂNCER (MAMA E PRÓSTATA) NÃO PODEMOS NOS CALAR, CONCORDAR E APENAS ASSISTIR PROPAGANDAS CARÍSSIMAS NA MÍDIA!

E PARA TERMINAR E NÃO PERDER A OCASIÃO: MORRER DE DENGUE É O FIM DA PICADA! É O CÚMULO DO DESCASO COM A SAÚDE E VIDA DO POVO SENDO O BRASIL A 7ª ECONOMIA CAPITALISTA DO PLANETA COM PIB DE TRILHÕES DE REAIS!

AOS PAIS  DA PEQUENA LÍVIA VÍTIMA DA DENGUE E DA INCOMPETÊNCIA ADMINISTRATIVA DE NOSSOS POLÍTICOS:
SOLIDARIEDADE, CARINHO, AMOR E ABRAÇO CARINHOSO. QUE DEUS OS CONFORTE NESTE MOMENTO DE DOR. EM NOME DE TODOS NÓS BRASILEIROS INDIGNADOS! Marina
 
 

sábado, 19 de março de 2011

VOCÊ JÁ TEM A SUA??

A ECOPANGA
Minha Ecopanga  Alexandre Herchocovitch chiqueterésima presente de tintas Coral!

Marina da Silva
Depois das baleias, golfinhos e plânctons, uma nova batalha verde se instala...no supermercado! Está declarada guerra  à sacolinha plástica de supermercado. Sem a menor chance de defesa, apresentação de bons antecedentes criminais, ficha limpa e excelentes serviços prestados a sociedade em geral e aos capitalistas de todas as cores em particular, a sacolinha de supermercado, uma comunista de carteirinha, está legalmente, politicamente e ecologicamente condenada, banida, proscrita, execrada e expulsa dos mercadinhos, mercados, supermercados, hipermercados! Com os dias contados, o que mais entristece, choca, magoa a sacolinha é que seus parentes em todos os tamanhos, gêneros, número e grau plástico, sacos, sacolões e sacolinhas, ficaram livres da patrulha e perseguição e intolerância verde, passando ao largo ou poupados da extinção! O que caracteriza um ataque frontal e cruel a Carta Magna, mais conhecida como Carta 2070 no seu artigo 1º, Inciso II que garante “a dignidade humana às sacolinhas sem qualquer distinção de cor, raça, credo, opção sexual e tal” e Art. 5º que assegura o direito de resposta, proporcional ao agravo, assédio moral, abuso; além de indenização por danos moral, físico, mental e à imagem!  De invenção legal super 10, a dita cuja, “aquela-que-não-deve-ser-usada-ou-nomeada” passou a dez...graçada, poluidora, contaminadora, destruidora de lares ops, hábitat natural, causadora de todas as catástrofes que varia de um tsunami na Indonésia, um terremoto na Neozelândia  até os terremotos-tsunamis no Japão. Isto sem falar nas mortes ocorridas (mais de mil pessoas) nas enchentes da região serrana do Rio, janeiro próximo passado! E agora José? Quem substituirá a companheira sacolinha de supermercado, que não é Bombril, mas tem mil e uma utilidades, uma verdadeira camarada? O problema já está resolvido: entra no caixa a sacola retornável...de plástico; a sacolinha biodegradável (custo 0,19 a 99,99/unidade); o velho carrinho de feira metálico; caixas e sacos de papel e/ou papelão e  a “Ecopanga”? Eco o quê? Ecopanga?? Yes, tradução livre de Ecobag, a capanga, também conhecida na versão  embornal; uma sacolinha feita de pano (americano cru, chita, mata-borrão, roupas e jeans velhos, retalhos, lona) muito usada séculos atrás (tem-se notícia da Ecopanga no período jurássico) e tal qual os chinelos Havaianas uma identificadora das classes PM (pobres e miseráveis) que atualmente no Brasil gira em torno dos 30/50 milhões de cidadãos! Os pobres e miseráveis sem o saber, sempre carregaram uma postura política, econômica, social, ambiental ecologicamente correta, sustentável e responsável com o meio brasileiro e quiça mundial, usando a sacola de feira plástica retornável, a capanga, o embornal e as indestrutíveis e legítimas Havaianas que “não deformam, não soltam as tiras, não tem cheiro” e hoje valem verdadeiras fortunas vendidas a peso...de Euro! E não é só isso! Desde sempre a maioria do povo brasileiro é agente ambiental politicamente verde e correto. Consome pouquíssimo (veja a história dos negros que recebiam uma muda de roupa por ano e alimentação balanceada); recebe pelo suor do seu trabalho o Mínimo, e são verdes, isto é, veja: extraem a própria sobrevivência e de sua família do lixo produzindo riquezas no reciclo aplicando e cristalizando a máxima de Lavoisier, um sábio: na natureza nada se perde tudo se reutiliza, recicla e reduz a lucro-RRR...ôrra meu! O Brasil é verde e vive um boom do lixo acumulando riquezas literalmente no lombo de cerca de 1 milhão de catadores (40 mil deles “formalizados” em cooperativas), um lucro a-ni-mal! “o Brasil está entre os dez maiores recicladores de papel e papelão do mundo;  7 bilhões de reais foi o faturamento com a reciclagem em 2005; em 2005 foi pentacampeão no reciclo de latinhas de alumínio com 94.4  bilhões/ano e 26 milhões de latinhas/dia;  é recordista mundial da reciclagem de alumínio (latinhas), 89% do descarte; 45% de reciclagem de vidro, um dos maiores índices do mundo; 47% latas de aço (latas de óleo, milho, ervilha, atum, etc);  17.5% reciclo de plástico; 41% das garrafas pet vira poliéster, vassouras.”  “No caso dos plásticos, o Brasil já recicla 780 mil toneladas por ano, equivalentes a 16,5% do total consumido, percentual superado apenas pelos de Alemanha, Áustria e EUA. A receita resultante é de R$ 1,3 bilhão.” O discurso verde altamente sedutor virou moda e rende até em/e novelas: Rainha da Sucata, Viver a vida, Passione! O país é pioneiro, vanguardista em abandonar o “American dream”, uma possibilidade de enriquecimento, prosperidade e humanização (material e espiritual) dos seres humanos e afundar literalmente seu povo fundando o planeta “SlU-ria” criando, adotando e exportando o Life style 1.99, uma forma de viver, vil, corrompida,  uma vida chulé material e espiritualmente, banhada na corrupção, corrosão e prostituição geral do caráter da sociabilidade humana, da humanização de homens e mulheres e tudo na maior “responsa” dando sustentabilidade a um enriquecimento abjeto sob a égide RRR/ nas costas dos agentes sociais-SLU (serviço de limpeza urbana): os catadores de lixo! Dois dos “Seis motivos para reciclar: * gera empregos(?) para a população não qualificada; * gera receita (riqueza, lucros) com a comercialização dos recicláveis.” A falácia verde faz alarde, induz a uma falsa consciência e responsabilidade ambiental e o cidadão munido desta desculpa ecologicamente correta vai às compras de chinelos, sapatos, rasteiras plásticas, enchendo a Ecopanga de zilhões de produtos cujas embalagens deveriam ter o mesmo destino da sacolinha de plástico de supermercado! E pior, tropeça nos catadores (slurianos), homens, mulheres, idosos, crianças, grávidas todos os dias como se tais cidadãos, seres humanos, fossem totalmente invisíveis ou  apenas mais um monte de lixo urbano!
 “Tão extraordinário quanto o lixo é o trabalho de mais de 800 mil catadores em todo o Brasil. Foi pensando nas comoventes trajetórias de vida de uma classe considerada por muitos como "invisível" que o artista plástico Vik Muniz inspirou o filme Lixo extraordinário, que concorre, em 27 de fevereiro (2001), ao Oscar de melhor documentário.” 
 o Brasil possui 5.560 municípios. Em 1994 apenas 81 cidades incentivavam a reciclagem; em 2004 o número subiu para 237, em 2006 eram 327, em 2008 405 cidades; em 2005 eram cerca de meio milhão de catadores (colaboradores ou agentes ambientais para não sair do ecologicamente correto); em 2010 o número de catadores dobrou!”
 Comentário Akatu: Investir na reciclagem não é apenas um ato de consciência ambiental, mas também econômica. E o Brasil ainda pode aumentar seus níveis de reciclagem: por exemplo, temos capacidade de reciclar 1,6 milhão de toneladas de plástico por ano”
 “Quem sabe onde se quer chegar sabe como formar um profissional verde.”
Ecopanga retornável, modelito super fashion de Cássia. A-MEI!!







segunda-feira, 14 de março de 2011

segunda-feira, 14 de março de 2011



A todo o povo japonês nossos sentimentos, orações e solidariedade

sábado, 12 de março de 2011

POR QUE NEGAR O BRASIL POTÊNCIA ECONÔMICA...

OTIMISMO DESESPERANÇADO

Marina da Silva
“Se nessa terra tudo que se planta dá  Que é que há, meu pais? Tem alguém levando o lucro  Tem alguém colhendo o fruto Sem saber o que é plantar Tá faltando consciência Tá sobrando paciência Tá faltando alguém gritar.”

 Quem sobreviveu aos anos 80, principalmente a era Sarney, cujo governo fez do povo gato e sapato superalimentando um dragão, sabe catedraticamente que 4%/5% não é e nunca será inflação! O tema inflação entrou quente em 2011, mas o boato nasceu em 2009, ano dos reflexos da nossa “mega crise financeira internacional norte americana”, uma marolinha de nada conforme afirma Lula, 90% querido, amado e defendido pela brava gente brasileira que a seu pedido fez Dilma Rousseff, sua afilhada, a primeira mulher presidenta da República. Inflação de 4%-5% é considerada, se não salutar, pelo menos desejável para um dos maiores economistas do século XX: John Maynard Keynes. Significa que a economia está aquecida, indo bem e no caso do Brasil indo maravilhosamente bem! Nem precisa ser economista para saber que se não há uma inflaçãozinha é porque a economia vai de mal a pior, está em recessão e que se a vaca não foi já está com as quatro patas enterradas no brejo! ''cada processo, tanto a inflação quanto a deflação, provocou grandes danos. Cada uma tem um efeito em alterar a distribuição de riqueza entre diferentes classes; a inflação nesse aspecto é a pior das duas. Cada uma também tem um efeito em superestimular ou retardar a produção de riqueza, embora aqui a deflação seja a mais danosa''. Mas então que papo é este de inflação que esta tomando conta da mídia? Curto e grosso: os políticos estão colocando em prática, reativando e ressuscitando uma estratégia política que permitiu por longos e dolorosos anos uma brutal expropriação do povo brasileiro e justificou a hiper concentração de riquezas em seletos grupos e/ou setores da sociedade: o OTIMISMO ESPERANÇADO ou para lembrar, a falácia do remédio amargo aplicado a população enquanto se fermentava o bolo de riqueza para só então fazer a partilha entre os cidadãos!
No governo de Sarney presidente _como político este ser está fossilizado no poder há mais de 50 anos_ a estratégia era o PESSIMISMO ESPERANÇADO, isto é, aplicava-se remédios amargos e políticas econômicas duras, arrocho salarial, etc e tudo para combater o dragão da hiperinflação que atingiu números ilógicos: mais de 80% ao mês! O Brasil, desde o Golpe militar de 1964 até 2002 viveu sob o império do medo: dos ditadores, do dragão da inflação, do metalúrgico comunista, etc! Nos anos 90, era Collor/FHC a estratégia mudou de nome, isto é, entra em cena o OTIMISMO DESESPERANÇADO, um terrorismo psicológico que assombrou os brasileiros e levou mais de uma década para ser derrotado: os militares vão voltar ao poder; a inflação sairá de controle; os comunistas vão tomar as casas dos pobres; Lula vai seqüestrar a poupança dos trabalhadores e tal também! O neoliberalismo, a moeda do plano Real era sonho para 20 anos ou mais! Até hoje a antiga direita, hoje na esquerda, não sabe onde foi que errou, mas a explicação é fácil: esqueceram de olhar e soltar uma esmola para o S de todos os partidos, o S de saudável, de sadia, de Social, sofredores, sem-nada! Aos poucos o medo da hiperinflação ganhou parceria e foi suplantado por ela: medo do Risco Brasil. A Nova Ordem exigia: privatizações, arrocho salarial, corte dos gastos públicos, enxugamento do Estado, demissões, congelamento do salário de aposentados e funcionários públicos, mudanças nas regras da aposentadoria, flexibilização das leis trabalhistas, Mínimo no mínimo e... concentração de riquezas! Ninguém conseguia dormir sem antes saber no JN o risco do dia e a taxa Selic (aquela que paga juros altíssimos para os especuladores deixarem seu dinheiro centuplicar nos bancos, bolsas e congêneres do mercado financeiro). Cansada de ser escravizada, esculachada, roubada a Esperança vestiu vermelho, empunhou foice e martelo e venceu o medo! Lula chegou ao poder nas eleições de 2002 e de lá para cá a sensação do povo, descamisados, baixa renda, gado, é que o homem é um messias, um padim Ciço fazedor de milagres! O Brasil entrou nos eixos e tudo que acontece de bom no país, da economia ao resultado de uma partida de futebol, tem a mão de São Lula! A falácia da inflação atual no BB Dilma que se inicia tenta e provavelmente conseguirá com as novas investidas maior apropriação das riquezas (do pré-sal, só a título de exemplo) e expropriação da população, um PAC(to) da miséria que quer restituir ou estagnar grande parte da população na penúria mantendo um estado fisiológico de pobreza e mendacidade (a base do Lulismo é a bolsa-esmola) extremamente necessário para a manutenção de grupos políticos no poder. A pobreza e miséria do povo além de justificar corruptos e ladrões no poder através do voto (sinônimo de exercício da cidadania) possibilitam o desvio de dinheiro público (milhões, bilhões de dólares anualmente) em obras públicas meia-boca e /ou fictícias; doações (empréstimos do BNDs e outros bancos estatais a juros tão baixos que beiram a indecência) ou na simples rapinagem como o que acontecem com os bilhões dos PAC’s! Os primeiros acenos econômicos do novo governo, o mesmo anterior, apenas fortalece o status quo deixando claro como o dia, o que Lula queria dizer com fazer o necessário, o possível e “fazer o impossível”! Dúvidas? Está na mídia:

“Salário mínimo tem menor aumento real desde o início do governo Lula”
“Economia se recupera e PIB sobe 7,5% em 2010, aponta IBGE.”
“Brasil possui 30 bilionários”.
“Brasil deve eliminar miséria até 2016, diz Ipea
De acordo com estudo divulgado pelo instituto, pobreza será reduzida a 4% da população. Pobreza absoluta (caracterizada por renda domiciliar mensal per capita de até meio salário mínimo). pobreza extrema (renda per capita de até um quarto do salário mínimo”.
A correção do valor em R$ 35, visto que o salário mínimo estava em R$ 510 no ano passado, implicará em um aumento de despesas de cerca de R$ 10 bilhões para o governo federal.”
“O PIB, que mostra o comportamento de uma economia, é a soma das riquezas produzidas por um país --é formado pela indústria, agropecuária e serviços. O PIB também pode ser analisado a partir do consumo, ou seja, pelo ponto de vista de quem se apropriou do que foi produzido.”
“O empresário brasileiro Eike Batista, 53, saltou da 61ª para a 8ª posição na lista das pessoas mais ricas do mundo, com uma fortuna de US$ 27 bilhões, segundo o ranking de 2010 da revista americana "Forbes. Ele estreou no ranking em 2008, na 142ª posição.”
“Eike é um dos sete filhos do empresário Eliezer Batista, ministro das Minas e Energia no Governo João Goulart e, ao longo de boa parte da ditadura militar, presidente da Companhia Vale do Rio Doce, então uma empresa estatal.
É acusado de usar informações privilegiadas conseguidas através do cargo de seu pai na direção da Companhia Vale do Rio Doce, quando começou a negociar com minas de ouro.”

 “Sarney diz que cortes do governo preservam área social. O político acredita que as medidas servem para priorizar o controle da inflação”

“Menos de dois anos depois do escândalo dos atos secretos, José Sarney (PMDB-AC) foi eleito novamente para a presidência do Senado”.

“O dragão da inflação acordou, mas ainda está relativamente quieto.”

“O boletim Focus do Banco Central (BC), elevou de 5,79% para 5,80% a estimativa para a inflação oficial neste ano.”
“O regime atual de estabilidade macroeconômica pressupõe a existência de uma meta de inflação definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Hoje em dia ela está fixada em 4,5% ao ano, com uma margem de tolerância de 2% para cima ou para baixo. Ou seja, enquanto a inflação estiver situada entre 2,5% e 6,5% ao ano.”
“DILMA ANUNCIA REAJUSTE DE ATÉ 45,5% A BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA. (...) principal programa de transferência de renda(?) federal.”
“O plano de erradicação da pobreza extrema, apelidado de "PAC DA MISÉRIA", não usará apenas a renda como critério para medir quem é miserável”.
“(...) o governo anunciou ontem que o corte de despesas no Orçamento deste ano irá afetar fortemente o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.”
“Diretor do FMI pede ao Brasil que economia cresça mais devagar .  "É chegado o momento de desacelerar a economia".  

terça-feira, 8 de março de 2011

8 de MARÇO É DIA DE MULHER!

O QUE AS MULHERES QUEREM...
Marina da Silva

Beleza,
É fundamental, no trabalho,
Receber o mesmo salário e tratamento que os homens em funções iguais.
Usar decotes que valorizem os seios,
Sem que isso signifique estar disponível, desesperada,
Aberta a cantadas ou assédio moral descarado.
O mesmo seja válido para o tamanho e fendas de saias e vestidos.
Não precisar de certificado ISO de inteligência só porque nasceu ou ficou loura,
Não ter que rebolar só porque é mulata ou morena.
Amar, namorar ficar, fazer amor, sexo, transar
Com a mesma constância, fidelidade e seriedade masculina.
Sonhar com Brad Pitt e com muito dinheiro para pagar as dívidas.
Um amor, um corpo sarado, um namô.
Ser múltipla, mas sempre uma a cada vez
Mãe, esposa, amante, dona do lar, profissional de carteira assinada,
Cobrir as jornadas de trabalho dentro e fora de casa e
Ainda, uma vez por mês, ter permissão para uma TPM.
Ter um homem gostoso na cama,
Na lama, na grama, na cozinha encostada no fogão,
Na área, no quintal, no tanque, tanquinho ou numa Brastemp chiquérrima.
Sexo, sexo, sexo, muiiiiiiito sexo.
Ser gostosa, ser amada, ter trabalho, reconhecimento, autonomia, respeito.
Emprego, casa, ser reconhecida na minha arte.
E aí casar, ter filhos, uma família.
Dar o troco na mesma moeda,
Não dar troco, usar outro tipo de moeda.
Ser mãe, sentir as dores do parto,
Não sentir dor nenhuma
 Escolher: parto normal ou cesárea?
Ter um dia, não, um mês só pra mim.
Uma noite de sono.
Tomar a iniciativa, pegar
Sem assustar ninguém.
Direitos iguais:
Nas banhas, celulites, flacidez, estrias,
Dar fim na ditadura de beleza feminina.
Sucesso, dinheiro, saúde, Deus primeiramente,
Amor, a paz mundial.
Sair para a balada,
Dançar, beber, acabar-se numa noitada.
Tomar uns chopes com uma amiga sem ser rotulada de sapatão.
Apaixonar, apaixonar por ela, beijar na boca.
Ter um amante, uma paixão enloquecedora.
Dinheiro, sexo, viajar.
Que ele divida as tarefas,
Que me faça um café da manhã ou me convide para um jantar.
Ficar sem compromissos.
Ter um namorado é o mais essencial.
Carinho, romantismo, mais paixão, sensibilidade, atenção.
Receber rosas vermelhas, um cartão. Namorar Roberto Carlos ou Tony Ramos.
Pagar a conta,
Rachar a conta,
 Pagar conta coisa nenhuma, pagar conta é coisa de homem.
Jamais ouvir: _ foi bom meu bem?
Se gostar, ser inteligente, que os rapazes saibam conversar.
O essencial, ser respeitada, não ser chifruda!
Dar chiliques, pitis, rodar a baiana, desmanchar barraco
Sem ser taxada de mal-amada ou precisar de uma analisada.
Ter um playstation e ganhar dos meninos!
Ter valor para os homens,
Não ser tratada como objeto ou um
Filé, simples pedaço de carne.
Preliminares,
Primeiro tempo, intervalo, segundo tempo, prorrogação, disputa de pênaltis,
 Nada de morte súbita.
E todos os mais, mas, e, ou, ora, seja, quer, contudo, entretanto...também!







sábado, 5 de março de 2011

CHEGA! FORA NO EGITO, TUNÍSIA, LÍBIA ...BASTA!VAMOS DAR UM FORA NESTA CANALHA

[ ]'s Juca.

12 de Março de 2011 !!
ESTÁ COMEÇANDO EM SÃO PAULO...
...SE DER CERTO, E UM DIA VAI DAR, VAI CHEGAR EM TODO O BRASIL !!!!!
12 DE MARÇO DE 2011 - UM MILHÃO DE PESSOAS NA AVENIDA PAULISTA
PELA DEMISSÃO DE TODA A CLASSE POLÍTICA!

Este e-mail vai circular hoje e será lido por centenas de milhares
de pessoas. A guerra contra a chulisse está a começar. Não
subestimem o povo que começa a ter conhecimento do que nos têm
andado a fazer, do porquê de chegar ao ponto de ter de cortar na
comida dos filhos! Estamos de olhos bem abertos e dispostos a fazer
-quase-tudo, para mudar o rumo deste abuso.
Todos os ''governantes'' [a saber, os que se governam...]
O BRASIL falam em cortes de despesas - mas não dizem quais - e
aumentos de impostos a pagar.
Nenhum governante fala em:
1. Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, adjuntos,
assessores, suportes burocráticos respectivos, carros,
motoristas, 14.º E 15º Salários ETC.) DOS PODERES DA REPÚBLICA;
2. Redução dos deputados da Assembléia da República e seus
gabinetes, profissionalizando-os como nos países a sério. Reforma
das mordomias na Assembléia da República, como almoços opíparos,
com digestivos e outras libações, tudo à custa do pagode. Redução
no mandato de Senador para 4 anos (igual aos outros mandatos);
3. Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações
Públicas que não servem para nada e, têm funcionários e
administradores com 2º e 3º emprego;

4. Acabar com as empresas Municipais, com Administradores a auferir milhares de REAIS/mês e que não servem para nada, antes, acumulam funções nos municípios, para aumentarem o bolo salarial respectivo.

5. Por exemplo: as empresas de estacionamento não são verificadas
por quê? E os aparelhos não são verificados por quê? É como um
táxi, se uns têm de cumprir porque não cumprem os outros? E  não
são verificados como podem ser auditados?

6. Redução drástica das Câmaras Municipais e Assembléias
Municipais...;

7. Acabar com o Financiamento aos partidos, que devem viver da
quotização dos seus associados e da imaginação que aos outros
exigem, para conseguirem verbas para as suas atividades;
8. Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores,
etc, das Câmaras, Juntas, etc., que se deslocam em digressões
particulares pelo País;

9. ACABAR COM OS MOTORISTAS PARTICULARES 24 h/dia, com o agravamento das horas extraordinárias... para servir suas excelências, filhos e
famílias e até, os filhos das amantes...
10. Acabar com a renovação sistemática de frotas de carros do
Estado;

11. Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado


terça-feira, 1 de março de 2011

PRA RELAXAR...OU NÃO!

O CÓS

Marina da Silva

O cós é aquela parte da roupa – calças, saias, bermudas, shorts – conhecida popularmente como cintura, onde se põe o cinto e estava ocupando minha cabeça e enchendo minha paciência desde que saí de casa com uma calça nova de cós baixo, na verdade muito baixo.
Passei boa parte do dia subindo a calça ou espichando para baixo a blusa para esconder, entre outras coisas, dois pneus Good-year nas laterais, dois simpáticos lombinhos, como os chamou o cirurgião plástico, paralelos ao umbigo e uma auto-estrada de flanco a flanco deixada por uma enorme cicatriz no baixo ventre, milímetros acima do monte de Vênus.
A caminho de casa, praguejando contra a bendita calça, dei de cara com uma lojinha na rua Rio de Janeiro com o seguinte cartaz: Temos calça de cós alto.
_ Aleluia! Pensei alto. Até que enfim o reinado do cós baixo está terminando. Entrei curiosa, olhei os jeans e outras calças, achei-os um tanto comportados, sem nenhum rasgo, bordado ou lantejoulas, nada fashion e perguntei o preço.
_ Sessenta e nove e noventa! Está na promoção, um precinho ótimo!
_Uia! Pensei comigo. Se ela soubesse que essa miserável cós baixo fashion custou só quatorze e noventa e nove... Agradeci me safando com a desculpa do “vou esperar o pagamento sair” e continuei rumo ao ponto de ônibus na infeliz ginástica do levanta e puxa.
Segui em frente reparando as pessoas, mulheres como eu, usando calças ou saias cós baixo. Tirando uma ou outra magrinha, cinturinha delineada e tal, a maioria poderia entrar na classificação de gordinhas, cheinhas, obesas. A moda que começou lá com a Madona, aqui, pegou feio a lambada, axé, funk, hip hop, forró, pagode e se espalhou como gripe numa influenza sobre todas as confecções do mundo, pelo menos do lado ocidental.
No começo até que era legal sair do cós Jeca Tatu, cintura logo abaixo do peito e descer um pouco, na altura do umbigo. O problema é que o cós divorciou-se definitivamente da cintura e continuou a descida rumo ao cóccix, crista ilíaca e ao monte de Vênus. O caso deixou de ser estar ou não na moda; sem outra opção acabou por se tornar um problema gravíssimo de poluição visual. A cada descida do cós, maior a exposição de massas adiposas, pêlos, tatuagens de gosto duvidoso, saliências indesejadas, pintas, manchas e no meu caso, lombadas, pneus e cicatrizes. Classifiquei os modelos, num momento de raiva, desta forma: cós baixo – aquele que mostra levemente a barriga, o umbigo e ainda consegue esconder uma e outra gordurinha; cós extremamente baixo: deixa a banha livre e solta e atendendo a lei da gravidade, caída, despencada e de quebra presenteia a pessoa com uma segunda cintura; e o cós pornográfico, que além das impropriedades dos dois acima, deixa à mostra o monte de Vênus, os pêlos pubianos e até o cofrinho!
Tudo bem que dá para perdoar, não muito, algumas gordurinhas extras em qualquer idade. Um excessinho vá lá, mas um enorme saco de banha caindo pelas tabelas, dobrando-se sobre o cós, já é uma exposição desnecessária ao ridículo.

_ Mas ninguém é obrigado a usar o cós baixo! Bradariam a mim aquela gente da patrulha.
_ Mas pôxa vida, eu adoro jeans, saias, shorts e só produzem o tal cós baixo! Essa onda pegou tudo, tudo!
_ Uai? Use roupas para pessoas da sua idade! Tiradinha de algum debochado que apesar da juventude tem a mente presa lá no século XIX ou pior, na idade média.
_ Sai fora Véio! Sou uma mulher do terceiro milênio e se não me engano há mais de duzentos anos Balzac resgatou a mulher de trinta, Roberto Carlos ainda no século XX cantava as mulheres de quarenta e cinqüenta e já faz um bom tempo que a vida _ hiper produtiva foi esticada para os sessenta/setenta e a melhor idade só chega a partir dos noventa! Tá ligado?